Imagem de fundo do header
GPS Siga-me Advanced, apesar do nome, é simples e dá conta do recado
Home  >  Review
REVIEW

GPS Siga-me Advanced, apesar do nome, é simples e dá conta do recado

Nos testes, navegador apresentou problemas com a recepção do sinal GPS, mas em geral não deixa o motorista na mão.

Fernando Petracioli, especial para PC World

siga-me_150.jpg
Foto:

O navegador GPS Siga-me Advanced, da Vista Tecnologia, mostrou ser um aparelho simples, mas que pode dar conta do recado. Sua tela touch screen de 4,3 polegadas é muito sensível e bastante responsiva ao toque dos dedos. Assim, a navegação pelos menus e recursos do aparelho é extremamente satisfatória.

Ao digitar o nome de alguma rua, o teclado virtual vai sugerindo as próximas letras de maneira intuitiva, o que facilita muito a entrada da informação. Nem é necessário, em geral, digitar o nome inteiro do logradouro, pois o software acaba “adivinhando” o local antes que se termine de indicá-lo por completo.

O cálculo de rota com base na indicação do destino é feito rapidamente, e via de regra, os trajetos sugeridos são satisfatórios. Quando não se segue o itinerário planejado - ou no caso de o usuário perder uma determinada conversão, o recálculo de uma nova rota também é bem ágil, e o motorista não fica na mão.

No entanto, o sinal GPS deixou um pouco a desejar, pois se mostrou intermitente em algumas situações. Em um trajeto da Vila Olímpia até Perdizes, as informações dos satélites foram perdidas em três situações, interrompendo a orientação de rota do aparelho.

Outras vezes, após indicarmos qual o nosso destino para o navegador, o sinal custou a ser encontrado de modo que a navegação sugerida pelo aparelho não começou simultaneamente ao início da viagem com o carro.

siga-me_350.jpg

O aparelho tem o recurso de avisar o motorista em caso de excesso de velocidade. No entanto, essa indicação foi feita de forma equivocada por diversas vezes – por exemplo, ao trafegarmos a 60 km/h na pista local da Marginal Pinheiros, onde o limite permitido é de 70 km/h. Resta saber se é um problema da base de dados do aparelho ou do cálculo de velocidade pelo sistema GPS.

Notamos também uma falha de sensibilidade do gadget quando pegamos o túnel Max Feffer (na Av. Cidade Jardim, sob a Av. Faria Lima). Debaixo da terra, o aparelho nos orientou a dobrar à direita, como se tivéssemos seguido no nível térreo pela própria Cidade Jardim e não pelo túnel – onde, aliás, não há qualquer saída à direita.

O aparelho vem com cartão de memória SD de 1 GB, o que pode ser bem útil já que além do software de rotas, também há tocador de música e vídeo, exibidor de fotos e leitor de e-books no aparelho. Tudo auxiliado com uma porta USB.

Que, aliás, é por onde o aparelho é abastecido com energia. Além do carregador de tomada, também acompanha outro para ser usado no acendedor de cigarros.

Para ligar o dispositivo, foi necessário lançar mão do buraco de reset inúmeras vezes, pois o botão de força não respondia. E para isso, era sempre necessário ter à mão um clip – claro, não incluso na caixa do produto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site