Imagem de fundo do header
Consumo na ponta do lápis
Home  >  Review
REVIEW

Consumo na ponta do lápis

Para combater o desperdício, a C7350n cria perfis de usuários e controla seu uso

Mário Nagano

Foto:

Oki C7350nDê uma espiada na bandeja de documentos ou no cesto de lixo próximo à impressora do seu escritório. A possibilidade de que encontre páginas e mais páginas abandonadas é grande. É comum que as pessoas produzam impressos e os esqueçam ou joguem fora porque imprimiram por engano. Para controlar o desperdício, a impressora C7350n, da Oki, avaliada pelo PC World Test Center, incorpora a Job Account, solução de hardware e software que cria perfis e estabelece cotas de impressão para os vários usuários. A ferramenta utiliza esses dados para liberar o acesso à impressora e permite a contabilização do uso do equipamento, com a geração de relatórios. Assim, é possível saber quanto cada pessoa imprimiu e o custo dessas impressões para a companhia.

A C7350n também traz outra ferramenta interessante para gerenciamento.  Disponível para download gratuito no site da Oki (www.okidata.com/port/ html/nf/SoftwareSolutions.html), o PrintSuperVision é uma aplicação baseada em .NET que permite monitorar qualquer impressora Oki (e alguns modelos de outros fabricantes) conectada local (via LAN) ou remotamente (via WAN). Com isso, o administrador tem uma visão do estado de cada equipamento, como nível de papel, toner e fusor, e tem condições de planejar a compra de suprimentos ou efetuar manutenção preventiva.

Os recursos de controle e gerenciamento, comuns a outros modelos de impressora da Oki, não são os únicos destaques da C7350n. Nos testes, o equipamento com tecnologia LED Printer imprimiu 18 páginas por minuto (ppm) no modo normal e 16,4 ppm no modo em cores (textos com caracteres e gráficos coloridos). Na avaliação de impressão de gráficos no modo PCL (Printer Control Language), a máquina levou apenas 47,6 segundos para produzir a folha de referência no Corel Draw, resultados excelentes para sua categoria.

A qualidade de impressão de textos também foi muito boa, com caracteres bem formados quando comparados a gerações mais antigas de LED Printers de 300 e 600 pontos por polegada (ppp). As cores no modo padrão mostraram alta saturação, fator que puxou as imagens em preto um pouco para o verde. Mas isso pode ser resolvido com um ajuste no driver para que imprima apenas com toner preto.  A C7350n vem equipada com processador de 500 MHz, 192 MB de RAM (expansível até 1.024 MB), linguagem PostScript nível 3 e porta de rede de 10/100 Mbits por segundo.  O equipamento é projetado para suportar um ciclo de trabalho de até 100 mil páginas por mês e aceita um módulo opcional de impressão frente e verso.
Seu cartucho de toner é independente do cilindro de imagem, com vida útil estimada em 10 mil e 30 mil ciclos de impressão, respectivamente.  Segundo a Oki, o cilindro, independente da cor, custa cerca de 830 reais, os toners em cores (ciano, magenta e amarelo) saem por 711 reais e o toner preto está cotado a 374 reais.  Some a isso o custo de outras peças de desgaste, como o fusor (60 mil páginas/ 885 reais) e a esteira de transporte (60 mil páginas/1.176 reais) e o custo da folha impressa fica em torno de 40 centavos em cores e 9 centavos em preto. Esse custo da página em preto é inferior ao do modelo B4350, também da Oki, e E32N, da Lexmark, avaliadas por PC WORLD na edição de junho de 2005.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site