“Relógio do Juízo Final” está próximo do apocalipse. E Brasil é citado como um dos culpados

De acordo com cientistas, agora faltam somente 100 segundos até o fim do mundo

Foto: Shutterstock
https://pcworld.com.br/relogio-do-juizo-final-esta-proximo-do-apocalipse-e-brasil-e-citado-como-um-dos-culpados/
Clique para copiar

O Relógio do Juízo Final (também conhecido como Relógio do Apocalipse) é um relógio simbólico inventado por cientistas na época da Guerra Fria, fazendo uma analogia onde a humanidade está a “tantos minutos” para a meia-noite. No caso, a meia-noite simboliza a destruição do mundo por algum tipo de guerra nuclear. Desde 1947, o relógio continua rodando e a cada ano é apresentado quantos minutos faltam para o tal apocalipse.

Em 2018, o relógio mostrava 2 minutos para meia-noite, número que só havia aparecido em 1953, quando os Estados Unidos e a União Soviética começaram a testar dispositivos termonucleares. Em 2019, o número baixou ainda mais e bateu recorde. Agora, segundo uma nova atualização, faltam apenas 100 segundos para o relógio chegar em meia-noite.

(Foto: Eva Hambach/AFP)

No último ano, o número perdeu 30 segundos em relação ao ano de 2017 por conta das provocações entre a Coreia do Norte e o atual governo dos Estados Unidos. Em 2019, aconteceu o fim do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, e a tensão entre Estados Unidos e Irã aumentou consideravelmente. Assim, criando a mais próxima aproximação de um possível apocalipse.

“A guerra nuclear que termina com a civilização – iniciada por desígnio, erro ou simples falta de comunicação – é uma possibilidade genuína. As mudanças climáticas que podem devastar o planeta estão acontecendo inegavelmente. E por várias razões que incluem um ambiente de mídia corrompido e manipulado, governos democráticos e outras instituições que deveriam estar trabalhando para lidar com essas ameaças falharam em enfrentar o desafio”, revelaram os cientistas responsáveis atualmente pelo Relógio do Juízo Final.

Desde 2007, estudiosos começaram a levar as mudanças climáticas em conta. Segundo os cientistas, o Brasil tem culpa na diminuição do tempo no relógio, já que o governo acabou com leis e políticas de proteção à floresta amazônica. Os Estados Unidos também foram citados por deixarem o Acordo de Paris.

Fonte: Quartz

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site