Imagem de fundo do header
Parece o mesmo, mas não é
Home  >  Review
REVIEW

Parece o mesmo, mas não é

Nova versão do Tungsten E ganha processador mais potente, tela melhor, memória não volátil e Bluetooth

Mário Nagano

Foto:

Tungsten E2 grandePreferido por aqueles que desejam algo fácil de usar para gerenciar dados pessoais e compromissos, o Tungsten E, da Palm, passou por uma significativa atualização tecnológica, ganhando até um novo nome: Tungsten E2. A transformação nivela o produto com os modelos T5 e LifeDrive.

Por fora, o Tungsten E2 é praticamente idêntico ao E com pequenas alterações, como a nova posição do alto-falante (ainda atrás) e o botão de reset que agora fica aparente e mais fácil de ser pressionado. Mais relevante, porém, é a mudança da porta de comunicação com o PC, que passa a ser o Multi-Connector usado também no Tungsten T5, no LifeDrive e no Treo 650, enquanto o E usava um mini-USB. Essa alteração pode provocar a ira de alguns usuários, já que impede que alguns acessórios e periféricos adquiridos possam ser usados no E2. Em compensação, o cabo de dados do E2 volta a ter botão de sincronismo.

O E2 continua a ter 32 MB de memória (26 MB livres), tela em cores de 320 por 320 pontos e slot para cartões SD/MMC. As novidades ficam por conta do novo processador Intel XScale de 200 MHz que substitui o TI OMAP 311 de 126 MHz, a bateria com maior durabilidade e a interface Bluetooth de fábrica.

Mais interessante: como no T5, a memória do E2 é do tipo Flash (não volátil), o que acaba com o perigo de perda de dados quando a bateria se esgota. Segundo a Palm, a tela LCD foi atualizada, oferecendo 30% mais brilho que a do modelo anterior. O sistema operacional PalmOS também recebeu upgrade para a 5.4 Garnet.

O pacote de programas que acompanha o handheld combina aplicativos de uso pessoal e profissional. Entre os primeiros, estão o cliente de e-mail VersaMail, o pacote de aplicativos Documents to Go e o visualizador de PDFs Adobe Acrobat para Palm. Para os momentos de lazer, o pacote oferece o player de MP3 RealPlayer e os leitores de mídia e-reader (para livros eletrônicos) e AudiblePlayer (audio books). Pelo preço sugerido de 999 reais, o Tungsten E2 chega ao mercado por um valor entre 100 reais e 200 reais a mais que o Tungsten E.

Nossa conclusão é que as atualizações do Tungsten E são importantes, apesar de que – ironicamente – muitas delas possam nem ser percebidas pelo usuário. Isso pode soar estranho, mas o fato é que estamos falando de um Tungsten E que não perde dados, tem uma tela melhor, bateria mais longa e ainda vem com Bluetooth de brinde. Ou seja, pequenos problemas que incomodavam no modelo antigo foram minimizados ou mesmo eliminados no E2.

Tanto para novatos quanto para veteranos, a experiência de uso do E2 tende a ser mais agradável que a proporcionada por seu antecessor. Talvez o único pecado da Palm tenha sido não aproveitar a oportunidade para colocar mais memória interna no produto – o que foi contornado em parte na versão brasileira pela oferta de um cartão SD de 128 MB de brinde. Mas trata-se de uma promoção inicial e não de um acessório padrão que virá com todos os modelos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site