Imagem de fundo do header
Webcams já permitem videoconferência com qualidade
Home  >  Review
REVIEW

Webcams já permitem videoconferência com qualidade

Modelos com resolução a partir de 1,3 megapixel agradam pelos recursos, mas o preço continua elevado

Por Camila Rodrigues, da PC WORLD

comp_webcam_70.jpg
Foto:

comp_webcam200Por motivos como falta de tempo, economia ou simplesmente comodidade, muitas vezes é mais conveniente comunicar-se pela web. De olho nessa necessidade, os recursos de vídeo dos softwares de mensagens instantâneas e mesmo as webcams estão cada vez mais sofisticados. Assim é possível realizar conversas com vídeo e qualidade de imagem satisfatória – isso sem falar nas soluções corporativas, que começam a ser oferecidas a preços mais acessíveis.

No entanto, para captar um vídeo em resolução de até 1.280 por 1.024 pixels e conseguir visualizar a conversa em tela cheia com alta qualidade é preciso utilizar uma webcam que ofereça mais de 1 megapixel (MP) de resolução real – além de contar com uma boa conexão de banda larga. Por isso, preste atenção no momento da escolha, porque resolução de vídeo é diferente da oferecida para fotos e algumas câmeras oferecem essa definição apenas para imagens congeladas.

Como uma videoconferência é constituída de som e imagem, quando for adquirir uma webcam, verifique se ela vem com um headset ou microfone embutido. Se não, você terá de adquiri-lo separadamente.

Outro item importante é o link de comunicação. Por isso, saiba qual é a conexão disponível para acessar a internet. O ideal é que a velocidade de transmissão de dados seja de pelo menos 1 megabits por segundo (Mbps), para que a imagem de qualidade seja transmitida sem interrupções. Se o link não for bom, além de você ter de presenciar movimentos interrompidos como em câmera lenta, sofrerá com o atraso da voz.

Para ajudá-lo no momento de escolher sua webcam, PC WORLD comparou quatro modelos disponíveis no mercado brasileiro, com resolução de vídeo entre 1,3 e 2,0 MP: a Magic Eye Web Cam, da Goldship; a Web Cam 11158, da Clone; a LifeCam NX-6000, da Microsoft; e a QuickCam Fusion, da Logitech. Avaliamos, ainda, com exclusividade, a Slim 1322AF, da Genius, que chegará ao país em dezembro e oferece imagens de ótima qualidade, além de ser compacta.

Os valores variam entre 99 e 650 reais, e todas elas são compatíveis com os mensageiros instantâneos mais populares, que têm recursos de vídeo: AIM, da AOL, MSN Messenger e Yahoo! Messenger. Mas também podem ser utilizadas em soluções corporativas de videoconferência mais simples.

A QuickCam Fusion, da Logitech, foi a merecedora do selo Best Buy. Apesar de não ser muito prática para usuários de notebooks, devido ao seu tamanho e à ausência de uma alça adequada, ela foi a webcam que ofereceu melhor qualidade de imagem, com boa nitidez e saturação. Outro ponto positivo é que ela é a única que oferece em seu kit um headset estéreo, com ótima qualidade de som e que possibilita uma comunicação mais confortável do que um monoauricular.

Nitidez e ajuste de luz
A qualidade da imagem foi o principal critério de comparação utilizado. Com exceção da vencedora do Best Buy, as outras três câmeras tiveram alguns problemas de cor e iluminação. A WebCam 11158, da Clone, e a LifeCam NX-6000, da Microsoft, exibiram imagens esbranquiçadas e com nitidez inferior. O primeiro modelo tem ainda o agravante de ter foco manual, o que torna a experiência do usuário desconfortável.

Já o modelo da Goldship oferece cores mais vivas, mas sofre com feixes de luz levemente amarelados quando utilizada em ambientes com luz fluorescente. O problema é quase imperceptível em locais com lâmpada incandescente.

A QuickCam Fusion foi o único modelo analisado que utiliza sensor CCD, tecnologia que, na maioria das vezes, se mostra mais sensível que a CMOS. Levando em conta a comparação com os outros quatro modelos, esta afirmação é coerente; no entanto, quando analisada junto ao modelo da Genius, percebeu-se que a tecnologia CMOS está sendo aperfeiçoada e já pode mostrar melhor sensibilidade que a CCD, por um custo menor.

Se o objetivo for somente capturar um vídeo e o usuário estiver insatisfeito com brilho, contraste e nitidez, é possível ajustar a imagem de todos os modelos usando o software AMCap.

No entanto, o processo de gravar uma videoconferência a fim de documentá-la pode ser facilitado se o equipamento contar com um software embutido para essa tarefa.

Nesse aspecto, o programa Microsoft LifeCam é o mais amigável em relação ao software das outras webcams. Por meio dessa interface, é possível gravar vídeo, áudio, enviá-los para terceiros por meio do Outlook ou ainda postá-los em seu Windows Live Space. Estes recursos podem facilitar o compartilhamento de conteúdo multimídia (desde que não seja de caráter confidencial) em uma pequena empresa, ou mesmo entre amigos.

Ergonomia
A maioria dos usuários ainda utiliza desktops com CRT, mas a cada dia aumenta a quantidade de pessoas que adquire monitores de tela plana e notebooks. Em cada caso, é preciso avaliar se a sua webcam vai se adaptar ao ambiente que você tem disponível.

Por exemplo: a LifeCam NX-6000 é a mais compacta entre os modelos analisados. Suas dimensões são de 8,6 centímetros largura por 2,2 de altura e 2,7 cm de profundidade (e a largura reduz em quase 2 cm quando sua lente retrátil é ocultada). Mas ela só possui alça compatível com LCD e laptops; o seu uso em desktops com CRT é menos confortável.

Já a QuickCam Fusion é grandalhona, o que a torna uma opção pouco recomendável para quem usa notebook. Ela oferece rotação de apenas 90 graus, na vertical, e, para deixá-la estável em uma mesa, é preciso dobrar com cuidado sua haste flexível.

A Magic Eye, da Goldship, e a WebCam 11158, da Clone, se adaptam bem em ambos os casos: a primeira tem uma base mais flexível e estável que o modelo da Logitech, e a segunda está apoiada em um suporte articulável, que pode se transformar em uma presilha. Além disso, ambas giram 360 graus na horizontal e em torno de 120 graus na vertical.

Outro aspecto ergonômico a ser analisado é o comprimento dos fios. A avaliação não atribuiu nota a este critério, que deve ser avaliado conforme a necessidade do usuário. A LifeCam NX-6000, por exemplo, se caracteriza como uma câmera para notebook, no qual a distância entre a tela e a entrada USB é pequena, e seu fio mede apenas 76 centímetros. Por isso, usá-la em um desktop não é conveniente — a não ser que seja em uma tela plana e ela seja conectada na USB da frente. Já a QuickCam Fusion tem um cabo de 1,89 metro, inconveniente para usuários de portáteis e ideal para quem usa a CPU embaixo da mesa.

Escolhido o formato adequado, um outro critério de escolha é o headset incluso. Somente o modelo da Logitech inclui o periférico estéreo e o da Goldship vem com um monoauricular, com boa qualidade de som. Para utilizar os outros equipamentos, pressupõe que se adquira tal dispositivo à parte – e sem microfone, uma webcam não tem muito uso. Resta ao leitor checar as aplicações, o orçamento e escolher o modelo que melhor atende às suas necessidades.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site