Imagem de fundo do header
AMD Radeon HD 6990: só para os jogadores sérios
Home  >  Review
REVIEW

AMD Radeon HD 6990: só para os jogadores sérios

Placa tem o melhor desempenho entre todas as GPUs atualmente no mercado, mas o preço a pagar por isso é alto. Literalmente.

Nate Ralph, da PC World EUA

Foto:

Vou ser direto: A AMD Radeon HD 6990 é um monstro. Superando largamente o melhor que a Nvidia tem a oferecer (no momento) esta besta com duas GPUs - anteriormente conhecida pelo codinome Antilles - galga ao topo das placas de vídeo exibindo o máximo já visto em poder de processamento. Mas o problema é o preço: por US$ 699 (nos EUA) ela é voltada exclusivamente aos ultra-entusiastas que não economizam um centavo na hora de montar uma máquina para jogos.

Mas fique tranquilo, pois ela vale cada centavo - desde que você já tenha uma máquina composta pelo que há de melhor. A Radeon HD 6990 é cara, mas provou ser mais rápida que sua concorrente mais próxima, a Nvidia GeForce GTX 580 (US$ 500). Para fins de comparação também incluimos no teste a AMD Radeon HD 6970 (US$ 350), a mais recente campeã de desempenho da empresa na categoria das placas com apenas uma GPU.

Na barriga da besta

A GPU “Cayman” estreou na família AMD 6900, mais especificamente na Radeon HD 6970 que já analisamos. A Radeon HD 6990 combina duas destas GPUs em uma única placa - pense em uma configuração Crossfire no mesmo chassis. O resultado final é uma placa de vídeo poderosa que cabe confortavelmente em um único slot PCI (embora ocupe dois slots de largura), deixando espaço dentro do micro para uma segunda placa se você tiver dinheiro suficiente.

radeon_6990-360px.jpg
Radeon HD 6990: duas GPUs e muito poder de fogo

Mantendo a tradição da AMD, a Radeon HD 6990 consegue atingir desempenho impressionante consumindo pouca energia. Ela foi projetada para consumir no máximo 300W na configuração de fábrica, o que é pouco para uma placa tão poderosa. Ela exige o uso de dois conectores de oito pinos para alimentação, então certifique-se de que a fonte de seu PC dá conta do recado antes de abrir a carteira.

A Radeon HD 6990 também tem algo especial para os usuários que querem o máximo de desempenho possível: uma chave “dual-BIOS” na lateral da placa a coloca em um modo “overclock”, com velocidade de clock aumentada e maior consumo de energia. A AMD chama este modo de “Antilles Unlocking Switch for Uber Mode” (AUSUM).

Combine-o ao aplicativo AMD Power Tune e você terá uma ampla gama de controle sobre o clock da GPU e da memória. Em nossos testes também comparamos a Radeon HD 6990 com clock padrão (830 MHz) à mesma placa com overclock (880 MHz), à qual nos referimos como Radeon HD 6990 OC para simplificar.

Mas antes de falar de resultados, vamos falar de recursos. A Radeon HD 6990 tem cinco saídas para monitores: quatro portas mini-DisplayPort e uma porta DVI dual-link. Cada placa é entregue com três adaptadores (dois de mini-DisplayPort para DVI e um mini-DisplayPort para HDMI), para uso em uma configuração Eyefinity.

É possível controlar até seis monitores (um em cada porta mini-DisplayPort, dois na DVI) com uma placa, incluindo um arranjo com cinco telas de 24 polegadas em modo retrato. Ou meu favorito: controlar três monitores de 30 polegadas. Mas se você tem, ou está considerando comprar, três monitores de 30 polegadas, uma placa de vídeo de US$ 700 é fichinha. 

Moendo números

Vamos aos números! Nossa máquina de testes consistia em um processador Intel Core i7-2600 rodando a 3.4 GHz, 4 GB de RAM e o Windows 7 Home Premium. Usamos os drivers mais recentes para cada placa - no caso da AMD, uma versão preview do driver Catalyst 11.4.

Como sempre, vamos começar com benchmarks sintéticos. O primeiro é o 3DMark 11 da Futuremark, a mais recente versão do bom e velho 3DMark, reprojetado para a era do DirectX 11. O benchmark consiste em uma variedade de testes que fazem uso intenso da CPU e GPU, com uma pontuação numérica calculada de acordo com o desempenho do hardware.

6990_3dmark.jpg

Os números falam por si mesmos. A Radeon HD 6990 fica 67% à frente da Nvidia GTX 580 no modo Performance, e a diferença chega a 70% no modo Extreme. O 3DMark 11 inclui também testes de CPU, então isolei apenas os resultados relacionados à GPU. Com isso a vantagem da HD 6990 chegou a 89% sobre a GTX 580 no modo Performance, e 75% no Extreme. Em uma palavra: Uau!.

A história é a mesma em nosso segundo teste sintético, o Unigine Heaven. Ele é um benchmark avançado, belo e graficamente intenso na mesma medida. Aqui a diferença no desempenho é menor - a GTX 580 morde os calcanhares da 6990, ficando apenas 12 FPS (frames per second, quadros por segundo) atrás da concorrente na resolução máxima com anti-aliasing (AA) de 4x. A diferença cresce quando o AA é desativado, mas quem compra uma placa de vídeo de quase US$ 700 provavelmente não irá desabilitar opções gráficas.

6990_unigine.jpg

Desempenho no mundo real

Bechmarks sintéticos são uma forma aceita em toda a indústria de verificar o desempenho teórico de uma placa, mas vamos ver como a Radeon HD 6990 se sai com jogos de verdade.

Os primeiros benchmarks usam os jogos Dirt 2 e Far Cry 2. Ambos são graficamente intensos, com ambientes intrincadamente iluminados de forma dinâmica e com bastante ação. Em ambos os testes, em todas as resoluções, usamos a melhor configuração de qualidade gráfica possível, com AA de 4x. Em 1920 x 1200 pixels os resultados são bastante próximos. Em Dirt 2  Radeon HD 6990 fica apenas 4 FPS à frente da GTX 580. A diferença sobre para 27 FPS em Far Cry 2, mas com o total pouco abaixo dos 120 quadros por segundo, você provavelmente não irá notar a diferença.

6990_dirt2_farcry2.jpg

Mas quem compra uma placa de vídeo de US$ 700 irá jogar em um monitor grande. Na resolução de 2560 x 1600 a Radeon HD 6990 toma vantagem dos 4 GB de memória DDR5 para abrir uma dianteira muito maior, com uma diferença que chega a 35% em Dirt 2 e 64% em Far Cry 2.

Nossos dois últimos jogos são ainda mais exigentes. Começaremos com S.T.A.L.K.E.R.: Call of Pripyat. Com uma ênfase em sombras dinâmicas e tesselação, este é o primeiro teste que consegue arrastar até mesmo a extravagante Radeon HD 6990 para a casa das dezenas.

6990_stalker.jpg

Consideramos 30 quadros por segundo como “jogável”, e tanto a GTX 580 quanto a Radeon HD 6970 conseguem atingir esta marca no nível mais alto de nosso teste, mas se você está jogando em um monitor de 30 polegadas com todas as opções no máximo, a Radeon HD 6990 lhe dará uma experiência melhor e mais suave.

O mesmo acontece com Just Cause 2, o mais estenuante de nossos testes. Neste caso, a GTX 580 chegou a ficar um pouco abaixo do limite da “jogabilidade”, e a Radeon HD 6970 se mantém nela por um fio. Já a Radeon HD 6990 tira o jogo de letra, com suas GPUs duplas conseguindo o dobro de desempenho da concorrente da Nvidia.

6990_justcause2.jpg

Custo-benefício

Há muito o que levar em conta ao considerar o custo benefício e eficiência geral da Radeon HD 6990. Em primeiro lugar há a medida de dólares por quadros por segundo (FPS), que compara o preço de cada placa com a média de quadros por segundo atingida em nossos testes com jogos. Aqui também inclui os resultados da Radeon HD 6990 “overclockada”, para completar o comparativo.

6990_value.jpg

De um ponto de vista pragmático, a Radeon HD 6970 (US$ 350) é a vencedora. Ela não tem um desempenho tão impressionante quanto o de suas rivais, mas está em uma faixa de preço que lhe dá melhor custo-benefício. Na resolução de 1920 x 1200 pixels a Nvidia GeForce GTX 580 é tecnicamente um melhor negócio. Mas quando você eleva a resolução para 2560 x 1600 pixels, a Radeon HD 6990 tem um forte custo-benefício, especialmente quando rodando no modo “overclockado” da BIOS.

Eficiência energética

Você vai ter a impressão de que isto não faz muito sentido: quando em potência máxima, a Readon HD 6990 consumiu mais energia. Mas no geral ela fez isto de forma mais eficiente. Para chegar a estes números, dividimos a energia usada sob carga máxima pelo framerate médio em nossos testes com jogos.

A 1920 x 1200 pixels, a Radeon HD 6990 e a GTX 580 ficam praticamente empatadas. Ambas consumem substancialmente mais energia que a Radeon HD 6970, mas produzem um framerate muito mais como resultado. A situação fica muito melhor quando elevamos a resolução para 2560 x 1600 pixels. Aqui a Radeon HD 6990 é a clara vencedora, tirando o melhor proveito da energia consumida.

6990_power.jpg

É impressionante que a Radeon HD 6990 consiga resultados tão sensacionais enquanto mantém o consumo na casa dos 300W. O modo “overclockado” da BIOS é um pouco menos eficiente, mas isso é de se esperar.

E aí está: a AMD Radeon HD 6990 é a GPU mais rápida do mundo (por enquanto). Para dizer a verdade, a Nvidia com certeza irá preparar uma resposta “dual-GPU” à altura, então mesmo os jogadores mais abastados não devem abrir a carteira ainda. A Radeon HD 6990 custa uma grana preta, mas é dinheiro bem gasto - desde que você tenha múltplos monitores grandes ou pelos menos um monitor de 30 polegadas, e tenha hardware e software capazes de tirar proveito do que a placa tem a oferecer. 

Se isso não se aplica a você, dê uma olhada em outras opções no mercado. Tanto a Radeon HD 6970 quanto a Nvidia GeForce GTX 570 oferecem uma excelente experiência em jogos para nós, meros mortais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site