Imagem de fundo do header
O mini é o máximo
Home  >  Review
REVIEW

O mini é o máximo

Novo Mac cabe em qualquer espaço, mas exige o acréscimo de todos os periféricos

PC World - EUA

Foto:

Mac miniO Mac mini, da Apple, é menor do que uma caixa de lanche, mas não falta a ele potência de computação. A unidade com processador G4 de 1,25 GHz, 512 MB de RAM, drive combo CDRW/ DVD-ROM, comunicação Wi-Fi 802.11g e Bluetooth embutidos, que não será comercializada no Brasil a princípio, executou muito bem a maioria das tarefas, sem vacilar ou congelar. Foi possível até abrir meia dúzia de aplicativos e comutar entre eles sem qualquer lentidão do sistema. Mas não deu para se convencer de que o modelo básico de 2.890 reais que será vendido no mercado brasileiro, com apenas 256 MB de RAM, consiga lidar com comutação de tarefas ou arquivos grandes de forma tão ágil quanto o sistema avaliado. Além disso, o básico não tem recursos de comunicação sem fios integrados.

Durante a análise, o Mac mini executou um filme em DVD em tela cheia sem problemas, mas você vai sentir falta de um conjunto de bons altofalantes, já que o som emitido pelo único altofalante embutido na unidade é baixo demais. O equipamento tropeçou somente quando foram abertas duas grandes imagens (15 MB e 111 MB) no iPhoto. Cada imagem demorou 10 segundos para abrir e a troca entre elas foi um pouco lenta. A unidade aquece tanto quanto um notebook e, apesar das ventoinhas integradas à placa, o equipamento é surpreendentemente silencioso.

A máquina tem as mesmas vantagens e desvantagens da maioria dos notebooks, exceto pelo fato de não vir com tela. O lado positivo é que a unidade é extremamente leve e portátil. O ponto negativo é que você entulha rapidamente seu espaço de trabalho com periféricos externos.

Nenhum sistema baseado no Windows é tão pequeno. Os que chegam mais perto são equipamentos tipo cubo, como os da Shuttle Computer. Esses cubos apresentam configuração mais flexível, mas são maiores do que o equipamento da Apple. Depois de acrescentar seu próprio monitor, teclado USB e mouse ao Mac mini, você vai querer adicionar também um hub USB com alimentação própria. Considerando- se que o computador tem apenas duas portas USB 2.0, e uma delas precisa ser usada pelo teclado, você terá apenas uma porta para a conexão de periféricos – e, se não puder plugar o mouse ao teclado, não restará nenhuma. Em breve, no entanto, o mercado de Mac oferecerá acessórios para o Mac mini, incluindo hubs USB e switches KVM.

Mac Mini
Fabricante: Apple
Para que serve: computador para uso doméstico e trabalho leve
Prós: pequeno; silencioso
Contras: poucas portas para a inclusão de periféricos; alto-falante pouco potente
Preço: 2.890 reais (versão de 1,25 GHz e 256 MB de RAM)
Onde comprar: Apple – (11) 5503-0090 e 0800- 127753 – www.apple.com/br/ondecomprar
Avaliação final: 4

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site