Imagem de fundo do header
Conheça o melhor e o pior do N900, novo smartphone da Nokia
Home  >  Review
REVIEW

Conheça o melhor e o pior do N900, novo smartphone da Nokia

Suporte a Flash, grande capacidade de armazenamento e de executar multitarefas, tablet promete muito, mas tem pontos negativos.

Jared Newman, da PC World/EUA

NokiaN900_ilustra150.jpg
Foto:

Mais um aparelho da Nokia chega para competir com o iPhone. Além de ser o smartphone mais poderoso da marca (segundo a fabricante finlandesa, trata-se de um tablet), o N900 tem o diferencial de vir com Maemo 5, sistema operacional baseado em Linux, muito mais versátil que o Symbian.

O N900 deveria ter chegado em agosto, mas o lançamento foi adiado em função da chegada do Milestone Droid, da Motorola que, por ser o primeiro celular com sistema operacional Android poderia ofuscar a estreia do modelo da Nokia.

Agora que pudemos colocar as mãos nele, veja as coisas mais bacanas e mais irritantes que descobrimos no novo smartphone/tablet.

Legal: configuração potente
A Nokia prefere chamar o N900 de computador móvel e parte disso é devido ao hardware do dispositivo. Vem equipado com um processador ARM Cortex A8, de 600 MHz, 1 GB de memória e acelerador gráfico 3D com suporte a OpenGL.

O display de 3,5 polegadas tem resolução de 800 por 480 pontos e há uma câmera de cinco megapixels, com autofoco e flash que também faz vídeos. O melhor de tudo é que vem com 32 GB de armazenamento interno, expansível para 48 GB com cartão microSD.

Chato: se limita ao modo paisagem
A maioria das aplicações do N900 só funciona no modo paisagem. Esta limitação ou preferência da Nokia se dá – talvez – pelo fato de a fabricante se referir ao aparelho como um tablet.

Mas o fato é que, se você quiser usar uma aplicação rapidamente, terá que necessariamente abrir o teclado e usar as duas mãos, o que pode ser inconveniente em algumas situações.

Legal: Sistema Operacional Maemo 5
Trata-se de uma plataforma muito dinânica e rápida, principalmente quando se quer alternar entre a lista de contatos, aplicações, favoritos do navegador e programas de comunicação.

Além disso, oferece um prático botão que exibe quais tarefas estão abertas e basta um clique para escolher a tarefa desejada.

nokia_n900_350.jpg

Nokia N900: processador de 600 MHz e 32 GB de armazenamento interno

Chato: não tem MMS
É intrigante um smartphone (ou tablet) com recursos multimídia não ser capaz de enviar uma mensagem multimídia. Trata-se de um desperdício de recursos poder fotografar e filmar e não existir uma forma fácil e rápida de compartilhar esse conteúdo com amigos.

Legal: Firefox e Flash
Além de rodar o navegador Firefox, o sistema do N900 é totalmente compatível com Flash. E quando se pode rodar uma aplicação em flash direto da web, porque ir atrás de aplicativos?

A Adobe está demorando demais para fazer uma versão de Flash que rode com consistência em um smartphone. O N900, no entanto, roda a mesma versão de Flash que é executada no PC.

Chato: Ovi Store
A loja de aplicativos da Nokia (Ovi Store) não se compara a App Store, da Apple, e nem com a Android Market. E é provável que nunca chegará perto, a menos que o N900 seja um sucesso de vendas a ponto de atrair desenvolvedores para a plataforma.

É certo que o navegador é poderoso e dispensa vários softwares, mas, se você pagou por um aparelho com acelerador gráfico e capaz de executar multitarefas, certamente vai querer usar esses recursos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site