Imagem de fundo do header
Computador a bordo
Home  >  Review
REVIEW

Computador a bordo

Mais que um guia de ruas, o Maplink Destinator 5.0 para handheld conduz o motorista esquina a esquina. E ainda mostra radares e avisa em caso de excesso de velocidade

Luís Fernando Tinoco

Foto:

Maplink 1 - 200xPara quem não tem um carro com computador de bordo e precisa constantemente de orientação para circular por grandes cidades brasileiras, a nova versão 5.0 do Maplink Destinator pode vir a calhar. Embarcada em um handheld com GPS embutido e suporte para fixação no painel do veículo, o software conduz o motorista esquina a esquina, com avisos sonoros indicando o melhor caminho.

Com interface similar aos aplicativos de mapas baseados na web, como o Google Maps, o sistema possui atualmente em sua base de dados as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Caxias do Sul e Florianópolis. Além das ruas, praças e avenidas, ele exibe pontos comerciais cadastrados e, no caso da capital paulista, traz até a localização de radares de velocidade.

Testamos a solução – vendida como um pacote completo incluindo um Pocket PC MIO 168 com GPS embutido e o Maplink Destinator 5.0 – pelas ruas de São Paulo. Em trajeto entre a zona oeste e a zona sul da capital paulista, o Maplink ofereceu uma opção de caminho por avenidas principais (indicado como mais curto) e outro por ruas de bairros (indicado como mais rápido para fugir do trânsito).

Maplink 3 - 200xEscolhemos o percurso pelas avenidas. Os alertas sonoros utilizam o sistema de som do handheld e são bem audíveis pelo motorista, que pode traçar a rota antes de entrar em movimento e depois apenas segui-los, sem ter a atenção visual desviada. O sistema de localização via satélite rapidamente entrou em funcionamento e indicou no mapa a posição do veículo. Em todo o trajeto, não houve problema de recepção de sinal do GPS.

A primeira surpresa ao acelerar o veículo foram alertas repetidos de excesso de velocidade, mesmo a apenas 40 km/h. Desabilitados os avisos, o sistema funcionou bem, indicando com antecedência qual posição tomar em grandes avenidas, antecipando as conversões à direita ou à esquerda.

Maplink 2 - 200xOutro ponto bastante positivo foi a capacidade do sistema de recalcular a rota em caso de erro ou de opção por um caminho diferente do indicado. Imediatamente ao perceber o desvio do caminho original, o Maplink emite um aviso de que está recalculando a rota e, segundos depois, indica o novo caminho.

O ponto negativo foi o consumo de bateria. Ao utilizar o GPS e o sistema de som do handheld, além do processamento gráfico para a visualização dos mapas – que pode ser em duas ou três dimensões –, a solução se mostrou tarefa árdua para a bateria do Pocket PC. Pensando nisso, a Digibase e a Maplink, que distribuem o sistema, incluíram no pacote um cabo de alimentação para ser ligado no acendedor de cigarros do painel.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site