Home > Dicas

Proteja seus filhos monitorando e limitando o que eles fazem no PC

Cuidar das crianças vai além de dar-lhes conforto emocional, educacional e material. Proteja-as, também, no ambiente virtual.

Fernando Petracioli, especial para PC World

09/10/2008 às 17h28

netsegura_kids_150.jpg
Foto:

netsegura_kids_150Seja na semana das crianças ou fora desta data, dedicar-se aos filhos é mais do que dar-lhes um presente. Tomar cuidado com o uso que elas fazem do computador é até mais significativo.

Estudo divulgado pela SaferNet mostra que mais de metade das crianças já teve acesso a conteúdo impróprio na web, razão mais do que suficiente para que nos preocupemos em protegê-las desse tipo de conteúdo, bem como em manter afastados usuários mal intencionados espalhados pela Internet.

Conhecer o comportamento online das crianças - sites que visitam, softwares que utilizam e a freqüência com que o fazem - ajuda os pais e responsáveis o orientar as crianças no uso da tecnologia online, o que também pode ser obtido a partir da sugestão do uso de redes sociais criadas especialmente para essa faixa etária.

A indústria de software oferece muitos recursos para que os pais controlem o que o filho vê – os chamados Parental Control –, na maior parte dos casos disponíveis em versões pagas.

Mas nem sempre é preciso pôr a mão no bolso para obter um bom nível de controle do que seus filho vêem ou fazem no computador.

Máquinas que utilizam o Windows XP, por exemplo, podem tirar proveito de uma solução gratuita da Microsoft chamada Proteção para a Família, vinculada à plataforma Windows Live. Com ela, os pais, que devem ter acesso como administradores do PC, podem decidir o que os filhos podem ver, limitando pesquisas, bloqueando ou permitindo o acesso a determinados sites na web e ainda monitorar o que fizeram na sua ausência, por meio de relatórios gerados pelo aplicativo.

Já quem usa o Windows Vista (com exceção das edições Business e Enterprise) conta com uma ferramenta muito eficiente. Trata-se do Controle dos Pais (ou Parental Control, em inglês), localizado no Painel de controle. Com esse recurso, é possível estabelecer uma série de restrições para determinada conta do usuário - no caso, a conta de seu filho.

vista1

Vista: Controle dos Pais oferece diferentes filtros
para a acessibilidade de um usuário

A opção filtro da web possibilita bloquear manualmente o acesso a alguns sites ou até permitir somente algumas páginas de uma lista que você mesmo cria. Também existem quatro níveis de restrição pré-prontos que você pode adotar, além do bloqueio a downloads de arquivos.

A função limite de tempo oferece um quadro com todos os horários da semana para que você defina quando seu filho pode acessar sua conta do Vista. Isso pode ser útil para garantir que sempre haja um adulto por perto quando a criança estiver usando o computador.

vista2

Defina quais dias e horários seu filho pode fazer logon no Vista

Em relação aos games, o Controle dos Pais do Vista oferece proibição completa, bem como permissão de acordo com a classificação de cada jogo no Entertainment Software Rating Board.

Pode-se, ainda, fazer uma filtragem com base numa lista de assuntos sugerida pelo próprio sisitema operacional. 

vista3

Selecione quais tipos de games seu filho pode jogar no PC

Por último, um filtro de aplicativos oferece uma relação para que você marque todos os programas que o usuário terá permissão para executar (caso você não marque a opção que libera todos os softwares).

Além disso, o Vista também gera um relatório com todas as ações que seu filho executou no computador, inclusive tentativas frustradas de logon e de alteração do relógio do sistema como forma de burlar possíveis restrições.

++++

Redes sociais
Em relação ao Orkut, a rede social mais utilizada no Brasil, existem algumas configurações de privacidade que podem deixar menores de idade menos expostos a usuários mal intencionados. A começar pelas solicitações de amigos: uma opção é filtrar as pessoas que podem se tornar amigas de seu filho.

Caso você opte por essa restrição, todos deverão saber pelo menos o endereço de e-mail de seu filho para adicioná-lo.

Alternativamente, é possível exigir que o usuário já seja amigo de algum amigo dele; e selecionar os usuários com base no país ou região a que pertencem.

Para mexer nesses parâmetros, clique em Configurações no menu à esquerda na tela do Orkut e vá na aba Privacidade. As opções podem ser mudadas no campo solicitações de amigo podem ser enviadas por.

orkut2

Orkut: refine perfis de usuário que podem adicionar seu filho como amigo

Outra especificação, talvez até mais importante, regula a visualização do conteúdo que está no perfil da criança. Assim, é possível determinar quem poderá ver e escrever recados, ver vídeos, deixar depoimentos e olhar as fotos do álbum do Orkut.

O filtro oferece três níveis de restrição, selecionáveis em menus drop-down: todos podem ver, apenas os amigos, ou também os amigos de amigos.

orkut1

Restrições: limite quem pode ter acesso às informações do perfil do seu filho

Mensagens instantêneas
Estudos mostram que o bate-papo na web ou chat é potencialmente mais perigoso para as crianças do que a redes sociais. Por esse motivo, pode ser interessante manter gravado o histórico das conversações de
seu filho com os amigos no comunicador instantêneo. Assim você pode saber o teor das conversas que
ele mantém com outros usuários do software.

Como o MSN Messenger é uma das ferramentas mais usadas pela molecada para papear no computador, veja aqui como salvar o histórico das conversas.

Vá em Ferramentas, Opções, Mensagens e marque a opção Manter um histórico de minhas mensagens automaticamente. Você pode escolher, nesse mesmo local, uma pasta protegida por senha como local onde serão salvas as conversas. Assim, seu filho não poderá apagá-las.

msn

Grave um histórico das conversações de seu filho no MSN Messenger

Outra precaução que você pode ter é a de gerenciar os contatos de seu filho. Acessando Privacidade, você pode bloquear alguém que não queira ver perturbando sua criança.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail