Imagem de fundo do header
Faça e aprenda música com o GarageBand’09
Home  >  Review
REVIEW

Faça e aprenda música com o GarageBand’09

Nova versão do software de música da Apple é voltada a iniciantes que querem aprender a tocar piano ou guitarra, e mantém recursos para usuários avançados.

Cristopher Breen, Macworld/EUA

Foto:

A não ser que você tenha um interesse especial em produzir podcasts
ou criar músicas, é provável que já tenha aberto o GarageBand uma vez,
por curiosidade, e não se importado mais com ele. Entre os programas do
pacote iLife,
nenhum é mais subestimado que ele. E, dado ao seu foco original, isso
não é uma surpresa. Fazer música requer conhecimentos pouco comuns
entre a média dos usuários de computador.

E, a cada versão, a
Apple tenta explorar o GarageBand por um novo ângulo, tentando atrair
uma nova audiência. Duas versões atrás, com o GarageBand 3.0, foi o
podcast. Na versão 2008, foi o Magic GarageBand, recurso para tocar com
uma banda virtual. E, agora em 2009, a grande novidade são as lições de guitarra e piano -
nove aulas básicas para aprender a tocar os instrumentos. Apesar da
interface de todo o pacote iLife’09 estar em português, as aulas são
apresentadas em vídeos em inglês. E, para os usuários brasileiros, não
é possível comprar e baixar as lições de artistas - como Norah Jones,
John Fogerty e Sting -, que ensinam a tocar alguns dos seus sucessos.

Veteranos
do GarageBand não ficaram de fora. Guitarristas têm agora cinco novos
amplificadores e diversos efeitos de áudio. O Magic GarageBand permite
gravar as canções e, independente do usuário, a interface foi toda
redesenhada, tornando mais fácil encontrar os recursos.

Lições de música
O
principal recurso do GarageBand’09 é o Aprenda a Tocar, com as lições
básicas de piano e guitarra. O programa vem com a primeira aula, e você
pode baixar as oito lições adicionais na janela inicial do programa, na
aba Loja de Aulas (apesar de as aulas de artistas não estarem
disponíveis, clique em Basic Lessons). Essas lições funcionam apenas em
Macs com processador Intel e processador Dual Core (o resto do
GarageBand’09 funciona também em Macs com PowerPC).

Cada aula
de guitarra e piano é ensinada em vídeo por Tim, um instrutor que
começa a aula ensinando sobre o layout de cada instrumento e depois,
conforme as aulas avançam, ensina o básico para tocar os instrumentos.
Quase toda lição termina com uma canção, que você pode tocar junto (e
gravar o que tocou). As lições são muito bem produzidas, com um bom
ritmo e apresentadas de um modo bastante didático: quando Tim toca,
você vê as notas que ele criou refletidas no piano ou braço da guitarra
na parte inferior da tela.

Quando você pluga um teclado MIDI
ao Mac, ele se torna disponível ao GarageBand, permitindo tocar junto
com as lições. Se estiver usando uma guitarra, diga ao GarageBand que
plugou o instrumento à interface de áudio ou se usa um violão e um
microfone - o GarageBand grava corretamente. E dá também para ligar um
metrônomo e mudar a velocidade (ao ajustar o tempo, a voz de Tim fica
muda). Mude ainda a mixagem do som, ajustando a voz e o instrumento do
professor, a banda (e cada instrumento) e o volume do seu instrumento.
Crie ainda loops das lições para praticar repetidamente. As lições dos
artistas são igualmente interativas, mas alguns são mais didáticos que
outros.

O modo do GarageBand de ensinar piano e guitarra é um
tanto intrigante, fornecendo informação suficiente para te colocar
tocando uma  música o mais rápido possível. Entretanto, alguns temas
não são cobertos por completo e, claro, não existe uma pessoa para
verificar se o que você está fazendo é correto. De qualquer modo, já é
um bom começo para tocar.

garageband-01
Você pode ver a aula de guitarra de diversas maneiras

Mão na massa
Em versões anteriores do GarageBand, você
podia tocar instrumentos reais por meio dos simuladores de amplificação
(ou usar os simuladores depois de tocar), assim como aplicar efeitos.
Mas era algo difícil de achar. As mudanças na interface do programa
tornaram vários recursos mais óbvios, e a Apple ainda recriou os
amplificadores e os efeitos.

Esses recursos são encontrados
nas Trilhas de Guitarra. Elas são trilhas de instrumentos reais que
trazem pelo menos um dos cinco modelos de amplificadores (Marshall,
Mesa Boogie, Vox, Fender Combo e Tweed), todos com diversas opções para
alterar e ajustar o som. As faixas de guitarra também usam efeitos de
pedais - Phaser, Overdrive, Distortion, Fuzz, Chorus, Flanger, Vibrato,
Filter, Delay e Sustain. Cada pedal tem seu botão de liga/desliga, e
botões para ajustar seus parâmetros - e soam muito parecidos com os
pedais de verdade.

garageband-03
Amplificadores e novos pedais na interface da guitarra

Outras melhorias
O Magic GarageBand teve algumas
mudanças. Embora a banda ainda esteja limitada às mesmas nove músicas
de antes, você agora pode gravar o que toca e exportar a gravação para
um projeto multi-faixas para a interface padrão do GarageBand.

Também dá para criar efeitos ao acaso com os instrumentos de fundo
ao clicar em qualquer coisa que não for um instrumento (isso cria
combinações inesperadas e muitas vezes bem-vindas). E você também pode
mixar os níveis de cada instrumento, assim como deixar mudo ou fazer
solos com o clique de um botão. Além disso, com um teclado MIDI, é
possível controlar qualquer som de instrumento virtual - acabou a
limitação a poucos instrumentos do GarageBand’08.

garageband-02

Magic GarageBand

Finalmente, a Apple melhorou o visual do GarageBand para ajudar o
usuário. A janela Novo Projeto oferece diversas idéias de projetos,
incluindo Piano, Electric Guitar, Voice, Loops, Keyboard Collection,
Acoustic Instrument, Songwriting, Podcast e Movie (alguns pedaços da
interface estão em inglês, inexplicavelmente), tornando mais fácil
começar um projeto com um padrão pré-configurado para o tipo de projeto
que deseja. Infelizmente, o GarageBand permite abrir apenas um projeto
por vez.

Recomendação de compra da Macworld
Como um músico e
criador de podcasts, o GarageBand se mantém um dos aplicativos do
iLife’09 favoritos. Consigo tirar bons resultados do programa sem muito
trabalho ou preocupação. O que a versão 2009 oferece é a possibilidade
de atrair mais público - especificamente as pessoas que têm uma
guitarra encostada ou teclado embaixo da escada - buscando criar um som
mais autêntico.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site