Imagem de fundo do header
Eee PC 1000HD é um ultraportátil com configuração caprichada
Home  >  Review
REVIEW

Eee PC 1000HD é um ultraportátil com configuração caprichada

Modelo tem tela de 10 polegadas, disco de 80 gigabytes e pesa apenas 1,45kg. Mas seu preço ainda assusta.

René Ribeiro, analista de testes da PC World

eeePC1000hd_150.jpg
Foto:

No final de 2007, a Asus foi pioneira ao apresentar seu Eee PC 701, ultraportátil com tela pequena de sete polegadas e que pesava apenas 920 gramas. Com ele, a empresa inaugurou um mercado de grande potencial. Outros fabricantes, como Positivo e HP, seguiram o caminho, aprimorando a idéia inicial.

Logicamente, a Asus também investiu em novos modelos, com a chegada do Eee PC 900 e agora com o lançamento do Eee PC 1000HD, avaliado por PC WORLD. As letras finais significam que esse modelo vem com disco rígido (80 GB), ao contrário dos modelos anteriores, que utilizavam a unidade de SSD (disco sólido) – também há uma versão do modelo 1000 com SSD, que não está disponível no Brasil.

O gabinete do Eee PC 1000HD é todo em preto brilhante, com plástico robusto. Suas dimensões são de 26,6 centímetros de largura por 19,5 de profundidade e 4,2 de altura, quando fechado, na sua parte mais alta, e o peso fica em 1,45 quilo.

O novo portátil está 450 gramas mais pesado que o modelo 900, mas em compensação ganhou uma tela de 10 polegadas e um teclado com mais espaço, itens que tornam o uso mais confortável.

O processador continua sendo o Celeron M 353 de 900 MHz, com memória de 1 GB. Quanto às conexões, são três USBs, uma VGA, leitor de cartões, rede Ethernet 10/100, rede Wi-Fi 802.11g e Bluetooth.

Um recurso interessante é o mouse touchpad com função multitoque. Com ele é possível reduzir e ampliar imagens usando dois dedos simultaneamente, a exemplo da tela do iPod Touch.

eeePC1000hd_350.jpg

Eee PC 1000HD: bateria oferece autonomia de quase cinco horas

O equipamento vem com Linux em uma versão personalizada com menus apresentados em forma de pastas, divididos em internet, trabalho, multimídia e configurações. Há jogos, player de vídeo e MP3 e visualizador de fotos. Tudo pronto e fácil para uso.

Para testar o equipamento, instalamos o Windows XP Professional e o Office 2003, entre outros softwares. E como ficaram os drivers? Basta acessar o site da Asus para obter tudo que precisar. O site está organizado de forma a escolher qual notebook você tem e tudo está em português. Estão lá todos os drivers para XP.

Carregamos um documento de 10 páginas, com algumas tabelas, no Word, e em seguida abrimos o Excel com uma planilha com gráfico. Trocar informações entre os dois aplicativos foi fácil. Mas, não é possível rodar muitas aplicações ao mesmo tempo – fato esperado, já que a configuração dos chamados netbooks não comporta isso. Essa categoria privilegia mais a mobilidade que o desempenho.

Já a duração da bateria surpreendeu, com uma autonomia bem acima da média. Ela levou 4 horas e 52 minutos para descarregar.

O teste foi feito com acesso à internet por Wi-Fi, baixando arquivos (portanto, com acesso a disco), e rodando aplicativos de texto e planilha. Desligamos descanso de tela e, para deixar a configuração mais próxima da realidade, tiramos metade do brilho do LCD, que é o item que mais consome energia em um portátil.

Mesmo  assim, o brilho da tela, que tem resolução de 1024 por 600 pontos, apresentou conforto para visualização. Pena não vir com processador Atom. O Celeron M dá conta do recado, mas o Atom trabalha a 1,6 GHz, e consome menos energia, cerca de 1 watt apenas.

Mas seu preço é um pouco salgado: 1.799 reais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site