Imagem de fundo do header
Testes avaliam desempenho do novo sistema
Home  >  Review
REVIEW

Testes avaliam desempenho do novo sistema

As análises mostram que é preciso pelo menos 1GB de RAM; um processador dual-core ajuda a tornar as coisas mais rápidas com o Vista

Por Eric Dahl, PC World (EUA)

Vista-70-84.jpg
Foto:

As análises mostram que é preciso pelo menos 1GB de RAM; um processador dual-core ajuda a tornar as coisas mais rápidas com o Vista

Atualizada às 11h16 do dia 30/01

Ate o Vista 150Com o Windows Vista finalmente lançado, podemos observar com precisão a performance do novo sistema operacional. Em testes descobrimos que mesmo que as solicitações de hardware do Vista possam parecer excessivas, o novo Windows deve rodar sem problemas – mesmo com as funções Aero ativadas – em máquinas compatíveis com as especificações Premium Ready da Microsoft (1GB de RAM e placa de vídeo compatível com DirectX com pelo menos 128MB de memória exclusiva).

Instalamos o RTM (versão lançada para os fabricantes) do Vista Ultimate em sistemas desktop e notebook de diversas especificações, depois aplicamos uma série de benchmarks para responder algumas questões chave sobre o impacto do Vista no desempenho. Nossas maiores descobertas:

- O Vista é geralmente mais lento que o XP, mas se sai melhor em tarefas múltiplas em PCs dual-core.

- Seu PC deve ter no mínimo 1GB.

- A Aero não vai causar lentidão se você usar um processador gráfico distinto e memória suficiente.

- Aplicativos ficam mais lentos na versão de 64 bits, mas isso pode ser compensado com RAM adicional.

Entretanto, nossas conclusões aqui não são as finais a respeito do desempenho do Vista: quando fizemos os testes em novembro, as empresas gráficas ainda estavam ajustando seus drivers (optamos, por exemplo, por não testar o jogo Doom 3 uma vez que os drivers da ATI ainda não suportavam a interface para programação de aplicações gráficas do OpenGL do jogo).

++++

Velocidade vs. XP

Galeria Vista 150A Microsoft sempre declara ter obtido “desempenho melhorado” em cada nova versão no Windows lançada – mas quase todas elas requerem sistemas mais rápidos para ter perfomance tão boa quanto sua antecessora. Apesar disso, nossos primeiros testes do Vista mostraram resultados mesclados e um desenvolvimento encorajador.

No geral, os testes de aplicativos pareceram mais lentos no Vista. Seja em hardware mais barato ou mais antigo, a diferença era evidente. Nossos dois sistemas mais baratos – um desktop Sempron 3400+ de 1.8GHz, da Dell, com gráficos GeForce 6150 LE integrados apoiados na memória principal do sistema e um velho desktop Pentium 4 de 3GHz, da ABS, com placa ATI Radeon 9600 ProE – executaram o Photoshop no Vista 23% e 13% mais devagar, respectivamente, do que no XP. Os resultados no teste de tarefas múltiplas e no jogo Far Cry mostraram quedas de 5% até 17%

Em sistemas mais novos a história fica um pouco mais complicada. Executamos os mesmos testes num PC Athlon 64 X24200+ de 2.2-GHz, da Polywell, equipado com placa GeForce 7600GS, e num sistema Micro Express com um Core 2 Duo E6600 de 2.4-GHz e gráficos Radeon X1600. As pontuações no teste Photoshop caíram modestos 7% a 8%, mas a taxa de frames no Far Cry abaixou dramaticamente.

O sistema Polywell teve uma diferença de 25% na taxa de frames, caindo de 114 frames por segundo numa resolução de 1024 por 768, sem redutor de distorção, para 85 frames por segundo no Vista. O PC Micro Express sofreu uma baixa de 12%. Aumentar para 2GB de RAM não aumentou a taxa de frames em nenhum dos dois sistemas. Uma vez que os games dependem muito da placa de vídeo, os resultados devem melhorar conforme a ATI e a nVidia continuarem a ajustar seus drivers para o Vista.

Diferença Dual-Core

Por outro lado, para quem investiu num sistema multi-núcleos e está pensando em um upgrade, o resultado do nosso teste de tarefas múltiplas é encorajador.

Nele, empregamos o Windows Media Encoder para comprimir um arquivo de vídeo ao fundo enquanto navegávamos com o Firefox em primeiro plano. Em ambos os sistemas dual-core, o teste mostrou mais rapidez sob o Vista – 29% e 31% mais rápido nos sistemas Polywell e Micro Express, respectivamente – o que indica (como declarou a Microsoft) que o novo sistema operacional possa ser mais eficiente que o XP na execução de múltiplos encadeamentos (multi-threads) de código.

++++

Memória é importante

vista_foto_150.jpgFreqüentemente um upgrade de sistema operacional vem com um custo adicional oculto: para manter um nível de desempenho satisfatório, é preciso fazer um upgrade na memória do computador. A Microsoft pede um mínimo de 1GB de RAM em PCs Vista Premium Ready, e nossos testes mostram que essa quantidade é um bom ponto de partida. A interface Aero pode ser executada num micro com 512MB, mas será preciso ativá-la; por padrão, se o Vista encontrar menos que 1GB, ele será instalado com a Aero desativada.

Só por satisfação, fizemos um pequeno teste comparativo Vista vs XP com 512MB de memória instaladas em nossas máquinas mais baratas. Apesar do teste de tarefas múltiplas não ter caído muito, os tempos de Photoshop quase dobraram no Vista. Moral da história: não use o Vista com menos de 1GB.

Aumentar para 2GB produziu ganhos significativos somente no teste Photoshop. No sistema de baixo custo P4, o upgrade para 2GB conseguiu 10% de aumento de performance. O desktop dual-core Polywell exibiu um ganho mais modesto de cerca de 5% (a PC World considera que diferenças de desempenho inferiores a 5% são imperceptíveis em aplicativos comuns de escritório); enquanto isso, um laptop HP com um processador Core 2 Duo T7200 de 2 GHz e vídeo GeForce Go 7600 ficou 21% mais rápido com a RAM adicional.

Os testes de tarefas múltiplas e Far Cry quase não mostraram benefícios decorrentes do aumento de memória. Entretanto, ainda recomendamos um upgrade para 2GB porque essa memória adicional vai proporcionar ao seu sistema bastante espaço para crescimento futuro.

A história dos 64 bits

Nosso teste da versão de 64 bits do Vista indica que, enquanto programas geralmente ficam mais lentos do que na versão de 32 bits, acrescentar mais RAM ajuda a diminuir a diferença. Com 1GB de RAM instalada, o Polywell e o Micro Express executaram o teste Photoshop 12% e 25% mais lentos, respectivamente, no Vista de 64 bits. Quando foi feita a mudança para 2GB, a diferença sumiu completamente.

A diferença no teste de tarefas múltiplas foi muito menor – entre 4% e 7%, sem levar em conta a configuração de memória do PC – e o teste de game quase não mostrou diferença. Não sabemos com que freqüência os fabricantes de hardware irão submeter seus drivers mais atuais a testes completos e assinar processos para o Vista de 64 bits, mas os resultados iniciais sugerem que, desde que o sistema traga bastante memória, não será um baque grande ter o sistema de 64 bits.

++++

Interface Aero

vista_marron_150_100.jpgMuito do apelo do Vista está relacionado à nova e reluzente interface do sistema operacional. Mas de que adianta um novo look se o sistema passa a ficar vagaroso até rastejar?

A interface Aero pode parecer necessitar de toneladas de capacidade de processamento de vídeo para funcionar aceitávelmente, e os requerimentos Vista Premium Ready da Microsoft – que cobrem o hardware de vídeo que o sistema deve ter para executar a Aero – incluem uma confusa sentença sobre a necessidade do DirectX 9, Pixel Shader 2.0 e os 128MB de memória de vídeo. A boa notícia é que sistemas equipados com qualquer placa gráfica recente terão capacidade suficiente para executar aplicativos com igual rapidez independentemente da Aero estar ativa ou não. Entretanto, não recomendamos executar a Aero num PC que dependa de gráficos integrados.

Executamos nossos benchmarks com a interface Aero ativa e desligada. Dessa forma, vimos pouca ou quase nenhuma mudança nos resultados de Photoshop e múltiplas tarefas em micros que tinham placa de vídeo distinta. De fato, com a Aero ligada, ambos os desktops dual-core testados executaram o teste Photoshop com um mínimo de rapidez a mais.

Acrescentar uma placa de vídeo mais rápida para qualquer um desses sistemas não teve efeito no desempenho do aplicativo de desktop. O efeito nos benchmarks de games foi profundo, conforme esperado assim que se instala uma placa de vídeo topo de linha.

Entretanto, se o seu PC utiliza gráficos integrados, existe um real benefício ao se desligar a Aero. O notebook Toshiba Core Duo T2300 de 1,66 GHz testado executou o teste Photoshop 16% mais devagar com a Aero ativada. Nosso desktop Dell Sempron ficou 6% mais devagar no teste Photoshop quando seu novo chip gráfico GeForce 6150 LE (o qual usa a memória principal do sistema) teve que lidar com a Aero.

ReadyBoost

O primeiro teste em um outro intrigante atributo do Vista foi um pouco decepcionante. O ReadyBoost, uma nova tecnologia que promete melhorar o desempenho dos sistema ao fazer cache de dados em drives USB compatíveis, causou uma pequena queda de performance nos benchmarks.

Mas esse resultado pode se refletir melhor em testes específicos que executamos do que na tecnologia; estamos trabalhando com a Microsoft para ter certeza de poder projetar testes que capturem apropriadamente situações nas quais o ReadyBoost deve mostrar do que realmente é capaz.

Ainda é cedo

Conforme continuamos a desenvolver benchmarks próprios para o Vista e testar tantos sistemas possíveis com o Vista pré-instalado, publicaremos sempre as novas descobertas.

Enquanto isso, se estiver com o upgrade para o Vista nos planos, os testes preliminares sugerem que ele deve ter um bom desempenho em qualquer micro com hardware de vídeo exclusivo.

Observando nossas tabelas, a maioria dos sistemas de dois anos atrás – modelos de mil dólares com processadores Pentium 4 de cerca de 3 GHz ou CPUs Athlon XP de cerca de 2 GHz – se sairiam bem como máquinas Vista após uma melhora na RAM. E PCs desktop dual-core são os favoritos para upgrades do Vista.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site