Imagem de fundo do header
Illustrator ganha em criatividade
Home  >  Review
REVIEW

Illustrator ganha em criatividade

Versão CS2 transforma ilustrações feitas à mão em gráficos vetoriais sem perder qualidade.

Harry McCracken

Foto:

Não é sempre que uma ferramenta nova, sozinha, tem o poder de transformar genuinamente o modo como você usa um aplicativo – principalmente um programa tão venerável quanto o Illustrator, da Adobe, esteio do desenho vetorial desde 1987. Porém, se seus projetos de arte digital sempre começam com um desenho tradicional escaneado, o recurso Live Trace do Illustrator CS2 realmente muda tudo. O Live Trace e um recurso relacionado chamado Live Paint são os novos truques mais interessantes em um upgrade que acrescenta muitas coisas valiosas, embora também deixe outras por fazer.

Com um único clique, o Live Trace transforma uma imagem bitmap importada em vetores que você pode editar como se os tivesse criado a partir do zero no Illustrator. É um avanço tremendo em relação a versões anteriores, que ofereciam apenas o rudimentar recurso Auto Trace. E, enfim, torna oficialmente obsoleto o Streamline, o velho utilitário da Adobe com a mesma finalidade.

O que mais impressiona no Live Trace, entretanto, não é a extrema facilidade de uso, mas a qualidade dos resultados: ele converte desenhos a traço de pena tradicionais em ilustrações vetoriais com notável precisão. Um esboço que fiz com uma caneta esferográfica permaneceu agradavelmente tosco sob a forma de imagem vetorial no Live Trace.

Você pode mexer nas configurações do Live Trace se achar necessário, mas raramente precisei fazer isso, já que ele produziu belos resultados com as opções padrão. A Adobe se gaba de que um trabalho manual no Live Trace se compara ao do artista mais especializado em Illustrator. A julgar pela minha experiência com o recurso, não se trata de um exagero.

Acrescente cores
Em geral, quando você aplica cores a um desenho no Illustrator, você trabalha com múltiplos objetos em camadas, que rapidamente se tornam difíceis de manejar em gráficos complexos. O Live Paint do Illustrator CS2 adota uma abordagem diferente ao tratar um desenho como um único objeto com múltiplas regiões, as quais você colore separadamente. Entre outras coisas, isso permite que você escaneie desenhos a traço de pena em preto e branco e acrescente cor com rapidez e precisão.

Configurações engenhosas do Live Paint, chamadas Gap Options, resolvem um problema secular de arte escaneada em que nem todas as linhas terminam em interseções “sem costura”. Antes, tais desenhos eram difíceis de colorir adequadamente em um programa de ilustração. Mas as Gap Options podem preencher linhas partidas independentemente, de forma que as cores não transbordem – ou simplesmente preencher uma forma com cor como se a lacuna não existisse.

O Live Paint também produz um efeito atrativo em desenhos que você criou a partir do zero no Illustrator, mas há um porém significativo: ele não é compatível com todos os outros efeitos do Illustrator. Se você usar qualquer um dos excelentes efeitos de pincelada do Illustrator em uma forma e depois convertê-la em um objeto Live Paint, por exemplo, a pincelada vai reverter para uma linha pura. Normalmente eu consegui descobrir meios de obter o efeito desejado. Mas às vezes isso era complicado, contrariando a meta de simplificação do Live Paint.

Aprimoramentos do pacote
O Illustrator traz muitas outras capacidades novas, como a de salvar arte em novas variantes do formato de arquivo SVG, projetadas para conteúdo de telefone celular. Entretanto, fora o Live Trace e o Live Paint, a Adobe se concentrou sobretudo em fazer o programa trabalhar melhor com o Photoshop e outros aplicativos do Creative Suite 2.

A partir do Illustrator, você acessa a galeria de efeitos (Effects Gallery) do Photoshop, o que permite pesquisar, aplicar e ajustar filtros de imagem em tempo real, por exemplo. O Illustrator CS2 também é compatível com a opção Layer Comp do Photoshop, que permite salvar várias versões de uma imagem em um único arquivo.

Como o Photoshop e outros aplicativos CS2, o Illustrator usa o novo aplicativo Bridge da Adobe para lidar com arquivos de mídia. O Bridge é poderoso, mas achei um tanto desajeitado comutar entre ele e o  Illustrator. Também descobri que o Bridge não exibe gráficos SVG adequadamente, mas a Adobe diz que este problema deverá ser corrigido na versão definitiva do software.

O Illustrator CS2 não só funciona melhor com o Photoshop como também está mais parecido com ele, graças à adoção de paletas de controle (Control Palette) do Photoshop. Esta barra de ferramentas contextual fornece acesso rápido a configurações e opções apropriadas para a ferramenta que você está usando no momento, permitido que você gaste menos tempo se embrenhando na multiplicidade de palhetas atulhadas do Illustrator.

A Control Palette vai ajudar usuários novatos do Illustrator a se tornarem produtivos mais depressa, e até profissionais veteranos deverão gostar da barra de ferramentas. Mas ela não resolve todos os problemas de usabilidade do Illustrator. O CorelDraw ainda oferece a interface mais amigável entre os principais programas de ilustração. Uma grande falha no Illustrator é a impossibilidade de criar documentos com múltiplas páginas, recurso existente tanto no CorelDraw quanto no Macromedia Freehand.

Além disso, o aplicativo da Adobe fica aquém dos recursos estilo Visio dos concorrentes para construir rapidamente fluxogramas e outros diagramas técnicos.
Uma última crítica: as ferramentas do Illustrator para criação de objetos 3D, acrescentadas à versão anterior, não mudaram. São inteligentes e úteis como estão, mas há muito espaço para aprimoramentos. A qualidade da renderização, por exemplo, continua relativamente crua comparada à dos pacotes 3D completos.
 
Essencialmente, o Illustrator CS2 é mais impressionante como parte do Creative Suite 2. Como uma excelente ferramenta para artistas, bem integrada a outros programas da Adobe, ele realmente está à altura das partes "Creative" e "Suite" da proposta. O pacote completo da Creative Suite custa 1.365 dólares (versão Standard, com Photoshop, Illustrator e InDesign) e 1.938 dólares (versão Premium, com com Photoshop, Illustrator, Indesign, Acrobat e GoLive).

Onde encontrar:
Adobe Brasil:
0800-161009
www.adobe.com.br

 

Leia Também

Acrobat com jeitão de Office
Páginas com maior rapidez

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site