Imagem de fundo do header
Pacote anti-hacker
Home  >  Review
REVIEW

Pacote anti-hacker

Com interface intuitiva, o McAfee Internet Security Suite 2006 combate vírus, piratas da web e spams, além de controlar o acesso à internet

Daniel dos Santos

Foto:

20051129_norton-int_sec2006_200x158_telaPrimeiro foi o antivírus. Depois, o kit de sobrevivência na internet ganhou outro item essencial para combater os hackers: o firewall. Hoje, com tantos tipos de pragas virtuais, a lista de defesas pede softwares que diminuam o volume de spam, combatam o spyware ou até controlem o acesso à internet.

É o que faz o pacote Internet Security Suite 2006. Integrante da nova linha de produtos de segurança da McAfee, ele reúne as versões atualizadas de três programas também oferecidos individualmente pela companhia (VirusScan, Personal Firewall Plus e SpamKiller), além de incluir a ferramenta Privacy Service, que não é comercializada separadamente.

Um dos destaques do Internet Security Suite 2006 é a sua interface intuitiva e integrada (em português), que tem como ponto de partida o Security Center. Com visual que lembra uma página de internet, ele exibe o índice de segurança do equipamento – tendo como referência o fato de os programas estarem ativos e atualizados –, o status dos serviços e os ícones para acesso aos utilitários. As atualizações são feitas automaticamente quando o usuário se conecta à internet.

Se o PC é utilizado por mais de uma pessoa, vale adotar o Privacy Service. Este recurso permite criar contas de usuário com privilégios distintos. É possível, por exemplo, que o pai estabeleça quais sites seu filho pequeno pode acessar e determinar os dias e horários autorizados para a navegação. Nos testes feitos por PC WORLD, os recursos funcionaram bem com uma exceção: a restrição de horário para acesso à web foi burlada facilmente com a alteração da data no relógio do Windows.

Em sua nova versão, o Personal Firewall Plus mostrou ser uma ferramenta de segurança eficiente e menos incômoda. Realizamos ataques de port scan, que verificam as portas abertas no sistema para invasões, e as iniciativas foram barradas. Para completar, o software exibiu poucos alertas, permitindo automaticamente o acesso de arquivos legítimos.

Ferramenta para o combate ao email indesejado, o SpamKiller versão 2006 inclui um módulo que funciona integrado ao Internet Explorer para o combate ao phishing. Porém, o recurso não identificou mensagens fraudulentas criadas no Brasil. Testamos e-mails com temas como “Você está sendo traído” e “Cartão virtual”. Em nenhum dos casos a ferramenta exibiu o alerta de phishing. A proteção coube ao popular VirusScan, que identificou cavalos-de-tróia como PWS-Banker (que serve para o roubo de senhas bancárias) e vírus, a exemplo do W32/Valla.dr. O SpamKiller integra-se à barra do software de e-mail, mas também possui uma interface para gerenciamento de spam no Security Center, solução que pode causar alguma confusão em seus usuários.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site