Home > Notícias

RCA mostra aparelho que converte sinal de Wi-Fi em energia elétrica

Compacto, Airnergy funciona como carregador sem fio para eletrônicos portáteis, como smartphones; vendas devem começar em julho.

Redação da Computerworld/EUA

13/01/2010 às 21h01

Foto:

A RCA mostrou um protótipo de seu Airnergy, um "Wi-Fi Hotspot Power Harvester" (coletor de energia de hotspots Wi-Fi) projetado para converter sinais de rádio Wi-Fi em energia de corrente contínua (DC) suficiente para carregar pequenos dispositivos sem fio, como smartphones.

O pequeno aparelho tem cerca de 2" x 3" em tamanho (5 cm x 7,5 cm, aproximadamente) e deve custar entre 39 e 49 dólares - as vendas devem começar em meados de julho nos EUA. A RCA trabalha numa versão ainda menor, que poderia ocupar o lugar da bateria dentro do aparelho a ser carregado, e que custaria cerca de 59 dólares. Esta versão menor pode chegar em 2011, segundo uma demonstração feita durante a Consumer Electronics Show 2010 de Las Vegas (EUA) que foi gravada em vídeo pelo Geeky-Gadgets.com.

Representantes da RCA não puderam ser encontrados para confirmar os detalhes. De acordo com o porta-voz que aparece na demonstração em vídeo, o aparelho foi capaz de carregar um BlackBerry Bold com cerca de 30% de sua carga em 90 minutos, usando um ponto de acesso Wi-Fi próximo. A quantidade de carga depende da proximidade do usuário ao hot spot Wi-Fi.

Destaque frequente
Demonstrações de carregadores sem fio têm sido destaque na CES por vários anos, e alguns produtos que chegaram a ser prometidos em 2008 simplesmente não se materializaram.

Alguns produtos, como o laptop Dell Latitude Z, permite a carga sem fio, desde que o laptop seja colocado diretamente sobre um deque de carregamento.

E a Fulton Innovation LLC mostrou produtos e protótipos na CES. Uma tecnologia conceitual da Fulton transmite energia a uma lâmpada de 12 watts colocada a uma distância de 35" (cerca de 88 cm).

A recarga elétrica sem fio pode se tornar popular. A Powermat USA mostrou novas plataformas de recarga sem fio para computadores de mão e pequenos gadgets a preços entre 39 e 149 dólares, e o CEO da empresa disse que vendeu 750 mil aparelhos desde que foi lançado nos EUA, há dois meses.

No vídeo, um blogueiro questionou por que seria preciso um carregador, já que a pessoa num hot spot também poderia estar perto o suficiente de uma tomada para, assim, alimentar o aparelho com um carregador comum. A utilidade do aparelho dependeria de quão próximo um usuário deve estar de um ponto de acesso Wi-Fi, e da existência ou não de uma tomada disponível.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail