Home > Notícias

Popularização do USB 3.0 em notebooks deve demorar mais um ano

Alto custo para incorporar o padrão e baixa demanda de aplicações estão entre as causas para a demora.

Redação do IDG Now!

08/11/2010 às 12h18

Foto:

A massificação do USB 3.0 em notebooks deve demorar, pelo menos, mais um ano. Esta é a avaliação de uma série de fabricantes que foram ouvidos pelo site Digitimes. O alto custo para incorporar o padrão e a baixa demanda de aplicações estão entre as causas para a demora.

Ainda que algumas empresas como HP, Acer e Asustek tenham começado a adotar o USB 3.0 ainda em 2010, o número de modelos que trazem esta interface ainda é muito pequeno.

O Digitimes explica que as fabricantes precisam conseguir uma certificação de seus produtos por parte do USB Implementers Forum (USB-IF) e que por isso, o mercado de chips de controladores USB está dominado pela NEC, que cobra entre quatro e cinco dólares por máquina pelas suas soluções. Este obstáculo, somado ao aumento de custos de outros componentes, além da falta de demanda por aplicações relacionadas ao USB 3.0 por parte dos usuários fazem com que as empresas adiem a adoção do formato, com o objetivo de reduzir custos.

Além disso, a maior competição pelo USB 3.0 está centrada nas fabricantes de placas-mãe, como  a Asustek e a Gigabyte Techonology.

No entanto, outras fabricantes de placas-mãe como a ASMedia Technology, a Etron Technology e a Via Labs, afirmam que obterão o processo de certificação do USB-IF no final deste ano. Isso fará com que o preço dos chips caia. Dessa forma, a popularização do USB poderá ter início.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail