Home > Dicas

Quando e como backups de imagem de disco devem ser utilizados

Este tipo de cópia de segurança é muito útil e funcional, mas não serve para todos os tipos de situação.

Lincoln Spector, da PC World/EUA

30/07/2009 às 15h25

imagem_iso_150.jpg
Foto:

imagem_iso_150.jpgUm tipo especial de backup, o chamado imagem do disco ou imagem ISO, faz cópia de tudo o que está no disco rígido ou em uma partição dele (dependendo das opções selecionadas pelo usuário na criação da cópia). Isto inclui arquivos de sistema, arquivos ocultos, erros e até o setor de boot do disco.

Recuperar um HD a partir de uma imagem de disco deste tipo deveria recuperar também o Windows e os aplicativos instalados para a exata condição em que estavam quando a cópia foi feita.

O que isso significa? Caso dados pessoais ou outros documentos tenham sido modificados depois que a imagem tenha sido criada, quando a mesma for restaurada, todos os dados serão sobrescritos, deixando o disco rígido exatamente como estava. Arquivos de todo tipo (documentos, fotos, vídeos, músicas) adicionados posteriormente à geração do imagem serão perdidos.

Esta é a razão pela qual é preciso manter uma cópia separada – e permanentemente atualizada - dos dados de usuários e esta cópia não pode ser gerada como um backup do tipo imagem de disco.

Feita essa ressalva, a pergunta que fica é: com que precisão uma imagem de disco é capaz de recriar um HD? Precisa o suficiente para reproduzir até mesmo as condições de fragmentação do disco original – testamos isso!

Restaurar uma imagem recria não apenas os arquivos de dados, mas também os de sistemas e arquivos ocultos no disco rígido, incluindo sua localização e eventual fragmentação.

Visto sob essa perspectiva, backups do tipo imagem de disco são extremamente recomendadas após a configuração de um novo computador.

Mas faça isso depois de se ter removido do seu PC todo o lixo que os fabricantes costumam existente (aí incluídos aplicativos que não se deseja, por exemplo), atualizado e customizado o sistema operacional, instalado os programas novos que eventualmente se queira, configurada a rede e os usuários mas ANTES de gravar neles os dados de usuários. Dessa forma, você irá obter uma imagem de disco limpa do PC e esta não será muito grande.

Leia também: 
>> Como determinar o tamanho de um HD externo
>> Crie imagens ISO em CDs e DVDs no XP e Vista
>> Dez ferramentas fundamentais para PCs com Windows
>> Dicas para reduzir o volume de spams que atola sua caixa de entrada
>> Apague definitivamente as informações que estão no disco rígido

Não se esqueça que esse backup não contempla seus dados pessoais e que será necessário implementar uma rotina frequente para fazer cópias de segurança destas informações.

Vez por outra, pode ser que seja necessário extrair novos backups em imagem do sistema. Quando? Talvez após a instalação de atualizações do sistema operacional, de aplicativos importantes ou depois de fazer modificações no seu PC, com a instalação de novos dispositivos ou mudanças na configuração do sistema.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail