Imagem de fundo do header
Diga “xis” para o celular
Home  >  Review
REVIEW

Diga “xis” para o celular

O novos telefones celular dotados de câmera digital proporcionam fotos de boa qualidade, trazem recursos interessantes e são bastante flexíveis, mas os preços ainda são bastante salgados

Henrique Martin

Foto:

Depois dos celulares com tocador de MP3, interface Bluetooth e recursos de computador de mão, agora é a vez dos aparelhos dotados de câmera digital, o novo apelo de vendas dos fabricantes para atrair o consumidor, pelo menos aqueles com orçamento mais folgado. Pequenos e leves, apesar de caríssimos, os telefones com câmera digital permitem ao usuário tirar fotos, guardá-las na memória e depois transmitir via Bluetooth para outro celular, palmtop ou micro compatível. Ou, então, transferir as fotos para o PC para enviar por e-mail aos amigos.

Apesar da pouca definição das imagens – no máximo 640 por 480 pixels, ideal apenas para enviar por e-mail e colocar na internet –, a facilidade de uso e tamanho reduzido das microcâmeras acopladas a celulares são uma ótima opção para quem está em viagem de férias e deseja guardar recordações de momentos especiais. Não espere ajuste de foco, luz ou mesmo flash. E se o usuário necessita de imagens com resolução maior para impressão de fotos, o melhor mesmo é comprar uma câmera digital com pelo menos 2 megapixels. Outra limitação é que por enquanto os celulares com câmeras digitais têm o uso restrito no Brasil às redes com tecnologia GSM (Global System Mobile), utilizada pelas operadoras Oi e TIM.

Com o propósito de avaliar a qualidade das imagens e os recursos disponíveis para servir de base ao usuário que está pensando em comprar um telefone celular com câmera digital, o PC World Test Center avaliou três modelos já à venda no mercado brasileiro: o Nokia 7650, o Siemens S55 com câmera QuickPic e o Sony Ericsson T68i com câmera MCA-25. Além disso, com o intuito de dar outra opção ao leitor, avaliamos também uma câmera para handhelds, a Veo Photo Traveler.

O porém desses celulares é que, além dos preços salgados, nem todos vêm com a câmera embutida – algumas são vendidas como opcional para ser conectadas ao telefone. Além disso, apesar de todos os aparelhos testados terem displays coloridos – o que torna melhor a visualização das fotos –, o consumo das baterias é muito rápido.

Mas as facilidades são grandes. O envio das fotos pode ser feito usando mensagens multimídia (MMS) ou correio eletrônico. Os celulares também se comunicam com computadores e handhelds via conexão por infravermelho ou Bluetooth, tecnologias presentes nos três modelos avaliados. Alinhamos a porta de infravermelho do notebook com a do celular e enviamos, uma a uma, as imagens – sempre tiradas na maior resolução possível das câmeras – sem nenhum problema. Os aparelhos ainda podem vir com software de conexão ao PC para baixar todas as fotos de uma só vez, liberando espaço na memória do telefone.

A avaliação geral é que os três modelos testados proporcionam imagens claras e nítidas. Veja, a seguir, o desempenho e os recursos de cada modelo:

Nokia 7650

Com câmera embutida na parte traseira do telefone, que aparece ao deslizar o flip do teclado, o Nokia 7650 é o que tem a maior capacidade de gravação de imagens. No modo “standard”, em alta definição, ele consegue guardar 49 imagens. A câmera, porém, tem outros dois modos para gerar imagens: “vertical”, que com a imagem nessa posição e cortando as bordas tem capacidade para 374 fotos, e “noite”, com a mesma quantidade que o standard, mas com maior sensibilidade à luz, o que possibilita fotografar em lugares mais escuros sem a necessidade de flash, que aliás não faz parte do modelo.
Dependendo do modo sonoro do celular, a câmera simula o som de uma máquina fotográfica convencional, com um “clique” que chama a atenção. A visualização para o enquadramento da imagem é feita em tempo real, ou seja, a imagem se mexe de acordo com o movimento das mãos do fotógrafo. A gravação das fotos do Nokia 7650 foi a mais rápida entre os aparelhos testados. O telefone vem acompanhado do software PC Suite que faz a comunicação via infravermelho com o PC e importa todas as fotos, além de permitir a instalação dos aplicativos no celular.

Nokia 7650
Pró: Grande capacidade
de armazenamento
Contra: Menus do celular
em português de Portugal
Preço: R$ 2.254
Onde encontrar:
TIM (www.timbrasil.com.br)

Siemens S55 e QuickPic

O aparelho Siemens S55, com lançamento previsto este mês, é o modelo mais avançado da fabricante alemã. A câmera QuickPic, opcional, grava 12 imagens em alta resolução (640 por 480 pixels) e se encaixa na base do celular, no mesmo lugar do carregador de bateria. Ao acoplar a câmera – quase metade do tamanho do aparelho –, o celular fica um tanto comprido. Quando isso é feito, o botão lateral do celular passa a funcionar como disparador.
A câmera é a única no mercado com flash embutido, que utiliza a bateria do telefone. Ao aproximar demais a câmera do objeto a ser fotografado, porém, a imagem sai “estourada”, com excesso de luz. Mas para assuntos a cerca de um metro e meio de distância (ou fotografados sem flash), a iluminação sai bastante correta. Para fotografar é preciso usar o visor, já que não possibilita a visualização em tempo real da imagem a ser criada no display. Com apenas um clique a imagem é salva na câmera e está pronta para ser movida para a memória do celular.

Siemens S55
Pró: Flash embutido na câmera
Contra: Imagens não aparecem em tempo real no display
Preço estimado: R$ 2.500 (sem câmera) e R$ 3.000
(com câmera)
Onde encontrar:
Siemens (www.my-siemens.com.br)

Sony Ericsson T68i e MCA-25

O T68i é um telefone celular compacto que tem como opcional a câmera MCA-25, que se conecta no mesmo local do carregador de bateria, na parte inferior do celular. A MCA-25 tem visor e botão disparador (que vive ligando a câmera na hora de desligar o aparelho), além do display colorido que mostra as imagens em tempo real, prontas para ser clicadas. As fotos saem em quadros qualidades diferentes: grande (640 por 480 pixels), média (320 por 240 pixels), pequena (160 por 120 pixels) e MMS (80 x 60 pixels). O grande diferencial da câmera, porém, é o ajuste de luz branca embutido, mas que pode ser desabilitado com um comando. No modo de maior resolução, cabem 11 imagens.
Após o clique, surge a opção de gravar a imagem, enviá-la e até mesmo girar a foto, caso esteja em outra posição. No T68i, a dica é transferir a fotografia para a memória do celular, liberando espaço na memória da câmera. Esse é o único jeito também para transmitir a foto por infravermelho.

Sony Ericsson T68i
com câmera MCA-25

Pró: Boa qualidade de imagem
Contra: Um leve pressionar do botão ativa a câmera, mesmo sem querer
Preço: R$ 2.654 (com câmera MCA-25 incluída)
Onde encontrar:
TIM (www.timbrasil.com.br),
Sony Ericsson (www.sonyericssonshop.com.br)

Handheld: Veo Photo Traveler


A câmera digital da Veo (www.veo.com) não é para celular, mas para handhelds, tanto Palms quanto Pocket PCs. A Palm do Brasil trouxe o modelo equivalente — uma grande evolução em relação aos modelos antigos compatíveis com a plataforma — que é capaz de tirar fotos com o mesmo tamanho dos celulares, mas com muito mais qualidade. A idéia de funcionamento da Veo Photo Traveler é simples: uma câmera com a base de conexão no formato Secure Digital, que se encaixa nos slots de expansão dos Palms mais recentes, como o M130 ou o Tungsten.

A câmera vem acompanhada de um CD com software para instalação tanto no PC quanto no handheld e que a deixa pronta para ser usada – a cada nova sincronização do PDA com o PC ele copia as fotos tiradas para uma pasta específica. As fotos podem ser enviadas por infravermelho para outro Palm também. O software instalado no PC dispõe de vários recursos, como criar homepages, mas para ver as fotos é mais fácil acessar direto a pasta Veo Photos (fica dentro da pasta Palm) e enviar as imagens por e-mail.

No caso do Palm, a tela vira um grande visor, que mostra imagens em tempo real. Um clique no botão de agenda do Palm dispara a imagem, que aparece em segundos na tela. Para maior definição de fotos em close-up ou para objetos mais distantes da lente, basta girá-la para a esquerda. A câmera guarda aproximadamente 35 fotos em 640 por 480 pixels, com opções de diminuir a qualidade da imagem (alto, médio e baixo) e a resolução (para 320 por 240). Um recurso curioso é a opção “advanced”, que permite determinar o tempo, maior ou menor, de exposição, aumentando a luminosidade da foto final. A Palm havia prometido o lançamento da câmera para o início deste ano.

Veo Photo Traveler
Pró: Ajuste de imagens direto no handheld
Contra: É mais fácil copiar os arquivos do PC que usar o software instalado na câmera
Preço estimado: US$ 99,99
Onde encontrar: Palm (www.palm.com/br)

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site