Home > Notícias

Que tal levar World of Warcraft para os bancos de uma universidade?

Professor David Friedman pretende iniciar curso de World of Warcraft para analisar comportamentos de mercado no universo do game.

Redação da PC World / EUA

13/01/2009 às 18h02

Foto:

Você se matricularia em um curso sobre World of Warcraft? O economista e acadêmico David Friedman acredita que sim. Para ele, há razões suficientes para que os assuntos relacionados a latão, ferro, mithril e thorium (que você tanto busca no universo WoW) tenham um valor. E não é difícil de imaginar que um universo virtual que já passa dos 11 milhões de assinantes, tenha de fato um grande valor de mercado.

Segundo Friedman, o “WoW possui mercados e preços, incluindo uma casa de leilões com muitos compradores, vendedores e uma grande variedade de produtos à venda.

Os preços variam entre preço inicial, de vendas, relativo etc.  As vendas atuais são complicadas, mas como os 'alunos' são jogadores ativos, são capazes de manter o acompanhamento dos preços e dividir a informação com o resto da classe”.

Com isso Friedman estaria criando métodos que vão contra os guias de estratégia de muitas páginas para WoW, aplicando estratégias de vendas do mundo real.

A análise de Friedman possui fundamentos interessantes, ainda mais quando se percebe  que dessas avaliações de "mercado" podem surgir conceitos importantes como comportamento de compra e prática de preços abusivos.

Você se matricularia? É provável que muito gamer de respeito o faria, afinal é uma maneira de legitimar as horas gastas dilacerando inimigos, enfrentando lobos, comprando espadas ou melhor, analisando estratégias sólidas de venda de produtos. Certo?

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail