Home > Notícias

Queda do BlackBerry faz Pentágono abrir as portas para iPhones

Departamento de Defesa dos EUA não está destruindo seus BlackBerry, mas expandindo os dispositivos que querem capacitar para uso, incluindo Android.

John Cox, Network World/EUA

01/11/2012 às 17h05

Foto:

Em outro golpe na sorte da RIM, o Departamento de Defesa (DoD) dos EUA pode estar disposto a considerar  o uso de outros smartphones que não BlackBerry se eles puderem atender regras difíceis de segurança do governo.

O DoD está convidando os fornecedores a apostar em software para proteger smartphones e tablets que não são da RIM, de acordo com a Reuters. A Agência de Defesa das  Informações de Sistemas (DISA) pode celebrar um contrato em abril de 2013. O contrato iria cobrir 162,5 mil dispositivos para começar e, finalmente, chegar a 262,5 mil. A solicitação das propostas foi publicada em 22 de outubro, dia em que a Imigração dos EUA e a Agência de Fiscalização Aduaneira anunciou que vai terminar seu contrato com a RIM para adotar iPhones, de acordo com a Reuters.

O Departamento de Defesa não está destruindo seus BlackBerry, mas expandindo os dispositivos que querem capacitar para uso. A reportagem da Reuters citou um porta-voz do DoD: "A DISA está gerenciando um sistema de e-mail corporativo que continua a aceitar um grande número de dispositivos da RIM, mas quer adotar outros dispositivos de mobilidade." Uma das empresas em licitação do contrato de software de gestão será a própria RIM, oferecendo seu aplicativo BlackBerry Mobile Fusion para gerenciar dispositivos Android e iOS.

Veja também:

- iOS 6.0.1 chega melhorias e correções de bugs no iPhone e iPad

- Com iPhone em alta, Apple derrota RIM em sua terra natal

iphone5_435

A decisão do DoD mostra o quão dramaticamente o mercado de smartphones e tablets mudou em cinco anos, desde que o iPhone foi lançado. A RIM sempre contou com sua conexões seguras de rede, dispositivos e robustez do sistema operacional para ser o dispositivo móvel padrão em muitas agências governamentais e empresas. Ela não pode mais viver dessa fama atualmente.

A Apple tem melhorado as capacidades de segurança e gerenciamento do iOS, acrescentando chave de garantia para cada dispositivo com criptografia exclusiva AES e adicionando interfaces de programação para fornecedores de software gerenciarem dispositivos móveis (MDM).

O Technology Review fez uma avaliação sobre a evolução da segurança do iOS em agosto de 2012. "As tecnologias que a empresa adotou protegem o conteúdo dos clientes da Apple tão bem que, em muitas situações, é impossível para agências policiais realizarem exames forenses de dispositivos apreendidos de criminosos", de acordo com a reportagem.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail