Home > Notícias

Prejuízo com pirataria para iPhone pode chegar a US$ 450 milhões

Volume de programas ilegais para o smartphone da Apple e para o iPod supera 75% do mercado



Redação da Macworld Brasil

14/01/2010 às 8h14

Foto:

A pirataria é uma velha conhecida da indústria de software e mesmo o modelo inovador da App Store, loja de aplicativos online da Apple, não foi capaz de mudar esse cenário. Segundo um estudo divulgado no site do serviço de notícias de economia 24/7 Wall St., o índice de pirataria pode ter gerado prejuízos de 450 milhões de dólares em menos de dois anos, à Apple e a seus desenvolvedores de aplicativo para iPhone e iPod.

Logicamente, esse é um valor estimado, já que fica difícil ter um número preciso de softwares ilegais distribuídos. Para chegar a ele, os analistas utilizaram uma estimativa de que 75% de ocorrência de pirataria de aplicativos pagos. Mas esse número pode chegar a até 90%.

É o caso do o aplicativo Layers, para iPhone e iPod touch. Criado por Ben Gotow, da Gotow.net,  ele é um programa destinado a artistas, designers e ilustradores que permite mesclar desenhos com fotos, criando múltiplas camadas na imagem e efeitos interessantes.

Cotado a 5 dólares, o programa vendeu bem, até que Gotow notou a queda no ritmo de comercialização, fez uma busca no Google e identificou que seu programa estava disponível gratuitamente em um site, assim como milhares de outros softwares. Segundo o desenvolvedor, apenas 10% dos usuários do programa adquiriram o software pelas vias legais.

No Brasil, a Bitix, desenvolvedora do aplicativo iCantada (que custa 0,99 dólar) acredita que mais de 60% dos usuários utiliza seu programa de forma ilegal, baixado gratuitamente.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail