Home > Notícias

Preocupadas com privacidade, autoridades dos EUA miram copiadoras

Para FTC há preocupações sobre milhares de imagens que podem ser armazenadas nos HDs de vários modelos do equipamento

Por Bryan Gross / IDG News Service

18/05/2010 às 17h56

Foto:

A partir dos problemas de privacidade levantados pelo Facebook, o Federal Trade Commision (FTC),  órgão de proteção ao consumidor nos EUA, agora tem uma nova mira: as copiadoras, popularmente conhecidas como “máquinas de xérox”. Isso porque a entidade teme que milhares de imagens escaneadas neste tipo de equipamento possam ser potencialmente armazenadas em discos rígidos presentes em alguns modelos, o que acarretaria em riscos de privacidade aos usuários.

A entidade começou a entrar em contato com as fabricantes de copiadoras, revendedoras e lojas de materiais de escritório para alertá-las quanto ao risco à privacidade das informações armazenadas . Segundo Jon Leibowits, presidente da FTC, a idéia é “determinar se o consumidor está sendo alertado sobre esses riscos e se os fabricantes e revendedores estão oferecendo opções de cópias seguras”.

A preocupação tomou forma a partir de uma matéria da CBS News, divulgada no dia 19 de abril deste ano. Segundo a matéria, quase todas as copiadoras desenvolvidas a partir de 2002 armazenam documentos copiados, digitalizados e enviados por e-mail pelas máquinas, em seu disco rígido. O relatório sugeriu a aplicação de investigação sobre estes equipamentos antes de partirem para revendas.

O congressista Ed Markey, que vem acompanhando os movimentos do FTC, declarou “estar preocupado com o fato de que os HDs das copiadoras representam um tesouro para os ladrões, deixando o consumidor vulnerável ao roubo de dados como o Seguro Social, certidões de nascimento, prontuários médicos, registros bancários e outras informações pessoais”.  Ainda segundo ele, “a maioria dos consumidores não está ciente das implicações de privacidade quando fazem as suas declarações fiscais ou financeiras, quando eles colocam documentos sigilosos sobre a copiadora e apertam o botão Iniciar. Uma imagem pode valer por mil palavras, mas nesse caso, pode custar milhares de dólares”.

Líder no setor, a francesa Xerox afirmou que há vários anos vem falando sobre questões de privacidade neste tipo de equipamento. Segundo Carl Langsenkamp, vice-presidente global de relações públicas da empresa. De acordo com ele, as copiadoras da marca têm uma série de camadas de proteção em cima das cópias de segurança, sendo que a maioria de seus modelos tem ainda diversos recursos de segurança embutidos.

A Xerox oferece ainda aos seus clientes, a opção de remoção do disco rígido nas máquinas, antes ou depois do processo de locação. Ela oferece também um recurso que destrói todas as informações armazenadas no HD.

O FTC informou que vem trabalhando com os fabricantes das copiadoras e revendedores para fornecer o “material educativo apropriado”. Além disso, o órgão afirmou que está revendo seus próprios materiais educativos relacionados à privacidade e também aos discos rígidos de computadores, criando novas informações para consumidores e empresas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail