Imagem de fundo do header
Uma espiada no Windows Vista
Home  >  Review
REVIEW

Uma espiada no Windows Vista

Beta 1 do novo sistema da Microsoft mostra belos gráficos e novos recursos

Foto:

Windows Vista tela1O Windows Vista – próxima versão do sistema operacional da Microsoft, antes conhecida como Longhorn – atingiu um marco importante no dia 27 de julho, com o lançamento do seu primeiro beta. Com ele, a companhia revelou a primeira versão para testes do Internet Explorer 7, para o Windows XP e para o Vista. O código de programação, lançado dias antes do prazo original (3 de agosto), estará disponível para 10 mil beta testers oficiais, majoritariamente da comunidade de desenvolvimento e tecnologia de informação da empresa. Outros 500 mil membros do MSDN, o grupo de suporte para profissionais de TI que usam produtos Microsoft, terão acesso ao Beta 1, mas sem o mesmo suporte disponível para os testadores oficiais. 

Quer experimentar? Infelizmente, o Beta 1 não estará disponível para o público em geral, pois o código costuma trazer muitas das novas funções destinadas a usuários finais que o Windows Vista apresentará quando chegar às lojas, o que deve acontecer no segundo semestre de 2006. “O quadro ainda não está completo”, adianta Greg Sullivan, diretor do grupo de programas na divisão de Windows da Microsoft.  “Ainda não pintamos nem a metade da tela até agora.” Sullivan revela que o Beta 1 não tem algumas funções significativas, como a nova versão do Windows Media Player e o suporte para tablets e centrais de mídia. No entanto, traz as primeiras demonstrações públicas de inúmeras tecnologias que a Microsoft vem anunciando e discutindo em muitos eventos para clientes e desenvolvedores nos últimos anos. 

Brad Goldberg, gerente geral da divisão Windows, revelou em entrevista à PC WORLD que os objetivos do desenvolvimento da Microsoft para o Windows Vista focam-se em três categorias: instituir um novo nível de confiança no seu computador, melhorando segurança, privacidade, performance e a facilidade de distribuição; tornar a organização e o uso das informações mais claros; e conectar usuários, sem esforço, a pessoas e equipamentos.

Entre os três, melhorar a confiança dos usuários é o preceito que estava no topo da lista durante a demonstração do produto. “Nós temos de assegurar o fundamental antes de tudo”, afirmou o diretor de Windows, Austin Wilson. A Microsoft está determinada a evitar o “pesadelo de gerenciar atualizações de segurança” e a selar vulnerabilidades “para que pragas como o Blaster não surjam no futuro”.

Belos gráficos

Ao encarar o ambiente do Vista pela primeira vez, os usuários devem se surpreender com a qualidade dos gráficos do sistema Avalon. Entre os destaques estão os ícones, mais detalhados do que nunca e que podem ser dimensionados livremente, a pré-visualização de praticamente qualquer tipo de documento e, se seu computador tiver um driver de visualização com suporte aos gráficos do Vista, o belíssimo tema Aero para a área de trabalho, com suas janelas e quadros transparentes. 

Windows Vista tela2O sistema de busca é onipresente na interface do Vista: cada janela tem um pequeno campo de procura, do lado direito da barra de endereços, e há até mesmo uma janela de busca no pé do menu Iniciar. A maioria desses campos de procura é sensível ao contexto. Por exemplo, se você digita o nome de uma aplicação no campo Iniciar, o sistema mostrará uma lista de todos os executáveis que combinam com o termo procurado.  Isso evita que você navegue por uma lista imensa, acessível pelo botão Todos os Programas.

Além de organizar e mostrar pastas criadas pelos usuários, o Vista traz pastas virtuais que permitem que documentos sejam organizados por metadados – informações reunidas pelo sistema de arquivos – independentemente de sua localização. Por exemplo, abrir uma pasta virtual chamada Autores permite que você confira todos os arquivos feitos por determinada pessoa, identificados pelo metadado presente em cada um deles.

Combate às pragas virtuais

Uma aposta chave da Microsoft para combater as pragas virtuais é a Proteção de Conta do Usuário. O Windows Vista traz um novo tipo de conta de acesso, chamada Conta Limitada, dotada de menos privilégios que uma conta de administrador, porém, com mais funções que uma conta de convidado do Windows XP. Quem fizer o login como usuário limitado poderá executar tarefas de rotina, como instalar uma impressora, mas não poderá instalar aplicativos ou realizar tarefas normalmente utilizadas por programas nocivos. O Internet Explorer 7 – equipado com um feed RSS e funções como a navegação por abas – utilizará a Proteção de Conta do Usuário para oferecer um modo protegido de navegação, criado para prevenir a instalação de spyware. Usuários limitados podem navegar apenas no modo protegido, mas o administrador do sistema pode configurar o Windows para tornar a navegação protegida na opção padrão para todos os usuários, mesmo aqueles com privilégios de administrador. 

Windows Vista tela3Um problema em potencial provocado pela função é o uso do novo firewall do Windows Vista, capaz de monitorar o tráfego de dados saindo do computador (o firewall do XP verifica apenas os que entram). Por padrão, a verificação dos dados que saem estará ativa apenas nas versões corporativas do novo sistema operacional.  Segundo Wilson, se ela estiver ligada nas versões domésticas, toda aplicação que precisar acessar a web não será capaz de fazê-lo e um usuário precisará de privilégios de administrador para oferecer a permissão. 

Outras novidades do Windows Vista são iniciação mais rápida e segura, tanto ao ligar a máquina quanto na reativação do modo standby, e um design de drivers aperfeiçoado, capaz de impedir que a falha de um driver de impressora, por exemplo, trave todo o sistema.  Um filtro antiphishing também está presente – por enquanto, apenas no Beta 1 do IE 7 para Windows XP. O filtro identificará sites suspeitos por comparação e reconhecerá páginas notoriamente praticantes de phishing por meio de um banco de dados dinâmico. 

O Windows Vista também traz novidades para desenvolvedores e profissionais de TI. O sistema de instalação, por exemplo, utiliza um único arquivo para realizar a maior parte do processo, ao contrário dos anteriores que usavam vários pequenos arquivos. Isso simplificará o desenvolvimento em larga escala para profissionais de TI, que podem customizar o arquivo de instalação adicionando ou retirando componentes. 

O Vista trará novas ferramentas para diagnósticos e para lidar com problemas como panes em dispositivos específicos, falhas de hardware e problemas de rede. Se uma falha no disco rígido for iminente, por exemplo, o Vista alertará o usuário para que faça backup. No geral, a Microsoft acredita que o trabalho realizado nos recursos fundamentais do novo sistema reduzirá em 25% o custo com a manutenção do Windows.

Usuários finais devem ter uma chance de testar o Vista, mas, provavelmente, não antes da chegada do Beta 2, ainda sem previsão de lançamento.

PC World - EUA

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site