Home > Notícias

Proview nega oferta de US$16 mi para vender direitos da marca iPad na China

Empresa pede pelo menos 40 milhões à Apple para ceder a marca, registrada na China; Proview quer impedir vendas de tablets no país

Macworld/EUA

10/05/2012 às 13h31

Foto:

Durante a batalha judicial por causa da marca iPad, a Apple teria oferecido cerca de 16 milhões de dólares para comprar o nome, contudo a Proview, que possui os direitos da marca na China, teria recusado a oferta da companhia de Cupertino. 

O briga nos tribunais, no entanto, pode estar próxima do fim, já que nesta semana as duas companhias estariam considerando estabelecer um acordo fora dos tribunais, porém a quantia de dinheiro que seria paga à Proview não foi divulgada. De acordo com informações do site The Next Web, a Apple teria oferecido 100 milhões de yuans (por volta de 16 milhões de dólares) pela marca iPad na China, entretanto a empresa teria negado a oferta, e estaria pedindo pelo menos 400 milhões de yuans (pouco mais de 63 milhões de dólares). 

Em dezembro de 2011, um tribunal de Shenzhen afirmou que, apesar da fabricante do tablet ter assinado um contrato para obter os direitos sobre a marca “iPad”, a companhia o fez apenas através de uma subsidiária da Proview, em Taiwan. A empresa, por sua vez, alegou que não estabeleceu nenhuma negociação com a Apple, ou transferiu legalmente os direitos do nome iPad na China, o que significa que o contrato não possui nenhum valor legal. 

A Apple apelou da decisão, e ameaçou processar a Proview por acirrar a concorrência e por fazer declarações mentirosas que poderiam prejudicar os negócios da Apple. A Proview, por sua vez, ainda está tentando impedir que o iPad seja vendido na China, enquanto que a fabricante do dispositivo corre o risco de pagar milhões em multas. 

 

novoipad_390b.jpg
Dona do nome na China, empresa só aceitaria acordo se valor fosse quatro vezes maior

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail