Imagem de fundo do header
Conheça o NetTop Ion 330, um minidesktop com jeito de netbook turbinado
Home  >  Review
REVIEW

Conheça o NetTop Ion 330, um minidesktop com jeito de netbook turbinado

Com chipset Ion, da NVidia, ele será lançado em junho na Computex 2009 e mostra que dá para fazer mais com o Atom da Intel.

René Ribeiro, analista de testes da PC WORLD

ION-330_ilustra150.jpg
Foto:

Em um movimento aparentemente sem volta, vemos empresas de tecnologia travando uma grande batalha para produzirem equipamentos cada vez menores.

O primeiro grande movimento neste sentido foi dado pela Apple no início de 2008 quando apresentou o MacBook Air, até então o computador mais fino do mundo.

Cerca de um mês depois a Lenovo entra na briga e apresenta o X300. Em setembro deste mesmo ano vimos outro gigante entrar na briga, com o lançamento do Inspirion Mini 9, da Dell, seguida pela Fujitsu e o seu Amilo Mini.

E não podemos deixar de citar a Sony com o Vaio PocketStyle que pesa apensas 620 gramas, ou os netbooks da Asus, como Eee PC 1000HE.

Entretanto pouco se viu avançar a indústria de desktops. As poucas exceções que chegaram por aqui forma o Studio Hybrid da Dell; o X-Cube da Megaware e o MacMini da Apple.

Entretanto, todas as iniciativas são isoladas e não sugerem um movimento de mercado. Pelo menos até agora.

ION-330_gabinete.jpg
Ion 330: poderia ser um player, mas é um PC completo

Em dezembro passado a NVidia apresentou um conceito diferente que pode mudar não só o segmento de desktops de tamanho reduzido (ou NetTops, como também são chamados), mas também o mercado de netbooks.

Denominada Ion, a plataforma da NVidia consiste em integrar uma GPU (Unidade de Processamento Gráfico) mais poderosa à motherboard, a GeForce 9400M, substituindo a GPU integrada ao chipset da Intel, o i945, disponível na maioria dos netbooks. A CPU (Unidade Central de Processamento) continua sendo o Atom, da Intel.

Com isso, os NetTops (e também netbooks) equipados com a plataforma Ion entregam um desempenho gráfico melhor do que o obtido com o chipset 945, usados nos netbooks, inclusive para a reprodução de vídeos de alta definição (1080 linhas).

Na prática
Para avaliar o ganho de performance que isso acarreta, PC WORLD teve a oportunidade de testar o NetTop Ion 330, da ASrock, que será lançado oficialmente em junho, na Computex 2009 (Taipé), com preço estimado de 300 dólares.

A versão avaliada consiste em um pequeno gabinete de 19,5 centímetros de largura por 18,6 cm de profundidade e 7 cm de altura, suficientes para acomodar o chipset Ion com processador Atom 330, trabalhando a 1,6 GHz, 2 GB de memória DDR2 800, um HD de 2,5 polegadas com 320 GB de capacidade e um gravador de DVD slim (o mesmo encontrado em notebooks). O Ion 330 utiliza uma fonte externa e consome no máximo 65 Watts, sem contar o monitor de vídeo (um desktop comum consome cerca de 125 Watts).

Ion-330-interno.jpg
Diminuto: com pouco espaço interno, a fonte de
alimentação teve de ficar de fora

Na parte traseira do equipamento estão posicionadas seis portas USBs, uma saída VGA e uma HDMI. Estão lá também conectores para saída de som, microfone e entrada de linha externa mais uma saída de som digital. Há, ainda, conector para rede padrão Ethernet Gigabit. A versão testada por nós veio com Windows Vista instalado, mas não há garantias de este seja o sistema operacional utilizado quando o equipamento for lançado.

Desempenho
Mas do que o Ion 330 é capaz? O NetTop utiliza o Atom 330, que tem dois núcleos físicos, com set de instruções de 64 bits. Já o Aton N270, usado na maioria dos netbooks atuais, tem apenas um núcleo e set de instruções de 32 bits.Por conta disso – e como era de se esperar, já que o Atom 330 executa mais instruções em um mesmo ciclo de trabalho –, o software de medição Crystal Mark resultou 19.039 pontos, quase o dobro do alcançado pelo N270 (9.977 pontos).

Mas o destaque fica mesmo por conta da parte gráfica. O Ion 330 executou vídeos em full HD (1080 linhas) com perfeição, sem nenhum problema de sincronização entre som e imagens e também sem paradinhas irritantes quando era necessário acessar o disco rígido. Outro ponto positivo é a conversão de vídeos.

Ion330-traseira.jpg
Parte de trás do Nettop, com conectores USB 2.0, saídas e entradas de som e
duas saídas de vídeo - VGA e HDMI (para alta definição)

Um vídeo de dois minutos e meio de duração, na resolução VGA (640 por 480 pontos) foi convertido para alta definição (720 linhas) em 10 minutos. Em uma máquina sem o chip gráfico desse tipo, essa conversão exige pelo menos 30 minutos.

Executar tarefas gráficas de forma rápida e sem perda de desempenho é mérito total do casamento entre software e o hardware da parte gráfica. O software tem que ser programado para computação paralela, que aproveita o poder do chip gráfico, que tem muito mais núcleos do que uma CPU.

Assim, o software consegue enviar pequenos pedaços de uma grande tarefa e o chip gráfico trata de dividir entre seus núcleos, tornando a tarefa mais rápida. Foi por causa dessa arquitetura, chamada CUDA e criada pela NVidia, que conseguimos converter o vídeo mais rapidamente.

Fizemos testes com jogos também, afinal, eles utilizam muito os recursos de chips gráficos. Com o Call of Duty 4, obtivemos boa jogabilidade com filtro anti-aliasing em 2x e texturas no modo high. Mesmo não sendo a configuração mais alta, é possível se divertir, entretanto, não serve a entusiastas.

Para ver até onde o Ion 330 podia ir, tentamos um jogo mais pesado. Com FarCry 2, tivemos que retirar o anti-aliasing e manter as texturas na configuração média para jogar com fluidez de movimentos. Contudo, as cenas com mais objetos nos deparamos com as famosas paradinhas.

Apesar do pouco tempo que pudemos ficar com o equipamento, foi interessante constatar que o mercado poderá ver máquinas mais poderosas - e não tão caras - capazes de obter mais potência combinando o Atom com chipsets que não os da Intel.

 

pcw_logo_twitter_73.jpg

 

> Siga PC WORLD no Twitter em http://twitter.com/pcworldbrasil

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site