Home > Notícias

Receita Federal faz novo leilão de celulares da Xiaomi, Apple e Samsung

Maioria dos lotes é voltado para pessoas físicas e traz dispositivos eletrônicos, como smartphones e videogames, a partir de R$ 180 no lance mínimo

Da Redação

12/06/2019 às 15h35

Foto: Shutterstock

Você que está de olho em um smartphone novo, mas não quer pagar o preço oficial praticados nas lojas, fique atento: mais uma vez, a Receita Federal fará um leilão online de produtos eletrônicos com valor reduzido. São 122 lotes com itens apreendidos nos portos de Belém (PA) e Manaus (AM), e incluem celulares, consoles de videogame e até automóveis usados.

Entre os destaques estão aparelhos da Xiaomi, Apple e Samsung. O Mi 8 Lite de 128 GB de capacidade (lote 113), por exemplo, sai a partir de R$ 180 - no varejo, o mesmo telefone custa quase R$ 1.5 mil. O Mi A2, por sua vez, pode ser adquirido por R$ 250 (lote 116). iPhones também poderão ser comprados por a partir de R$ 350 (lote 122 para o iPhone 7 Plus) e R$ 850 (lote 118 para o iPhone XS de 64 GB).

Há também um PlayStation 4 com controle e alguns jogos por R$ 800 (lote 79), e uma câmera Canon T6i junto com um HD externo de 160 GB por R$ 480 (lote 100). A maioria dos lotes estão disponíveis para pessoas físicas, mas muitos são destinados apenas a pessoas jurídicas. Entre eles estão lotes com consoles Xbox One, Apple Watch, HDs externos e câmeras a partir de R$ 1.2 mil.

Lembrando que todos esses valores citados correspondem ao preço mínimo de cada lance, não havendo limite para um preço máximo no leilão. Para acessar a lista completa de produtos, clique aqui.

Datas e regras

A Receita Federal aceitará lances até às 18h do dia 24 de junho. Até lá, os usuários podem realizar seus lances ou desistir de ofertas feitas previamente. Em uma segunda fase, serão selecionados apenas os participantes que derem lances até 10% menor do que a melhor/maior proposta. Essa segunda fase acontecerá no dia 15 de junho, às 16h, quando o leilão for finalizado.

O vencedor de cada pregão precisará realizar o pagamento em até um dia após a confirmação do pedido. Se isso não acontecer, ele terá até 20 dias para completar o pagamento, porém haverá um acréscimo de multa pelo atraso. Após esse prazo, o produto volta para o leilão da Receita Federal. Além disso, o órgão não se responsabiliza pelo frete - por isso, o usuário precisará retirar o produto no local ou contratar alguma empresa de transporte. Devoluções também não são aceitas.

Com informações: TechTudo via Receita Federal

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail