Home > Dicas

Quem usa o XP, agora vai ‘pagar caro’ para migrar para o Windows 7

Se você pulou o Vista, terá pela frente um processo de migração mais complicado e domorado quando for para o novo software.

Lincoln Spector, da PC World/EUA

07/10/2009 às 19h57

migracao_xp_w7_150.jpg
Foto:

migracao_xp_w7_150.jpgOs usuários do Windows XP tiveram razões de sobra para ignorar a experiência com o Vista. Mas, se a Microsoft criou um novo sistema operacional cuja migração vale a pena, seus engenheiros parecem ter resolvido penalizar quem não uso o Vista e tornaram a a atualização um processo bem complicado.

O motivo é simples. Quem tem o Vista instalado pode optar pela atualização (procedimento que mantém todas as configurações, aplicativos e dados intactos) ou fazer uma instalação customizada, a partir do zero, bem mais complexa e demorada. Aos usuários do Windows XP só restou esta segunda opção.

Instalação customizada é um belo eufemismo para o trabalhão que o processo envolve: realização de uma cópia do HD para a eventualidade de o processo dar errado e você ter de começar tudo de novo; instalação do Windows 7 propriamente dita; atualização de drivers para dispositivos que não forem reconhecidos; configuração da rede, caso haja; e reinstalação de todas as aplicações que se tinha antes.

Leia também: 
>> Clique aqui para um passo a passo de como instalar o Windows 7
>> Especial Infocenter Windows 7: tudo sobre o novo sistema operacional

Para ajudar nessa nada cômoda situação, PC World preparou uma lista com três itens que os usuários do Windows XP devem considerar antes de migrar para o Windows 7.

Hardware
Existe uma grande chance de seu computador não ter a configuração necessária para rodar o novo sistema operacional da Microsoft. E, mesmo que tenha, é possível que os drivers atualmente instalados não funcionem.

(In)Felizmente, a instalação do Windows 7 por meio de uma atualização está fora de cogitação. Lembre-se que a Microsoft exige dos usuários do XP uma instalação customizada, ou seja, a partir do zero.

O primeiro passo consiste em fazer o download e executar o Windows 7 Upgrade Advisor (aliás, recomendamos que os usuários do Vista também façam o mesmo, por via das dúvidas - antes pecar por excesso do que ser pego no contrapé, no meio do processo de instalação).

Atualizar o firmware da placa-mãe é extremamente recomendável. Vá até o site do fabricando dela e verifique se existe alguma atualização disponível. Caso encontra, baixe e instale-a.

Incompatibilidade de drivers
Difícil esquecer que um dos maiores entraves que os primeiros usuários do Vista tiveram foi com a inexistência ou incompatibilidade dos drivers de componentes e periféricos. O então novo sistema operacional simplesmente não conseguir usar os drivers do Windows XP.

Algo similar pode ocorrer agora e, por isso, é bom verificar se já existem drivers novos para o que se tem instalado. Para isso, utilize o Centro de Compatibilidade de Windows 7 - ainda não funcional (esperamos que até o dia 22/10 ele finamente esteja no ar). Enquanto isso, utilize o centro criado para o Vista.

compatibilidade_tela.jpg

Os drivers para o Vista funcionam no Windows XP, ainda que não com perfeição. E alguns drivers do Vista vêm em arquivo executáveis (.exe) que não rodam no XP. Além disso, nem todos os aplicativos XP funcionam no Vista - muito menos no Windows 7. De novo, o centro de compatibilidade irá ajudá-lo na identificação do que funciona (e do que irá deixá-lo na mão) e fornecendo informações sobre onde conseguir as correções necessárias.

Modo Windows XP: O Windows 7 possui um modo de compatibilidade que pode ser a solução para as aplicações que não rodam no novo sistema operacional. Esta funcionalidade rodas os aplicativos XP em uma máquina virtual dentro do Windows 7, com uma interface mais integrada do que a costumamos ver na maioria dos aplicativos de virtualização. O Modo Windows XP permite que ambos ao aplicativos - do antigo sistema e também o do novo - aparecem na mesma área de trabalho do desktop.

Mas existe uma chance de o Modo Windows XP não funcionar em seu computador. O motivo: ele exige um processador que oferece recurso de virtualização. A página da Microsoft  oferece instruções para identificar se a CPU possui tal recurso e, em caso afirmativo, como habilitá-lo.

Uma observação: o Modo Windows XP não é um componente que vem com o Windows 7. Mas ele é gratuito e, quem desejar, deve fazer o download a partir do site da Microsoft

Seus dados
O Windows XP e o Windows 7 armazenam dados de usuários em locais diferentes locais. A pasta C:\Documents and Settings (no XP) agora se chama C:\Users. A pasta Application Data agora virou AppData. Já a pasta Local Settings\Application foi rebatizada AppData\Local. E as pastas Music, Pictures e Videos têm agora o mesmo nível hierárquico da pasta My Documents (antes ficavam dentro dela).

O assistente de instalação do Windows 7 move todas as suas pastas antigas para uma nova, chamada C:\Windows.old. É lá que você deverá procurar seus antigos arquivos quando for instalar seus aplicativos de volta, após a conclusão do processo de instalação do Windows 7, para movê-las para a nova localização.

Assim, por exemplo, as mensagens do Outlook ficam no arquivo Outlook.pst dentro da pasta C:\Windows.old\Documents and Settings\yourlogon\Local Settings\Application Data\Microsoft\Outlook, no Windows 7 estará dentro da pasta C:\Users\yourlogon\AppData\Local\Microsoft\Outlook.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail