Home > Notícias

Projeto Catalyst: goste ou não, iPad e Mac estarão ainda mais conectados

Existe potencial para uma enorme onda de novos aplicativos - e, com a ajuda, elevaria o status de ambas as plataformas

Jason Snell, da Macworld (EUA)

06/06/2019 às 16h12

Foto: Apple

Como alguém que tem usado o Mac por quase três décadas e alguém que utiliza o iPad Pro com frequência, fico desapontado quando vejo pessoas tentando colocar uma plataforma contra a outra. Definitivamente, há um grupo de usuários de Mac que parecem ofendidos com a possibilidade de alguém usar um iPad em vez de um Mac.

Espero que essas pessoas estejam prontas para o que está prestes a acontecer porque, a partir deste ano, o Mac e o iPad prometem caminhar em sintonia. Eles são parceiros, amigos, irmãos. São integrantes da mais nova plataforma de aplicativos da Apple, e precisam um do outro de uma forma que nunca foi vista antes. Se o iPad e o Mac forem bem-sucedidos, eles funcionarão como uma equipe.

Três etapas para o sucesso

Nesta semana, durante o keynote de abertura da Worldwide Developer Conference (WWDC 2019), a Apple anunciou o macOS Catalina, que deve ser lançado entre setembro e dezembro. Pela primeira vez, os desenvolvedores de aplicativos iOS poderão trazer essas ferramentas diretamente para o Mac usando um software que a Apple chama de Projeto Catalyst.

Como detalhado pela empresa, o processo de tazer um app iOS para o Mac passa por três estágios: primeiro, o desenvolvedor confirma em um espaço que deseja criar um app para Mac. Isso é bastante simples, mas é apenas o começo.

Em segundo lugar, a Apple diz que, para construir um bom aplicativo para Mac, é necessário fazer um bom app para iPad. Essa é uma parte fundamental da mensagem da Apple aos desenvolvedores de aplicativos: para criar um bom aplicativo para Mac, primeiro certifique-se de que seu aplicativo seja criado adequadamente para o iPad, incluindo suporte a vários tamanhos de tela e atalhos de teclado.

O terceiro passo é adicionar o que a Apple chama de "retoques finais" - o trabalho adicional de detalhes que faz com que o aplicativo do iPad realmente brilhe no Mac. Isso inclui opções relativamente simples, como dizer a barra lateral para adotar um estilo parcialmente translúcido, bem como opções mais complexas, como construir comandos de menu.

Estamos nessa juntos

Embora as histórias sobre o Catalyst (muitas vezes mencionadas no ano passado pelo nome de Marzipan, um nome de código relatado por Mark Gurman da Bloomberg) geralmente descrevem o projeto como uma forma de melhorar o Mac, fornecendo um influxo de novos aplicativos de uma enorme galeria de software desenvolvedores, está claro pela abordagem da Apple que isso é tanto sobre o iPad quanto o Mac.

Quando você pensa sobre isso, faz sentido. É muito fácil agrupar o iPhone e o iPad, porque eles compartilham uma interface touchscreen e são baseados no iOS. Mas agora que todos os três sistemas operacionais - iOS, iPadOS e macOS - executam a mesma plataforma de aplicativos, as coisas ficam mais complicadas.

O iPad e o Mac são dispositivos de tela grande. Eles podem executar um software muito mais complexo do que caberia em tela menor do telefone. O iPad Pro e o iPad Air possuem acessórios para teclado que os tornam ainda mais parecidos com o Mac. Eu escrevo com meu iPad Pro de 12.9 polegadas em um estojo de teclado que faz com que pareça um MacBook de 13 polegadas, e as semelhanças não poderiam ser mais claras. Eles têm mais em comum um com o outro do que você poderia imaginar.

Ou pense nisso em termos de tamanho de mercado. Você poderia argumentar que a base instalada do iPad não é grande o suficiente para merecer investimento no desenvolvimento de novos aplicativos de nível profissional. O mesmo poderia ser discutido sobre o Mac. Mas junte os dois e as coisas ficam muito mais interessantes. Com o Catalyst, um único esforço de desenvolvimento pode colocar o mesmo aplicativo no iPad e no Mac, alcançando um público muito maior com um aplicativo que se destaca no iPad e tem os toques finais necessários para o Mac.

Amigos para sempre

É hora de os usuários de Mac e os usuários do iPad perceberem que essas duas plataformas agora estão unificadas de uma maneira que nunca estiveram antes. A criação de um novo aplicativo para Mac começa com um bom serviço para iPad - algo que beneficiará diretamente os usuários do iPad. Enquanto isso, os usuários de Mac podem se beneficiar da comunidade de desenvolvimento de aplicativos para iOS, que nunca foi capaz de abordar o Mac sem aprender uma maneira totalmente diferente de criar apps.

Este é apenas o começo, e a era não começará verdadeiramente até o último trimestre, quando o macOS Catalina for lançado, mas o potencial está presente para uma enorme onda de novos aplicativos - e uma maré alta elevaria tanto o Mac quanto o iPad.

E o que é isso no horizonte? É uma estrutura de desenvolvimento inteiramente nova, a SwiftUI, apresentada esta semana na WWDC. Além de permitir que desenvolvedores desenvolvam aplicativos que funcionam no iPad e no Mac usando uma única abordagem, a SwiftUI também funciona com o iPhone, o Apple Watch e o Apple TV.

Não procure agora, mas enquanto o iPad e o Mac podem ser unidos de uma forma que não são, o restante dos dispositivos da Apple também faz parte da família. E nos próximos anos, eles estarão mais próximos do que nunca.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail