Imagem de fundo do header
Com bons aplicativos, novo Live Essentials falha na integração
Home  >  Review
REVIEW

Com bons aplicativos, novo Live Essentials falha na integração

Testamos o mais novo beta da versão "Wave 4" do pacote de aplicativos da Microsoft. Pacote deve ser lançado até setembro.

Computerworld / EUA

Foto:

O beta da mais recente atualização da Microsoft para a sua linha gratuita de aplicativos online Windows Live Essentials – que a empresa chama de Wave 4 – foi recentemente disponibilizado aos beta testers, e o lançamento final é esperado para entre os meses de junho e setembro. É um pacote de aplicativo úteis que oferecem uma variedade de serviços para administrar fotos, criar vídeos, ler e-mail, enviar mensagens instantâneas, escrever posts em blogs e sincronizar dados entre computadores.

Se você vai ficar impressionado com essa mais nova versão vai depender se você o vê como uma linha única e coerente de produtos ou como um grupo de aplicativos diferentes. Como uma linha coerente de produtos, não existe nenhum tema claro ligando tudo junto. Mas os produtos individuais são peças sólidas e úteis e normalmente bastante poderosas, uma vez que são gratuitos. Na verdade, eles são alguns dos melhores apps gratuitos que você vai encontrar em qualquer lugar, e o download vale a pena.

Uma rápida visão geral
O lançamento do Wave 4 acontece cerca de um ano e meio após a chegada do Wave 3. A nova versão possui um conjunto de aplicativos que é quase idêntico ao do seu antecessor: Windows Live Mail, Windows Live Messenger, Windows Live Photo Gallery, Windows Live Movie Maker, Windows Live Sync, Windows Live Writer, Windows Live Family Safety e Bing Bar (que substitui o anterior Windows Live Toolbar).

O Windows Live Essentials funciona apenas com Windows Vista e Windows 7, por isso os usuários do XP estão sem sorte. Alguns recursos foram otimizados para o Windows 7 – por exemplo, o Movie Maker pode usar alguns codecs embutidos nesta versão do sistema.

Algumas das ofertas do Live Essentials são aplicativos que originalmente chegaram com o Windows, mas foram retiradas da versão 7 do sistema, como o Live Mail, Live Photo Gallery e Live Movie Maker. Outros aplicativos, como o Live Sync e o Live Writer, são exclusivos do Live Essentials.

Nas páginas a seguir, analisarei as mudanças nesta versão beta do Live Essentials em comparação ao Wave 3. Começamos pelo Windows Live Sync.

++++

Windows Live Sync
É o dorminhoco do grupo que recebeu muito pouca atenção. Isso é uma vergonha, porque para pessoas com vários PCs esse pequeno aplicativo pode ser o melhor do grupo. Além disso, ele poderia fornecer um importante fundamento de sincronização para muitos outros produtos Microsoft no futuro, incluindo a versão para Web do Office.

O Windows Live Sync faz exatamente o que seu nome diz – ele sincroniza arquivos e pastas entre vários PCs, Macs e PCs com Windows. (Nota: Apesar das versões anteriores do Windows Live Sync funcionarem com Macs, eu não consegui fazer com que a versão Mac desse beta funcionasse.)

Assim como as versões anteriores do Live Sync, você instala o programa em cada computador que possui pastas que você deseja sincronizar. O aplicativo encontra outras máquinas que possuem o Live Sync instalado; você pode então escolher as pastas que quer sincronizar, e em quais computadores. O software faz a sua mágica "por debaixo dos panos", enquanto você trabalha.

Essa nova versão do programa possui uma nova interface para controlar a sincronização; ela agora te mostra mais detalhes sobre todas as pastas em um computador que você quer sincronizado – com qual aparelho elas sincronizam, status de sincronização e por aí vai. Também é possível escolher compartilhar as pastas com outros usuários.

Como? Bem, com esta versão você pode sincronizar pastas não apenas de um computador para outro, mas também para o serviço gratuito de armazenamento na Web, o Windows Live SkyDrive, onde você tem 2G de espaço grátis. Isso significa que o Live Sync também funciona como um simples serviço de backup. Também significa que você poderá acessar seus arquivos a partir de qualquer computador com acesso a Internet.

Você também pode sincronizar seus Favoritos do Internet Explorer e uma variedade de configurações do Microsoft Office, incluindo modelos e assinaturas de e-mail, entre vários computadores.

wle1.jpg

Com o Live Sync é mais fácil sincronizar arquivos e pastas.

Um novo recurso especialmente útil, tirado de um serviço anterior da Microsoft, o Windows Live Mesh, é a habilidade de assumir o controle de um de seus computadores Windows por meio de uma conexão remota com a Internet. Eu testei e achei que foi bastante fácil – pude controlar um PC remoto como se estivesse sentado em frente ao seu teclado. Qualquer pessoa que já teve problemas com o recurso embutido do Windows, Remote Desktop Connection, vai gostar dessa nova ferramenta.

O Live Sync é tão útil que é uma surpresa que a Microsoft que não o tenha colocado em todos os seus produtos, como o Microsoft Office e a versão para Web do pacote, chamada de Web Apps. Talvez isso aconteça no futuro.

A seguir: o que há de novo no Windows Live Mail

++++

Windows Live Mail
Quando a Microsoft decidiu matar o cliente de desktop Windows Mail, em 2007, nem todo mundo ficou satisfeito. O Windows Mail era uma atualização do Outlook Express, construído no Windows Vista e era um bom programa, apesar de não ser tão poderoso quanto o Outlook. Depois, a Microsoft tornou-o disponível gratuitamente para download com o nome de Windows Live Mail.

Essa última versão do Live Mail representa uma melhoria significativa sobre a anterior. A grande mudança aqui é a adição da interface Ribbon, encontrada nos apps do Office 2007 e 2010, e um painel de calendário (que te dá acesso ao calendário do Live Mail). Isso torna o Live Mail muito mais parecido com o Outlook.

wle2.jpg

A nova versão do Windows Live Mail se parece muito com o Outlook.

Também é interessante (e útil) a nova Conversation View, similar a que foi introduzida no Outlook 2010, que torna mais fácil seguir conversas com uma ou mais pessoas. Todo e-mail com mais de uma mensagem possui um triângulo pequeno próximo a ele. Clique no triângulo para ver uma lista cronológica de todas as mensagens da conversa; clique em qualquer mensagem para acessá-la. É um bom poupador de tempo.

O Windows Live Mail também aproveita vários recursos do Hotmail. Assim como neste, se você quer compartilhar fotografias com outros via e-mail, pode enviar um álbum de fotos: crie seu e-mail, clique no ícone “Photo album”, e escolha suas fotos. O Live Mail então formata suas imagens em um bonito álbum (usando thumbnails) no seu e-mail, e também armazena as fotos em sua conta Live SkyDrive. Os destinatários recebem apenas uma amostra do álbum com miniaturas das imagens, e podem clicar nelas para ver as imagens grandes no SkyDrive. Isso resolve o problema de provedores que bloqueiam mensagens com arquivos anexos muito grandes.

Também são bem-vindas as Quick Views, que aparecem no lado esquerdo da tela do Live Mail e que são especialmente úteis para pessoas que usam o programa para várias contas de e-mail. Por exemplo, se você quer ver todas as suas mensagens não-lidas de todas as contas, clique em “Unread e-mail”. Para ver os e-mails não-lidos de seus contatos, clique em “Unread from contacts”. E para ver todos os feeds RSS que você ainda não leu, clique em “Unread feeds”.

A seguir: o que há de novo no Windows Live Messenger e Windows Live Photo Galery

++++

Windows Live Messenger
A Microsoft também mudou a cara do seu aplicativo de mensagens instantâneas, o Windows Live Messenger – mais notavelmente ao deixá-lo mais próximo de redes sociais.

Agora existem duas visualizações no Live Messenger: uma visão compacta, que se parece muito com a interface do antigo Messenger, e uma nova (e padrão) visão total. A última é desenvolvida para fazer do Messenger não apenas um aplicativo de mensagens instantâneas, mas também um centro para suas comunicações eletrônicas, com uma visão completa das atividades em suas redes sociais e a habilidade para interagir com elas sem ter de visitar cada site.

Neste ponto, o Live Messenger cumpre apenas parcialmente o que promete, por se integrar só com Facebook e MySpace e deixar de fora outros serviços importantes de rede social, como Twitter. Mas você pode ver seus amigos e atualizações desses dois sites de dentro do Messenger, e compartilhar seu status com seus contatos. Também é possível fazer comentários nos posts de seus amigos do Facebook, assistir aos vídeos que eles postaram, e por aí vai.

wl3.jpg

Live Messenger agora oferece integração com redes sociais.

Essas mudanças serão suficientes para angariar novos usuários para o Live Messenger? É provável que não. Mas quem já é usuário do aplicativo ficará muito satisfeitos com o que vê, especialmente se eles também utilizarem Facebook e/ou MySpace.

Windows Live Photo Gallery
A versão anterior do Live Photo Gallery era um ótimo produto – uma boa ferramenta para organizar e visualizar fotos e para realizar tarefas básicas de edição de imagem. Essa nova versão está ainda melhor: ela não apenas repete a interface, mas adiciona alguns novos recursos bem bacanas, como reconhecimento facial.

Como no Windows Live Mail, a mudança principal na interface é a adição do Ribbon. Ele é particularmente bem-vindo aqui, porque o programa ganhou um número considerável de novas ferramentas de edição, e sem a interface do Ribbon elas poderiam ser difíceis de localizar.

wle3.jpg

Live Photo Gallery agora exibe uma interface baseada no Ribbon.

Essas ferramentas incluem um recurso Retouch para remover de suas fotos manchas, arranhões e problemas parecidos. Você também pode auto-ajustar grupos de fotos de uma vez só, mudar o balanço de cor, nitidez e exposição.

O novo recurso Photo Fuse é estiloso e será bem-vindo por todos que já tiraram fotos em grupo. Funciona dessa maneira: vamos dizer que você tenha duas fotos do mesmo grupo de pessoas. Em uma delas, duas pessoas estão piscando, e na outra, outras duas pessoas estão se mexendo. Com o Photo Fuse, você pode substituir os rostos de uma foto na outra e conseguir uma foto em que ninguém esteja piscando ou se mexendo. A imagem resultante não fica absolutamente perfeita, mas ficará melhor do que as fotos originais.

Outra novidade é um recurso de reconhecimento facial. Quando você marca a foto de alguém no Live Photo Gallery, é possível pedir para o software olhar em todas as suas fotos e encontrar outras imagens daquela pessoa, para você também marcá-las.

Quando usado no Windows 7, o Live Photo Gallery também inclui uma ferramenta de importação que roda quando você liga um uma câmera ou filmadora com imagens ou vídeos em seu computador.

É fácil compartilhar fotos e vídeos com uma variedade de sites, incluindo Facebook, YouTube, Flickr, Windows Live Groups e sua conta SkyDrive. No Ribbon, basta um clique no ícone do site onde quer compartilhar suas fotos. Também existe integração com outros programas do Live Essentials. Você pode, por exemplo, enviar um e-mail com foto de dentro do Live Mail.

A seguir: o que há de novo no Windows Live Movie Maker e Windows Live Essentials

++++

Windows Live Movie Maker
A mudança mais significativa que você vai notar na nova versão do Movie Maker é que ele agora também usa o Ribbon. Mas também existem muitas outras alterações. Por exemplo, o Movie Maker exibe no Ribbon a mesma interface que o Live Photo Gallery para compartilhar vídeos por meio do SkyDrive, Facebook, Windows Live Groups e YouTube.

Também são notáveis os novos temas do AutoMovie, que adicionam títulos, transições, legendas e trilha sonora para o seu vídeo. Você possui seis opções de temas, como o Sepia que deixa seu filme com um tom envelhecido. Além disso, o Movie Maker agora possui um recurso live preview, para que você possa ver seu filme na janela de reprodução antes de fazer qualquer alteração.

wle4.jpg

Com o Movie Maker é possível compartilhar vídeos por meio do SkyDrive, Facebook, Live Groups e YouTube.

Mais Windows Live Essentials
A Microsoft atualizou ou introduziu muitas outras ferramentas em seu pacote Live Essentials. A ferramenta de blog Windows Live Writer passou por uma pequena repaginada, ao receber – sim, você advinhou – uma interface Ribbon. Além disso, agora o Writer possui uma maneira fácil de se conectar a álbuns de fotos baseados no SkyDrive, para que você mesmo não tenha que criar e embutir um código nas páginas. Também é possível fixar um mapa Bing no seu blog.

Além disso, no entanto, não há muito de novo. O Live Writer continua sendo uma estilosa interface para uma variedade de aplicativos de blog, incluindo Blogger, WordPress, TypePad, Windows Live Spaces, SharePoint e outros. Note que, dependendo do seu serviço de blog, pode ser muito simples ou difícil para fazer o programa funcionar com ele. É muito fácil fazê-lo funcionar no Blogger, por exemplo, mas pode ser difícil fazer isso em um site que possa ter construído suas próprias interfaces de blog com o WordPress.

A nova barra de ferramentas (toolbar) da Microsoft, a Bing Bar, toma o lugar da antiga Windows Live Toolbar. Existem versões para o Internet Explorer e para o Firefox. Ela adiciona a caixa de busca do Bing no lado esquerdo da toolbar do Explorer, o que é estranho, considerando que já existe uma caixa de busca no lado superior direito do navegador. Também existe uma função de “autocompletar” (autofill) para completar os formulários da Web, e links para vários serviços da Microsoft, como Bing Video, Bing Wheater, e por aí vai. Se você gosta desse tipo de coisa, vai achá-la útil, apesar de que muitas pessoas vão pensar que ela é supérfluo.

O Windows Live Family Safety é um software que eu acredito que poucas pessoas vão usar. Ele tem o intuito preencher o vazio que a Microsoft criou quando, inexplicavelmente, enfraqueceu o controle dos pais (parental control) no Windows 7. Esse nova versão parece funcionar de forma muito parecida com a antiga; não consegui descobrir o que há de novo.

O software exige uma instalação tão ridiculamente confusa que é difícil imaginar que alguém vá passar por isso para usá-lo. Você vai precisar criar uma Windows Live ID separada para cada criança, e então ligá-las a identidade principal dos pais, então mapear as identidades para contas individuais de usuário...deixe-me parar por aqui, e dizer que não vale o esforço.

A seguir: nossa opinião final sobre o Windows Live Essentials Wave 4

++++

O mais importante
Se considerarmos aplicativo por aplicativo, a mais nova versão do Live Essentials é um sucesso evidente. O Live Sync, por exemplo, é provavelmente o melhor produto gratuito de sincronização que eu já testei, e já experimentei uma boa quantidade deles. E também acho que nunca vi uma ferramenta gratuita de criação de vídeo tão poderosa quanto o Live Movie Maker. O Photo Gallery é um excelente aplicativo, se não for o melhor gratuito em sua classe, e o Live Mail também é bom, apesar de não ser tão poderoso quanto, digamos, o Thunderbird.

Mas não importa se você testar o pacote todo ou apenas alguns aplicativos, existe algo aqui que você provavelmente vai usar.

Tomado como uma linha coerente de produtos, no entanto, o Windows Live Essentials não é um sucesso. O que uma barra de ferramentas de um browser, como a Bing Bar, tem a ver com o aplicativo de criação de vídeos Movie Maker? Nada, na verdade. E é aí que mora o problema.  Apesar de existirem algumas ligações entre os aplicativos do Live Essentials – por exemplo, tornar mais fácil enviar um e-mail cheio de fotos do Live Photo Gallery – esses são todos aplicativos isolados. E apenas em alguns casos existe uma integração direta com o serviço gratuito de armazenamento de arquivos na nuvem, o SkyDrive.

É difícil evitar pensar sobre as possibilidades inerentes a alguns aspectos do Windows Live Essentials – notavelmente com o Live Sync. Se a Microsoft tivesse desenvolvido-o corretamente, a companhia teria a potencialidade de um grupo de serviços extremamente poderosos baseados em nuvem com o opcional de aplicativos desktop, algo que o Google não pode igualar atualmente.

Imagine se as versões baseadas em Web e baseadas em cliente do Office usassem o SkyDrive para armazenamento, backup e sincronização em comum, com o Live Sync fornecendo os serviços de sincronização. Você poderia ter o melhor de computação baseada em nuvem e em cliente, e não se precisar se preocupar em saber onde estava guardando o arquivo em que você estava trabalhando - a versão mais recente poderia estar em qualquer aparelho que você quisesse e quando quisesse.

Por isso, baixe o Windows Live Essential pelo que ele oferece, pois há muito para se gostar. Mas como eu, você pode muito bem acabar desejando uma linha mais coerente de produtos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site