Imagem de fundo do header
Game de Avatar traz com sucesso mundo de Pandora para o iPhone
Home  >  Review
REVIEW

Game de Avatar traz com sucesso mundo de Pandora para o iPhone

Jogo da Gameloft, também disponível para iPod Touch, possui bom visual, trilha sonora legal e variedade de jogo; ponto fraco é a câmera fixa

Macworld / EUA

avatar-150.jpg
Foto:

“Avatar”, de James Cameron, foi um grande arrasa-quarteirões dos cinemas, quebrando recordes de bilheteria e impressionando espectadores em todo mundo. Com o lançamento do game do filme para iPhone, a Gameloft, produtora do jogo, nos leva de volta ao mundo de Pandora para mais uma aventura.

A história do jogo, na verdade, se passa vinte anos antes dos eventos do filme. Você joga como Corporal Ryan Lorenz, a primeira pessoa a usar um Avatar. De maneira similar ao roteiro do filme, Ryan logo se acha tomando partido dos Na'vi. Nesta comprida aventura (entre sete e oito horas do início ao final) você vai lutar com todos os tipos de animais nativos e até com seu companheiros marines (do exército) a medida que sua aliança muda para o lado dos seus novos amigos azuis.

Você começa com uma metralhadora, mas com o tempo pode usar um arco e flecha, assim como um bastão. O sistema de combate é realmente muito simples, com um recurso de mira automática e combos que podem ser executados ao apertar rapidamente o botão de ataque.

Muito do game é jogado como uma plataforma 3D, com você pulando de árvore em árvore, como um grande Tarzan azul. Em outras fases você vai montar um tipo de cavalo sem sela e voar pelos céus em “banshess da montanha” (grandes animais voadores do filme). No total, são quinze fases a serem jogadas, e é a variedade de jogabilidade entre elas que realmente se sobressai em Avatar.

 

avatar4.jpg

No início do jogo, personagem possui metralhadora como única arma, mas nas fases seguintes é possível utilizar arco e flecha e um bastão.

Os controles do game consistem em um joystick virtual e em botões on screen para ações. Em alguns momentos os controles tiveram uma resposta menor, mas, na maior parte do tempo, eles fizeram o seu trabalho muito bem. O maior problema teve a ver com a câmera. Em vez de permitir que você controle o ângulo de visão, a câmera permanece em uma posição fixa, que te segue automaticamente de uma perspectiva em terceira pessoa.

Isso pode atrapalhar a jogabilidade, uma vez que não é possível ver qual a próxima plataforma ou árvore para pular. Felizmente, existem muitos checkpoints pelo jogo – então você pode voltar para a ação sem ter que repetir muito da fase. 

avatar_original1.jpg

Câmera fixa pode atrapalhar jogador durante o game, pois impede que se veja quais as plataformas para pular, por exemplo.

Graficamente, o game é bastante agradável, com belas paisagens, que realmente te levam para dentro do mundo de Pandora. As trilhas musicais são bacanas e o som ambiente da floresta definitivamente contribui para o grau de imersão do jogo.

Ao contrário de muitos produtos de filmes, o game de Avatar não é uma tentativa “meia-boca” de ganhar dinheiro com o sucesso nos cinemas. Há muita profundidade, uma boa história e muitas coisas diferentes para se fazer em sua aventura por Pandora. Mas, a exemplo do filme no qual se inspirou, o jogo possui áreas que poderiam ter sido mais bem acabadas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site