Imagem de fundo do header
Queimar CD é pouco
Home  >  Review
REVIEW

Queimar CD é pouco

Versões mais recentes dos produtos da Nero e da Roxio dão novo vigor aos pacotes tradicionais de gravação de disco

John L. Jacobi - PCW/EUA

Foto:

Versões mais recentes dos produtos da Nero e da Roxio dão novo vigor aos pacotes tradicionais de gravação de disco

nero e roxio - 150x100Se
a experiência prática com o novo Easy Media Creator 8, da Roxio, e o
último lançamento da Nero, o Nero 7 Premium, servir de indício, a
disputa entre os dois principais pacotes de software de gravação de
disco continua acirrada. Os dois produtos são compostos de diversos
módulos individuais – o Nero tem 18 e o Roxio, 25. A maioria desses
módulos pode ser acessada por meio de uma central de comando ou
individualmente pelo menu Iniciar/Programas ou Todos os Programas do
Windows.  Cada pacote tem seus trunfos e faz avanços com recursos
que vão além da gravação de disco.

nero_tela - 199x143Apesar
das semelhanças entre o Easy Media Creator 8 e o Nero 7 Premium, as
abordagens dos dois fabricantes para o design dos programas não
poderiam ser mais diferentes. A Nero mantém na versão 7 a tradição de
acrescentar recursos interessantes sem se preocupar se é fácil
acessá-los ou dominá-los. A Roxio não apenas acrescenta recursos como
também dedica mais esforços a tornar seu pacote mais fácil de usar –
uma empreitada e tanto, dado o número de componentes envolvidos.

Os
novos recursos avançados do Nero 7 Premium incluem edição de vídeo de
alta definição, edição de som surround de 7.1 canais, edição de tempo
musical e uma central de mídia (para conhecer melhor as funções de
central de mídia dos dois pacotes, leia “Além da gravação”). Mas
observamos poucos aprimoramentos na interface do programa em relação à
versão 6.6 – na realidade, o design e o fluxo de trabalho por vezes
nada amigáveis do pacote da Nero mereciam uma reformulação completa.

roxio tela - 201x139A
Roxio fez progresso significativo no sentido de aprimorar a facilidade
de uso na versão 8 e adicionou recursos como a função DVD Music Disc e
a edição de vídeo de alta resolução.  Tarefas simples de
manutenção de dados e disco agora são de fácil acesso. Além disso,
virtualmente cada componente recebeu o visual atrativo e o fluxo de
trabalho lógico que estrearam na versão 7. Como resultado, tem-se a
sensação de um produto mais coeso. Depois de um tempo de uso, no
entanto, o grande número de módulos, as várias maneiras de executá-los
e os múltiplos métodos para executar a mesma tarefa acabam aborrecendo
e gerando certa confusão. Veja a seguir o desempenho dos dois pacotes e
de seus diversos módulos em tarefas fundamentais para fazer sua escolha.

Dados
Entre os dois aplicativos de gravação de dados, o Nero Burning ROM e o
Roxio Creator Classic, continuamos considerando o primeiro melhor,
embora mantenha uma interface mal organizada em alguns aspectos. O
Creator Classic pode ser mais bonito e fácil de usar, mas não acompanha
a ampla variedade de projetos de CDs e DVDs, o tratamento de imagem em
disco e a capacidade integrada de ripagem e codificação de áudio que o
Nero Burning ROM oferece.

Se você quiser acesso direto e
amigável às funções de gravação, no entanto, opte pelo produto da
Roxio: ele agora integra as tarefas de disco mais comuns – queimar
dados em CD/DVD, bem como copiar, apagar e finalizar discos – em sua
central de comando Roxio Home, tornando essas funções de mais fácil
acesso.  A central de comando equivalente do Nero, o StartSmart,
não é tão direta, mas é configurável.

Áudio
– Ambos os pacotes são reforçado com novos recursos de áudio que
ultrapassam muito a capacidade básica de ripagem, codificação e
gravação.  Usuários avançados vão apreciar a edição de som
surround de 7.1 canais e os efeitos especiais de trilhas individuais no
SoundTrax, componente do Nero para edição. O Nero também vence no
concurso recurso novo mais divertido: com a caixa de
ritmos/sintetizador de sample SoundBox você pode criar grooves
interessantes.

Mas, por mais divertida que seja a mixagem de som
do Nero, achamos bem mais útil a nova e brilhantemente simples função
DVD Music Disc do Roxio. Neste modo, o Roxio cria um DVD de filme,
descarta o vídeo para produzir mais espaço para uma trilha de áudio
(criada com MP3s e outros arquivos de áudio importados) e usa o menu de
DVD para classificar e fornecer acesso às músicas. Você pode acomodar
muito mais música em um DVD de 4,7 GB do que em um CD de áudio – e
executá-lo em qualquer drive de DVD ou DVD player.

Autoria de DVD
– Embora tenhamos considerado boa a ferramenta de autoria de DVD do
Nero para a criação de filmes em DVD ou apresentações de slides com
menus a partir de clipes, fotos e vídeo do próprio usuário, o Roxio
apresenta uma vantagem distintiva. A beleza de seus modelos e o modo
como as novas versões integradas do MyDVD Express e MyDVD orientam você
durante o processo de autoria de DVD facilitam a tarefa.  Além do
mais, o pacote acrescenta algumas capacidades interessantes de edição e
organização de imagens, bem como compartilhamento seguro na web com os
componentes Photo-Suite e LiveShare, respectivamente.  Em
comparação, o fluxo de trabalho restritivo e a linguagem misteriosa do
Nero Vision 4 tornam tosco um aplicativo que é poderoso em outros
aspectos. O pacote também não tem uma resposta para o CineMagic do
Roxio, que habilmente automatiza a produção de videodiscos com menus de
aparência profissional, fades e trilhas musicais.

Vídeo
Ambos os pacotes oferecem captura e edição de vídeo abrangentes e
capazes. Para edição, preferimos o VideoWave 8, componente autônomo
mais tradicional do pacote da Easy Media Creator. Ele é mais fácil de
aprender e oferece mais storyboard na tela do que o Nero Vision 4.

Leia também
Além da gravação


em termos de tratamento de vídeo de alta resolução, que é novidade em
ambos os pacotes, o Nero leva vantagem. O VideoWave 8 e o Nero Vision 4
agora editam e exportam vídeo de alta definição (resolução até 1.920
por 1.080, ou 1080i). O Roxio, entretanto, exporta para DivX HD ou
Windows Media 9 HD, o que pode causar problemas de compatibilidade ao
longo do caminho. O formato de exportação do Nero (Nero Digital) é
totalmente compatível com H.264, um dos codecs incluídos nas
especificações Blu-ray e HD-DVD. Muitos especialistas acreditam que o
H.264 é o herdeiro legítimo de MPEG-2 – o que significa que você
poderia executar seu vídeo nos próximos cinco anos. Mas exportar vídeo
de alta definição pode consumir tempo – levamos mais de duas horas para
recodificar um clipe de 1.440 por 1.080 de cinco minutos criado com uma
filmadora DV Sony.  Ambos os pacotes podem compactar conteúdo em
dupla camada para caber em um único DVD de 4,7 GB.  Para esta
tarefa, o Recode do Nero oferece muito mais opções, mas tem uma
interface quase inescrutável.
nero e roxio - tab

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site