Imagem de fundo do header
3G da Oi entrega 79% da maior velocidade oferecida pelo serviço
Home  >  Review
REVIEW

3G da Oi entrega 79% da maior velocidade oferecida pelo serviço

Velocidade, entretanto, é bem menor do que tecnologia HSDPA pode oferecer, teoricamente 7,2 Mbps.

Fernando Petracioli, repórter da PC WORLD

OI_3G_150.jpg
Foto:

PC WORLD teve acesso a um modem do serviço de conexão 3G que acaba de ser lançado pela operadora Oi. O dispositivo veio sem qualquer tipo de bloqueio, o que significa que nada impediria de alcançar a velocidade máxima oferecida pela rede HSDPA da operadora, que na teoria pode chegar a 7,2 Mbps (informação que vem impressa na embalagem). Na prática, porém, a Oi não oferece nenhum plano com velocidade acima de 1 Mbps.

oi_3g_300.jpg

Nos testes realizados na região da Vila Olímpia - zona sul da capital paulista - nesta sexta-feira (24/04) a velocidade de download auferida por meio do site Numion foi de 0,789 Mbps (ou 79% do máximo prometido pela operadora, mas bem abaixo da capacidade nominal do equipamento). A taxa de upload não passou de 0,055 Mbps, o que não representa nem 6% do teto. A velocidade média de navegação em sites do Brasil foi de 0,165 Mbps – ou 17% do máximo.

Leia também: 
> 3G da TIM se destaca na centro de SP, mas vai mal na zona oeste
> Mal na zona oeste, 3G da Vivo foi bem no Tatuapé e no centro de SP
> Claro 3G mostra mais rapidez na ZL do que no oeste e centro de SP

Por intermédio de sua assessoria de comunicação, a Oi informa que não garante nenhum piso de velocidade para o usuário do serviço – nem mesmo em contrato. Segundo a empresa, esta taxa varia em função do número de usuários que utilizam o serviço ao mesmo tempo numa mesma região. No caso da banda larga convencional, por cabo ou par de cobre, as operadoras garantem um mínimo de 10% da velocidade nominal contratada.

Além da medição feita pelo site, PC WORLD realizou algumas tarefas específicas para testar o serviço 3G da Oi. Para baixar um arquivo de 1,34 MB, por exemplo, foi necessário 1 minuto e 47 segundos. Já o upload desse mesmo arquivo para um serviço de webmail levou 52 segundos.

Apesar do argumento da operadora de que a velocidade depende do número de usuários pendurados na região, o serviço está disponível há apenas poucos dias - pelos menos comercialmente.

O pior desempenho da conexão foi notado ao tentar assistir a um vídeo de 1 minuto e 30 segundos de duração no Youtube. O conteúdo só foi completamente carregado após 6 minutos e 58 segundos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site