Home > Notícias

Por que os Chromebooks ainda não rodam apps Android?

As janelas são o principal empecilho para rodar os apps Android no Chrome OS, segundo revelado pelo Google em sessão na conferência I/O 2017.

PC World / EUA

22/05/2017 às 12h23

chromebookandroid_625.jpg
Foto:

Sempre que abro meu Chromebook e vejo que há um update, fico animado. Será que chegou a hora do meu Chromebook Acer finalmente receber aplicativos Android? Até agora, a resposta foi sempre não, e não parece que isso vai mudar em breve.

O novo Chromebook Pro da Samsung começou a ser vendido nesta final de semana, mas os apps Android continuarão em modo beta pelo menos até o final do próximo trimestre, conforme revelado na semana passada pelo The Verge. 

O Google não disse muito sobre o estado do Android no Chrome OS durante a sua conferência I/O 2017, realizada na semana passada nos EUA. Mas a empresa realizou uma sessão no evento voltada para ensinar desenvolvedores a direcionarem seus apps para Chromebooks e aparelhos com telas maiores. 

A grande revelação da sessão, conforme noticiado pelo site Thurrott.com, é basicamente que o Google ainda está lidando com as mesmas questões sobre as quais temos ouvido há meses. Na abertura da sessão, o Google até mostrou alguns dos seus próprios apps, incluindo o Maps e o Hangouts, que ainda não foram adaptados para aparelhos de telas grandes. 

Basicamente, as grandes questões com as quais os apps Android precisam lidar durante a migração para os PCs são suporte para telas maiores, incluir um moto paisagem além de retrato, permitir um ajuste de tamanho da janela do app, e refinar o app para permitir acesso por meio de um laptop com teclado e mouse. 

E os problemas não estão afetando apenas os Chromebooks. O Google diz que essas otimizações podem melhorar a experiência em laptops baseados em Android, assim como em novos aparelhos Android que possuem um modo desktop como o Samsung Galaxy S8.

Mesmo que um app ainda não tenha algumas dessas melhorias, ainda poderá funcionar bem. O problema da tela maior, por exemplo, só faz com que alguns apps fiquem com um visual estranho. De maneira parecida, não ter um modo paisagem apenas significa que um app parecerá “apertado” em um laptop, mas continua podendo ser usado. 

No entanto, o problema maior é o redimensionamento de janelas. Alguns dos aplicativos mais antigos ficam instáveis quando você tenta redimensioná-los em um laptop. Isso porque eles não foram feitos para fazer nada que não seja em um smartphone ou tablet.

Para confrontar esse problema do redimensionamento de janelas, o Google incluiu várias ferramentas em seu gerenciador de janelas mais recente no Chrome OS para lidar melhor com o assunto. O sistema escaneia aplicativos para ver para qual “época” do Android eles foram criados. Caso o app não tenha consciência de densidade, por exemplo, será sempre mostrado em uma janela maximizada. 

Os apps pré Android N vão mudar entre um modo de visualização de tela cheia e uma janela fixada. Para o Android N e versões posteriores, a maioria dos apps será livremente redimensionável graças aos recursos embutidos no Android 7.1. Dito isso, há alguns apps que talvez não possam usar o recurso de redimensionamento.

Infelizmente isso ainda não revela quando todos os Chromebooks mais antigos receberão suporte para aplicativos Android. No momento, há apenas seis aparelhos Chrome OS que suportam apps Android no canal estável. Dois estão em beta, e mais de 80% estão “planejados” para receber apps Android no futuro, segundo o site Chromium, do Google.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail