Home > Notícias

Review: Viva Pinata: Trouble in Paradise

Jogo continua com o visual brilhante e a jogabilidade "fofa", mas problemas na jardinagem atrapalham um pouco.

GamePro/EUA

05/09/2008 às 18h16

Foto:

Abrir uma cópia de Viva Piñata: Trouble in Paradise é como abrir uma piñata de verdade: sai de tudo lá de dentro. Mas toda doçura no paraíso é atrapalhada por problemas na jardinagem que arruínam o visual superbrilhante e a jogabilidade fofa. Dito isto, é uma festa que vale a pena participar.

O malvado Professor Pester destruiu os computadores da Piñata Central, criando caos nos sistemas que microgerenciam o mundo de Viva Piñata. Sua sabotagem te força a recriar um jardim para atrair piñatas para recomeçar tudo – plante flores, construa casas e espante as piñatas malvadas.

Com mais de 100 variedades de piñata, e 30 novas espécies, há muito trabalho a ser feito aqui, mas você tem que cuidar de cada necessidade específica delas. O principal problema no jogo é que fazer o jardim florescer requer muita paciência. Plantar uma simples margarida, por exemplo, envolve meia dúzia de passos e menus que complicam tudo sem precisar. Simplificar o processo tornaria o jogo mais aprazível, focar na ação do que nas piñatas.

Felizmente, existe um modo “just for fun” que permite que você mexa nas piñatas sem ter que ter muito trabalho. E ter um colega para dividir a jardinagem também alivia o fardo.

Existem ainda algumas pequenas novidades, mas não muitas. O novo bastão de truques, para ensinar as piñatas, e diversos brinquedos fazem parte da lista. Há ainda compatibilidade com a câmera Xbox Live Vision, para que você escaneie cartões especiais de piñatas, mas é só um truque a mais.

Apesar dos elementos de design irritantes, Trouble in Paradise é divertido e mantém o charme do primeiro Viva Piñata – é como tentar atingir uma piñata usando uma venda nos olhos: te frustra de vez em quando, mas é incrível de qualquer jeito.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail