Home > Notícias

Quem levou a melhor na corrida de downloads: Firefox 4 ou IE 9?

Navegador da Mozilla tripudiou sobre seu concorrente ao alegar 10 milhões de downloads, contudo uma análise mais fria revela um cenário bem diferente

Tony Bradley, da PC World/EUA

25/03/2011 às 19h26

Foto:

Nas últimas semanas, tivemos dois grandes lançamentos em
navegadores.

A Microsoft lançou seu Internet Explorer 9, e a Mozilla
lançou oficialmente o Firefox 4. Cada browser teve milhões de downloads em seu
dia inaugural. O Firefox parece ter vencido o concurso do primeiro dia, mas
quem examinar melhor as estatísticas vai descobrir que talvez a batalha
tenha ficado bem mais árdua do que as manchetes sensacionalistas podem
sugerir.

A Microsoft informou que o Internet Explorer 9 foi baixado
2,3 milhões de vezes durante as primeiras 24 horas. Nada mau. Mas, segundo seus
desenvolvedores, o Firefox teve até 10 milhões de downloads em seu dia de
lançamento... Ou quase isso.

Aviões de papel
Vamos imaginar que você está em uma corrida para ver quantos
aviões de papel consegue dobrar em uma hora. Parece razoável contar os aviões
que você começou a dobrar, ou que pensou em dobrar – mas que não terminou no
momento em que a hora terminou? Ou, que tal se nós contássemos todos os aviões que você dobrou na semana passada?

Imagino que, para muita gente, isso pareceria injusto.
Parece certo dizer que apenas os aviões a serem contados no concurso seriam
aqueles cujas dobraduras tiveram início e fim dentro da hora em questão.

Assim, se nós estamos medindo o número de downloads de um
navegador web nas primeiras 24 horas de seu lançamento, não deveríamos também
contar apenas os downloads que foram iniciados – e completados – durante o
período de 24 horas que começa com o horário do lançamento oficial do
navegador?

Citada em um artigo da Inquirer, a Mozilla diz: “Nas 24 horas em que
o Firefox 4 foi anunciado, ele foi baixado 7,1 milhões de vezes; esse número deve ser somado aos mais de 3 milhões de pessoas que já estavam rodando a Release
Candidate que se tornou nossa versão final.”

Espere aí. Então o Firefox foi baixado 7,1 milhões de vezes
durante o período de 24 horas, mas a Mozilla afirma que o número devia ser
elevado para 10,1 milhões com o acréscimo dos downloads RC?

Bem, isso muda as coisas.

Números quebrados
A Microsoft não tem uma quebra que separa os downloads RC
das outras versões beta, mas o IE9 teve mais de 40 milhões de downloads antes
do dia de lançamento. Houve três betas públicos, mais a Release Candidate. Dividindo
na média por quatro, temos 10 milhões.

Ok. Usando a “nova matemática” pela qual contamos
os downloads RC além da contagem real de 24 horas, imagino que possa ter havido
aproximadamente 10 milhões de downloads da Release Candidate IE9, portanto
vamos levá-la em conta. Isso significa que o IE9 teve 12,3 milhões de downloads e
superou os 10,1 milhões do Firefox.

Sim, eu sei que minha matemática é tola. Mas a da Mozilla também
é. O fato é que 7,1 milhões já é mais que 2,3 milhões, e seria impressionante
por si só. Por que usar de artifícios e apelar para truques estatísticos para
fazer com que o número seja mais alto do que já é? Talvez a Mozilla tenha um
complexo de autoestima com o fato de o Firefox 4 ter ficado abaixo da marca
de 8 milhões definida pelo Firefox 3 em seu dia de lançamento?

Outra pequena coisa a levar em consideração: muitos
navegadores Firefox fazem atualização automática, ou pelo menos notificam o
usuário de que uma atualização existe. Se o Internet Explorer 9 fosse instalado
automaticamente para atualizar todos os navegadores IE8, ou se a Microsoft o
empurrasse automaticamente via Windows Update, os números do primeiro dia seriam
muito diferentes.

Saldo ponderado
Por fim, considere: o Firefox está disponível para Windows.
E Mac OS X. E Linux. E até FreeBSD. O Firefox está disponível essencialmente
para 100% dos PCs lá fora. O IE9 é compatível apenas com Windows 7 e Windows
Vista, assim o parque potencial fica restrito a cerca de um terço do total de
PCs.

Se você enxergar as estatísticas do dia do lançamento por
meio das lentes da audiência disponível, terá que dividir o número do Firefox
por três – ou multiplicar o IE9 por três – para compará-los com pesos iguais.
Nessa ótica, os 7,1 milhões do Firefox se tornam 2,36 milhões, o que equipara
os dois browsers.

Um porta-voz da Microsoft explicou ainda que “apenas 10%
dos 2,3 milhões de downloads do IE9 RTW nas primeiras 24 horas vieram da base instalada
atual, indicando que a maior parte foi de pessoas que usam outro navegador”.

As declarações do dia do lançamento rendem boas manchetes,
mas vamos checar os números novamente daqui a alguns meses para ver como os dois se
comparam.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail