Imagem de fundo do header
Apple TV tem funcionamento limitado
Home  >  Review
REVIEW

Apple TV tem funcionamento limitado

Equipada com HD de 40 GB, central de entretenimento da Apple copia videos, músicas e fotos do iTunes do PC e os reproduz na TV

Por Edward N. Albro, PC World EUA

Foto:

Equipada com HD de 40 GB, central de entretenimento da Apple copia videos, músicas e fotos do iTunes do PC e os reproduz na TV

appleitvf.jpgDizer que o Apple TV é o melhor equipamento para streaming de vídeos é uma afirmação incontestável. Afinal, os produtos anteriores que se propunham a fazer o que ele faz eram pouco confiáveis, dificeis de se usar e, geralmente, rejeitados pelo público.

Com um disco-rígido de 40 GB de capacidade de armazenamento, o discreto gadget parece conseguir evitar as falhas e apagões que costumam ocorrer quando se faz streaming de vídeo sobre uma rede wireless.

A regra básica do Apple TV deve ser: se você pode tocar algo no iTunes, você tem que poder fazer o mesmo no Apple TV. Isto agrega alguma limitação aos usuários, mas a simplicidade tem seu preço: 299 dólares, nos Estados Unidos, onde foi lançado na semana passada.

O Brasil deve receber o Apple TV em maio, mas o fabricante não estima qual será seu preço.

Mac Mini espremido

No quesito visual, O equipamento se assemelha a um Mac Mini pisoteado por um elefante desatento. É um quadrado com cerca de 19 centímetros de largura e profundidade e pouco mais de 3  centímetros de altura. Vem com um cabo de força e um controle remoto do tamanho de um iPod Nano.

Os outros cabos de que você irá precisar devem ser adquiridos à parte. Por exemplo, se o seu televisor é equipado com entrada HDMI, você terá de comprar este cabo (cerca de 20 dólares na Apple Store). O Apple TV tem portas para conexão HDMI, vídeo componente e vídeo analógico.

Assim que foi conectado à TV de alta-definição do PC World Test Center (você tem de ter uma televisão de tela wide, por sinal), o equipamento começou a procura por uma rede. A conexão utilizada foi uma Wi-Fi, em vez de Ethernet, e, inicialmente, o Apple TV não conseguia encontrar a rede.

Porém, assim que o SSID da rede foi digitado no teclado que  aparece na tela o equipamento começou a funcionar. O gadget é bastante silencioso mas ficou significantemente quente após uma hora ligado.

Para utilizá-lo, você deve linkar o Apple TV a uma cópia do iTunes instalada em Mac ou PC (a tela fornece um código que deve ser digitado no iTunes para realizar a conexão).

A partir daí, o Apple TV inicia a sincronização do conteúdo do iTUnes com seu disco-rígido em uma ordem específica: primeiro, filmes, depois, programas de TV, em seguida, músicas, etc. Se há alguma forma de priorizar determinado arquivo não nos pareceu possível.

Controle remoto do Apple TV

Assim que o conteúdo visual e musical estava no HD do Apple TV começamos a usar o seu controle remoto. Se por um lado, ele se parece com um iPod, o mesmo não pode ser dito a respeito do seu funcionamento.

O que lembra uma click wheel (o joystick circular por meio do qual são feitas as operações no MP3 player), não funciona com o simples toque do dedão. Na verdade, você deve clicar para cima, baixo ou lados para se mover.

É realmente admirável que a Apple tenha conseguido reduzir um controle remoto a seis botões essenciais, mas deve-se tomar cuidado com seu uso. Afinal, com tamanho tão diminuto, não será difícil perdê-lo pela casa.

Testes de vídeo

Para os testes com conteúdo visual, adquirimos uma cópia de um seriado no iTunes. A qualidade da imagem estava ok, mas nada de extraordinário. No saldo final, as imagens pareceram um tanto escuras e embaçadas, mesmo em cenas gravadas fora de estúdio e bastante coloridas.

O Apple TV pode decodificar imagens até um sinal de 720p e pode reproduzir em 1080i. Entretanto, pode-se ter dificuldades para encontrar conteúdo desta qualidade; a loja iTunes não comercializa, por exemplo.

O Apple TV também reproduz vídeo que não está armazenado em seu HD, mas para isso, o usuário terá de contar com streaming sobre a rede wireless.

Ao tocar músicas, o equipamento utiliza uma interface bastante parecida com a do iPod, com várias opções de visualização da biblioteca de faixas musicais. As capas dos álbuns foram dispostas de uma maneira tão atrante que torna a navegação pela arte uma excelente função.

Mas temos uma reclamação: assim que o usuário abandona a área de músicas, a faixa pára de tocar. Seria bom poder continuar a ouvir a faixa escolhida enquanto se escolhe um filme ou seriado no HD.

No fim das contas

Apesar do Apple TV ser um bom equipamento, deixa o usuário pensando se ele não poderia fazer mais.

Por exemplo, tendo uma conexão à internet e um disco-rígido, por que é necessário baixar o arquivo para o PC e depois sincronizá-lo com o gadget? Não seria melhor cortar caminho e baixar tudo diretamente da loja iTunes para o aparelho?

Deixando de lado estas reservas, consideramos o Apple TV a primeiro equipamento de transmissão de arquivos via rede sem fio que pode ser recomendado a um usuário comum, alguém que não é um expert em tecnologia.

Não será supresa caso, algumas versões mais tarde, ele se transforme em algo bastante poderoso.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site