Home > Notícias

Processador Nehalem EP para servidores é lançado nos Estados Unidos

Xeon 3500 e Xeon 5500 atingem velocidade de até 2,93 GHz e contam com ferramentas para melhor gerenciamento de memória.

IDG News Service / Cingapura

30/03/2009 às 18h16

Foto:

A Intel lançou nos Estados Unidos nesta segunda-feira (31/03) suas linhas de chips Xeon 3500 e Xeon 5500 para servidores. O lançamento ocorre semanas após fabricantes terem divulgados detalhes sobre os novos chips.

Informações sobre os componentes antes conhecidos sob o codinome Nehalem EP viera a público há quatro semanas, quando a Apple atualizou sua linha Mac Pro, com anúncio semelhante da Lenovo na semana seguinte. Os 17 novos chips que compõem a família Nehalem EP estão disponíveis para diversos tipos de sistemas, incluindo estações de trabalho e servidores blade.

"Esperamos que esse seja um dos mais amplos lançamento de novas tecnologias e, melhor ainda, um incentivo econômico para as pessoas que estavam esperando para comprar servidores", afirmou Shannon Poulin, diretora da plataforma Xeon na Intel. Segundo ela, a Intel entregou "centenas de milhares" de chips para fabricantes de servidores antes do lançamento.

A linha Xeon 5500 tem preços que variam entre 188 dólares e 1,6 mil dólares para lotes de mil unidades. Já o preço dos chips 3500 variam entre 284 dólares e 999 dólares (lotes de mil unidades), enquanto as versões integradas L5518 e L5508 custam 530 dólares e 423 dólares, respectivamente, para lotes de mil processadores.

O lançamento do Nehalem é considerada pela Intel como a reformulação mais radical da sua linha de chips desde o lançamento do Pentium Pro, em 1995. As duas linhas são as primeiras versões para servidores da família Nehalem e incluem melhorias técnicas que melhoram a performance dos processadores em relação a gerações anteriores.

Os chips também contam com um controlador de memória integrado e usam a tecnologia QuickPath Interconnect para triplicar a largura de memória disponível para processamento.

Outra novidade é a função Turbo Boost, que pode colocar em overclock um ou mais núcleos no chip para lidar com processamentos mais pesados. Normalmente, as versões para servidores rodam a até 2,93 GHz. Com o Turbo Boost, a velocidade pode chegar a 3,3 GHz.

Versões futuras do Nehalem EP, chamado de Westmere, deverão aparecer até o final de 2009 e serão produzidos com o processo de fabricação de 32 nanômetros da companhia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail