Home > Dicas

Preserve suas fotos de fim de ano por muito mais tempo

Há vários métodos para preservar suas imagens mais preciosas. Veja quais são as vantagens de cada um deles.

Dave Johnson e Rafael Rigues

05/01/2011 às 16h03

Foto:

Todos tiramos mais fotos do que o normal durante as festividades de fim de ano, e essa coleção de fotografias é muito importante. São preciosas memórias, e não é seguro confiar décadas de imagens a um delicado disco magnetizado que gira a 7000 rpm e que, com o passar do tempo, pode falhar catastroficamente. Não queremos assustar ninguém, porém esse é um fato da vida: todas as peças do computador quebram um dia, e é importante ter cópias de segurança das fotografias quando esse dia chegar. Com isso em mente, separamos algumas opções para fazer o backup desses arquivos.  

Disquetes – milhares de disquetes

Na verdade, é brincadeira. Há algum tempo esse tipo de mídia era a maneira mais comum de fazer cópias de segurança de arquivos, mas ela acabou se tornando obsoleta – e uma indicadora da idade do usuário. 

Os modelos mais comuns de disquete tinham capacidade de 1.44MB, o que significa que serão precisos aproximadamente 700 disquetes para armazenar aproximadamente 8GB de fotos. Já que uma montanha de disquetes não é prática o suficiente, quais são as outras opções?

CD ou DVD

Ao contrário dos disquetes, essas mídias podem armazenar muito mais conteúdo; são aproximadamente 700MB para cada CD e os DVDs comportam até 4,7GB de dados. Já que a maioria dos PCs vêm com drives de DVD, arquivar suas fotos nesses discos é fácil.

Caso seu PC tenha o Windows Vista ou Windows 7, não é preciso nenhum software adicional para arquivar as fotografias. Basta inserir um disco virgem no gravador de CD ou DVD do computador, escolher a opção para gravar os arquivos em disco utilizando o Windows Explorer e seguir o assistente para copiar as fotos. O Windows fornece duas opções para isso, que podem ser um pouco confusas. 

A primeira opção  chamada Live File System – faz com que o disco funcione como um pendrive ou um disco rígido qualquer, ou  seja, ao arrastar um arquivo para o CD ou DVD, ele é copiado imediatamente. Essa é geralmente a melhor opção; a outra alternativa (chamada de disco Mastered) é um pouco mais complexa, pois é preciso selecionar os arquivos para então gravá-los de uma só vez. O disco resultante, contudo, é mais compatível com outros dispositivos como players de DVD e Blu-ray. Caso seu sistema operacional ainda seja o Windows XP, é preciso um programa para gravar os DVDs; um bom candidato é o software pago Roxio Creator 2011.

HD externo

Embora a gravação de CDs e DVDs não exija nenhum investimento adicional (a não ser pelas mídias virgens), não é muito conveniente ter uma pilha de discos na prateleira ou jogados em uma caixa qualquer. É um processo extremamente manual: sempre há novas fotos chegando, e aqueles DVDs não vão se copiar sozinhos. 

HDs externos USB são a escolha certa para backup contínuo de fotos. Há preços para todos os bolsos, ele podem ser configurados para copiar os arquivos automaticamente, é fácil recuperar os dados e eles geralmente duram por anos sem falhar. CDs e DVDs duram mais (pelo menos na teoria), mas restaurar um backup a partir de uma pilha de DVDs, ou ficar procurando até achar em que disco está aquela foto da vovó, é uma dor de cabeça. 

Drives como o Samsung S2 Portable são pequenos e não ocupam espaço no desktop. Ele é bem pequeno e não precisa de fonte de alimentação, então é fácil levá-lo consigo durante a viagem, por exemplo. A série S2 Portable está disponível em vários tamanhos e cores, e um modelo de 500 GB pode ser encontrado por cerca de R$ 200.

Online

Pra que se preocupar com CDs, DVDs ou ficar contando o espaço disponível no HD externo? Coloque suas imagens em um servidor na web e acesse-as de qualquer computador conectado à internet, o que é ótimo para compartilhá-las com a família. Serviços como o Flickr, do Yahoo!, dão espaço ilimitado para suas imagens por R$ 45,90 anuais e você pode organizá-las em álbuns públicos ou privados.

Para quem não quer pagar ou não precisa de tanto espaço, há alternativas gratuitas como os álbuns online do Photoshop.com (2 GB, e já vem com ferramentas de edição) e o Picasa Web Albums do Google (1 GB). Estes serviços são confiáveis e oferecidos por grandes empresas, o que significa que dificilmente irão sumir da noite para o dia levando suas fotos junto. Mas seguro morreu de velho, então talvez seja uma boa idéia ainda ter uma cópia local daquelas fotos realmente importantes, como o primeiro sorriso de uma criança. O que nos leva à nossa última sugestão.

Windows Home Server

Por fim, vamos trazer a arma secreta. Suponha que o usuário tenha vários PCs em casa e queira que o backup das máquinas seja feito automaticamente. Uma opção é dar um drive externo para cada computador. No entanto, a partir desse ponto é melhor considerar um servidor domético com o Windows Home Server. 

O PC com o Home Server é muito fácil de ser configurado: basta plugar o equipamento à tomada, conectá-lo à rede e instalar um pequeno programa em cada computador da casa. O Home Server irá fazer backup de cada computador automaticamente todas as noites, centralizando o local onde são armazenadas as fotos e outros arquivos. Esse tipo de equipamento possui outras vantagens como a habilidade de compartilhar arquivos e pastas com todos usuários da rede doméstica. Há diversos modelos de PCs com Windows Home Server vendidos por empresas como Acer, HP, Lenovo e Asus, com diversas faixas de preço, mas eles ainda são um pouco difíceis de encontrar no Brasil. Os detalhes podem ser encontrados no site do Home Server da Microsoft

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail