Rede MySpace exclui de perfis de mais de 90 mil criminosos sexuais

Perfis excluídos são de usuários suspeitos de estarem envolvidos com abusos sexuais contra crianças.

https://pcworld.com.br/rede-myspace-exclui-de-perfis-de-mais-de-90-mil-criminosos-sexuais/
Clique para copiar

O MySpace anunciou nesta quarta-feira (04/02) que perfis de 90 mil usuários identificados como "molestadores e predadores" sexuais foram identificados e removidos da redes social.

Em 2008, o MySpace teve uma postura mais tímida em seus problemas com usuários do tipo. No começo, a companhia não divulgou os nomes à autoridades citando leis federais que proibiam a divulgação.

Meses depois, um promotor da Carolina do Norte (EUA) alegou que a rede social tinha cerca de 29 mil contas consideradas abusivas, o que levou o MySpace a revisar suas iniciativas de combate.

Tanto o MySpace como o Facebook concordaram em aplicar leis e critérios mais restritivos e implementar novas tecnologias que ajudassem a proteger crianças, como verificação mais rígida de idade, banimento de acusados de crimes sexuais e capacidades limitadas para quem buscava usuários abaixo dos 18 anos.

Oficialmente, o Facebook afirma que, com a integração das ferramentas, a rede social ainda não teve que lidar com um caso de abuso sexual decorrente do contato entre usuários dentro do serviço.

O envolvimento do Facebook com a Justiça ainda é incipiente. Os responsáveis pelo software de rastreamento usado no MySpace alegam que, usando os mesmos critérios que apontaram os 90 mil abusadores na rede musical, já descobriram mais de 8 mil criminosos no Facebook.

O Facebook nega a acusação alegando que, "ao buscar no Facebook, você não tem acesso a muita informação - um nome e uma foto, apenas".

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site