Home > Notícias

Profissionais de TI tiveram pouca variação de salários em 2009

De acordo com pesquisa da empresa de recrutamento Robert Half, leve aumento está relacionado à explosão salarial que o setor viveu antes da crise.

Rodrigo Afonso, da COMPUTERWORLD

18/09/2009 às 18h53

Foto:

A média salarial dos profissionais de tecnologia da informação (TI) em 2009 não sofreu muitas alterações em relação ao ano passado. As pequenas variações registradas estão relacionadas aos dissídios e reposições da inflação.

Pesquisa realizada pela empresa de recrutamento Robert Half este ano aponta uma leve variação no maior valor recebido por um coordenador de TI de empresas de pequeno e médio portes, com faturamento de até 500 milhões de reais. A remuneração máxima chega a 7,5 mil reais, enquanto em 2008 atingia 7 mil reais.

Esse quadro de estabilidade que é visto de maneira positiva por especialistas do mercado. Sobretudo pela remuneração ter praticamente se mantido a patamares pré-crise, quando os salários dos profissionais de TI estavam inflacionados, reflexo de uma economia aquecida.

“A crise não resultou em desvalorização do profissional de TI", diz Fernando Mantovani, diretor da Robert Half no Brasil. "O que houve foi uma readequação das equipes existentes para projetos de tecnologia mais compatíveis com a realidade atual”, afirma.

Neste ambiente, as empresas engavetaram grandes planos de integração e fizeram com que os departamentos de TI produzissem pequenos projetos mais fáceis de serem entendidos e mensurados, com foco em custos menores. “As empresas começaram a pensar no melhor aproveitamento do que já tinham, sem causar, contudo, impacto na remuneração dos profissionais de TI”, analisa Mantovani.

Segundo o diretor da Robert Half, as empresas que tiveram necessidade de reforçar suas equipes mudaram o perfil das posições. Em vez de buscar coordenadores, muito especialistas em uma área específica, preferem contrataram gerentes de TI, com formação mais generalista, que podem desempenhar o papel de até três coordenadores.

Apesar da maior procura, isso não chegou a pressionar para cima os salários dos gerentes de TI, não só pela explosão dos salários nos períodos anteriores à crise, mas também pelo perfil de entrada dos profissionais. “Nesse caso, as empresas começaram a recrutar pessoas de nível júnior, com uma faixa salarial menor”, diz Mantovani.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail