Imagem de fundo do header
Aplicativo gratuito funciona como scanner de cartões de visitas
Home  >  Review
REVIEW

Aplicativo gratuito funciona como scanner de cartões de visitas

BizSnap usa a Internet para reconhecer o texto dos cartões de visitas e criar um novo contato na agenda do iPhone

Macworld/EUA

bizsnap-150.jpg
Foto:

O BizSnap, da iApps, funciona como um scanner de cartões de visitas para o iPhone. Nada melhor que bater uma foto de um cartão de visita para salvar as informações de seu contato, em vez de digitar letra por letra.

O aplicativo reserva um espaço na tela do aparelho para guiar o usuário na melhor posição de captura do cartão. O botão que bate a foto no aplicativo também funciona como um indicador para avisar quando a foto estiver estabilizada. Ele muda de cor quando a imagem estiver parada e focada.

Para reconhecer o texto do cartão, o BizSnap envia a foto para seus próprios servidores, que fazem o reconhecimento óptico de caracteres (OCR, da sigla em inglês). Em seguida, os dados são devolvidos para o iPhone. Dos quatro aplicativos testados por Macworld, o BizSnap foi o único incapaz de fazer esse processamento no próprio smartphone.  O processo não leva mais de um minuto, mas requer que o iPhone esteja conectado à Internet. Se não houver conexão no local, o aplicativo permite que a foto seja salva para ser enviada mais tarde.

Quando o texto digitalizado volta para o iPhone, o BizSnap mostra uma
espécie de velocímetro com uma pontuação sobre a qualidade da sua foto.

O OCR do BizSnap é aceitável, no entanto, é mais suscetível a erros
do que os demais aplicativos testados por Macworld.

Observamos um erro na hora de salvar os dados do contato. A cidade de
Nova Jersey foi cadastrada nos contatos do iPhone como cidade Nova e
estado Jersey. Quando isso acontece, você pode copiar o texto de um
campo para outro. Com todos os dados inseridos, basta um toque para que o
contato seja armazenado.

146631-bizcard_original.jpg

BizSanp pontua qualidade da imagem digitalizada

O aplicativo é gratuito, mas é preciso pagar uma taxa para o processamento das imagens. A empresa cobra um dólar para digitalizar 10 fotos, dois para 25 imagens, ou seis dólares para digitalizações ilimitada.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site