Home > Notícias

Poderá o iPad 2 superar os outros tablets em 2011?

Saiba o que a Apple deve fazer para impedir o crescimento de aparelhos como o Xoom, da Motorola

Jared Newman

24/02/2011 às 16h56

Foto:

O convite para o evento sobre tablets da Apple (provavelmente o lançamento do iPad 2) no dia 02/03 foi um "soco no estômago" de todos os fabricantes que acreditam ter desenvolvido um tablet melhor do que o da Apple. “Venha ver como será o ano de 2011”, diz o convite oficial, insinuando que “o ano do tablet” será de somente um produto.

Na quarta-feira descobriremos se o próximo iPad irá mesmo tornar seus concorrentes obsoletos, agora que ele tem mais adversários e precisa vencer aparelhos como o Xoom, da Motorola, entre outros tablet. Listamos cinco motivos pelos quais o equipamento da Apple deve deixar os concorrentes para trás.

1. Facetime
Quando o cantor Cee-Lo Green fez uma vídeochamada para o
quartel general da Google durante a demonstração do Xoom, o resultado
ficou cortado e lento (é possível conferir as 51:10 do vídeo oficial). O
FaceTime da Apple é infinitamente melhor no iPhone 4. Se a Apple puder levar essa experiência para uma tela maior, teremos um vencedor no
departamento de câmeras frontais.

2. Sem contratos de operadoras
A maior falha do Xoom em seu
lançamento foi disponibilizá-lo em seu modelo 3G/4G por 800 dólares, ou
600 dólares com um contrato de dois anos com a Verizon. E mesmo ao
pagar o preço cheio, o usuário ainda precisa contratar o plano de dados
da operadora por pelo menos um ano, adicionando pelos menos 20 dólares à
conta, fora os 35 dólares da taxa de ativação. Até agora a Apple tem
vendido o modelo 3G do iPad sem essa imposição. Perdurar essa estratégia
com o iPad 2 dá uma vantagem de preço considerável.

3. Corte nos preços
No ano
passado a Apple afirmou que poderia ser mais “simpática” com seus
preços. A companhia pode não precisar baixar seus preços com a chegada
do Xoom, que custa mais do que os 499 dólares do iPad. Apesar disso, um
preço ainda mais baixo – ou talvez mais produtos no estoque com o mesmo
preço – podem ser uma arma secreta contra os adversários caros do tablet
de Steve Jobs.

4. Revisão no software
O software é tão importante quanto o hardware, e os sistemas vistos no Xoom, no TouchPad da HP e no Playbook da Blackberry colocam no chinelo o sistema operacional do tablet da Apple. No mínino o SO do iPad precisa de um sistema melhor de notificações, um redesenho da interface multitarefa e sincronização wireless entre o iPhone, o iPad e o iTunes.

A pergunta é se a Apple irá segurar os updates do iOS para iPad até o segundo semestre, como foi feito ano passado, ou apresentar algumas mudanças no sistema juntamente com as novidades do hardware. Se a segundo opção for a escolhida, terá uma boa munição.

5. Melhor tela
Rumores de que o iPad vai (ou não) incluir uma tela com resolução de 2048x1536 vêm e vão. Do ponto de vista técnico isso parece difícil, mas uma tela maior, com resolução equivalente à do Retina Display do iPhone 4, daria ainda mais vantagem ao iPad perante seus oponentes.

E você? O que acha que a Apple deve (ou deveria) apresentar na nova versão do iPad?

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail