Imagem de fundo do header
Novas ferramentas para editores de imagens
Home  >  Review
REVIEW

Novas ferramentas para editores de imagens

Adobe Photoshop Elements 5 e Corel Paint Shop Pro Photo X1 chegam para satisfazer os fanáticos por fotos

Por Allan Stafford, PC World EUA

Foto:

Adobe Photoshop Elements 5 e Corel Paint Shop Pro Photo X1 chegam para satisfazer os fanáticos por fotos

novas_ferramentas_ed_imgs10.jpgMuitas pessoas acham que administrar uma coleção de fotos e imagens digitais é uma tarefa tão árdua quanto editá-las, o que não deixa de ser verdade, dependendo do volume de arquivos envolvidos.

As duas novas versões dos editores de imagens, o Paint Shop Pro Photo X1, da Corel, e o Photoshop Elements 5, da Adobe, prometem ajudar o consumidor no quesito edição, mas só uma delas o faz de fato.

As excelentes ferramentas de edição e avanços na importação e compartilhamento de imagens colocam o Photoshop Elements muito à frente do Paint Shop Pro.

Os dois programas têm utilitários de importação de fotos que ajudam a organizar as imagens. O downloader (nome dado ao utilitário de importação) da última versão do Elements melhorou muito: ao identificar que uma câmera digital foi conectada ao PC ou um cartão de memória inserido no leitor, ele pode renomear as imagens em grupos para uma variedade de formatos, remover olhos vermelhos (apesar de isso não ser novidade), colocar as imagens em uma nova subpasta e apagá-las do cartão de memória ao final da operação; tudo sem que você precise fazer nada, caso tenha configurado essas ações previamente.

O downloader da Corel coloca as imagens no SnapFire, um novo recurso do software que precisa ser instalado separadamente. O aplicativo detecta cartões de memória e imagens em CD, qualquer CD: quando o disco do Elements foi inserido, o SnapFire tentou captar as imagens nele.

O recurso permite que você crie pastas com nomes customizados, utilizando, por exemplo, a data do download. Mas ele não permite renomear arquivos individualmente – uma grande desvantagem em relação ao Elements. A Corel estuda a possibilidade de incluir esta facilidade em versões futuras.

Estranhamente, o Paint Shop Pro inclui outro organizador que pode ser acessado dentro do programa. O recurso, que usa a mesma base de dados do SnapFire, permite que você procure rapidamente imagens por data, tamanho ou classificação. Seria melhor que a Corel juntasse os melhores atributos dos dois organizadores em um único produto.

No Photoshop Elements, o processo de classificar as fotos não mudou e continua fácil e intuitivo.

No PaintShop Pro, infelizmente, este processo não é tão amigável: é preciso atravessar diversos menus para encontrar os atributos de classificação, que ainda por cima são minúsculos.

Além disso, a busca por tags múltiplos exige o uso de uma caixa de diálogo; no Elements, basta selecionar os tags desejados na paleta existente na tela principal.

photoshop_corel_img2.jpgA edição de imagens é importante, e os dois aplicativos fazem isso com competência. Mas enquanto a Adobe tenta diferenciar o Photoshop Elements do seu Photoshop avançado (CS2), o Paint Shop Pro tenta ser um Photoshop, com uma grande quantidade de ferramentas – mais até do que o Elements – poluindo a interface.

Por exemplo, o Paint Shop Pro oferece o One-Step Photo Fix e o Smart Photo Fix; eles fazem coisas diferentes, mas poderiam ser combinados em uma única ferramenta. A interface do Elements, nesse aspecto, é muito mais elegante.

++++

O Elements 5 acrescenta novas ferramentas ao seu inventário. Uma delas é o Curves, um recurso de edição que tem sido um dos pilares do Photoshop. Ele oferece um modo gráfico para ajuste de cor e de contraste simultaneamente.

Entretanto, a versão encontrada no Elements é inferior à do CS2: não é possível ajustar a curva diretamente e você não tem acesso a um histograma, para um ajuste mais preciso. Os resultados obtidos nos testes foram adequados, mas inferiores aos que poderiam ser obtidos com o Photoshop.

O Paint Shop Pro oferece o Curves desde as versões anteriores, mas agora a ferramenta foi aprimorada. Ela inclui um histograma e permite que a curva seja manipulada diretamente. Mas não é possível clicar na imagem com o conta-gotas para escurecer e clarear pontos específicos.

De forma análoga a muitas outras funções do Paint Shop Pro, você estará trabalhando numa caixa de diálogo, com minúsculas imagens do “antes” e “depois” da operação.

photoshop_corel_img1.jpgO Paint Shop Pro ainda tem um novo comando chamado Depth of Field (profundidade de campo) que permite realçar um objeto do plano mais próximo (como o rosto de alguém), tornando as imagens em segundo plano “borradas”.

Contudo, conseguir esse efeito requer uma cuidadosa seleção do que será mostrado, e a única ferramenta para isso é a seleção à mão livre.

Além disso, não é possível mudar a seleção nesta caixa; se algum erro for cometido, deve-se começar tudo novamente.

O novo atributo Color Changer (mudança de cor) do Paint Shop Pro permite que se altere a cor na área de alto contraste rapidamente. Já a Skin Smoothing (suavização de pele), ao contrário, é muito lenta.

Nos testes, foram necessários trinta segundos para mostrar resultados e mais trinta segundos para o ajuste. O Elements traz uma nova ferramenta interessante que corrige as distorções da lente da câmera e pode eliminar, por exemplo, saliências da imagem.

A Adobe informa que o Adjust Sharpness (ajuste de precisão) funciona melhor do que a velha Unsharp Mask, que foi mantida.

tabela_photoshop_corel.gif

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site