Imagem de fundo do header
Comparamos celulares com câmeras a partir de 3 megapixels
Home  >  Review
REVIEW

Comparamos celulares com câmeras a partir de 3 megapixels

A questão é: eles podem substituir uma câmera digital na hora de fotografar? Descubra a resposta

Por Caio Terreran, especial para PC WORLD

comp_cel70.jpg
Foto:

A questão é: eles podem substituir uma câmera digital na hora de fotografar? Descubra a resposta

comp_cel150Eles foram feitos para falar. Mas já faz tempo que as pessoas buscam mais que bate-papo via telefone quando compram um celular. Um dos recursos preferidos nesse equipamento é a câmera digital, função que evoluiu muito desde que os primeiros modelos com essa capacidade chegaram às lojas, no final dos anos 1990.

Desde então, as lentes dos aparelhinhos ganharam a assinatura de marcas famosas na fotografia profissional, os recursos de edição se diversificaram, o zoom digital praticamente se tornou padrão e, mais importante, cresceu a resolução das câmeras incorporadas pelos celulares, que hoje já chegam a superar os 3 megapixels (MP).

A capacidade é comparável à de muitas câmeras amadoras e mais do que suficiente para imprimir fotografias em tamanho tradicional. E existe ainda o sedutor apelo da convergência, ou seja, o de concentrar funções fotográficas em um equipamento de comunicação pessoal.

Tal upgrade tecnológico torna a pergunta inevitável: será que é possível dispensar a máquina digital avulsa e aproveitar apenas a do telefone?

Para responder à questão, selecionamos quatro modelos de celulares disponíveis no Brasil com câmeras de pelo menos 3 MP: Nokia N73; Nokia N93; Samsung Ultra 12.9; e Sony Ericsson K790.

Exceção feita ao modelo da Samsung (que se limita aos 3 MP), todos têm câmera de 3,2 MP e trazem bom conteúdo multimídia, como reprodução de arquivos musicais, visualização de vídeos e transmissão sem fio de arquivos.

Capacidade fotográfica
Nesse teste, entretanto, priorizamos as capacidades fotográficas dos aparelhos testados, analisando características técnicas, físicas e desempenho e usabilidade de suas respectivas câmeras.

Para começar, respondemos à pergunta feita algumas linhas atrás e damos uma boa notícia para quem curte fotografar sem preocupação com requintes técnicos: sim, já dá para usar só a máquina do telefone e produzir boas fotos se você está mais interessado na captura de um momento especial do que com o acabamento estético da imagem.

nokia_n73Isso, principalmente, se o celular utilizado for o Nokia N73, vencedor deste comparativo e detentor de nosso selo Best Buy. Mais recente entre os quatro modelos avaliados a chegar ao mercado, o N73 gerou as melhores fotos do comparativo.

Além disso, é leve, tem tela de 2,4 polegadas e vem com cartão de 1 gigabyte (GB), o que dá plena liberdade para que o usuário bata e armazene muitas fotos. Para acionar a câmera do aparelho, basta deslizar uma capa localizada em sua parte traseira.++++Os seus oito modos de cena selecionáveis, bem como as lentes Carl Zeiss e a especificação de sensibilidade de ISO automática permitem a realização de fotos bacanas mesmo sob condições de luz desfavoráveis. Até foto em macro, realçando minúcias de um objeto, ele faz.

E se, depois de clicar a fotografia, você quiser realizar algum ajuste nela, a edição de imagens é versátil e permite vários deles. Tudo de forma fácil e sem comandos complicados.

Terminou de editar a foto? Com o N73 ainda é possível postá-la no Flickr, o popular site de compartilhamento de imagens da web.

sony_k790Outra boa opção entre os aparelhos avaliados, o Sony Ericsson K790 foi o primeiro a trazer câmera de 3,2 MP ao mercado nacional de telefonia móvel.

Como o vencedor do teste, produziu fotos bem acabadas e ainda impressionou pelo processamento ágil de sua câmera. Porém, pecou pela ausência de especificações mais atuais e presentes no N73, como ISO automático, e por ter poucos ajustes de edição.

Outro ponto negativo fica por sua restrição ao uso de cartões de memória mais comuns, como os do tipo SD – ele só aceita Memory Sticks, formato proprietário da Sony e utilizado na linha de câmeras digitais Cybershot, que também empresta a grife ao telefone.

samsungultra129Caso a portabilidade fosse o principal quesito avaliado, o Samsung Ultra 12.9 daria uma lavada nos rivais. Afinal, é compacto e, com 85 gramas de peso, o mais leve dos quatro. Contudo, ao fotografar, o modelo slider chega a decepcionar – e não é pelo fato de sua câmera ter 3 MP, pouco menos que os rivais.

As fotografias não tiveram a mesma vivacidade de cores dos concorrentes e a economia em algumas especificações técnicas, como os modos de cena (são só dois!), não melhoram sua questionável performance.

O menu nada intuitivo e a falta de orientação na tela do aparelho sobre as funções de cada botão contribuíram para que ele não tivesse um bom desempenho na comparação. A marca já anunciou uma nova geração da linha Ultra para chegar ao mercado ainda este ano – nela, esperamos que estes problemas sejam corrigidos.

nokia_n93Por fim, um celular nada discreto. Da mesma “família” do vencedor, o Nokia N93 chama a atenção não só pelas especificações técnicas, mas também pelo tamanho avantajado e design antiquado. Chega a parecer um modelo ancestral da telefonia móvel.

A parte superior do aparelho de formato flip pode ser rotacionada e, desta forma, acionar sua câmera.

Perda de tempo questionar a ergonomia, o peso, as fotos levemente escurecidas e o fato de que sua lente fica protegida por uma minúscula tampinha destacável – e fácil de ser perdida. Melhor dizer que, pelo seu preço, é mais justo aconselhar ao comprador a economia de uma boa quantidade de reais e o investimento em seu irmão mais novo e completo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site