Imagem de fundo do header
Aposta no uso pessoal
Home  >  Review
REVIEW

Aposta no uso pessoal

HP estréia no mercado de desktops residenciais com quatro equipamentos da linha Pavilion. Veja o que oferece o modelo b1040br

Mário Nagano

Foto:

HP b1040br - 200xDepois de muito relutar, a HP aportou no mercado brasileiro de desktops para usuários domésticos. E não estreou com o lançamento de um único produto – trouxe logo quatro modelos: os Pavilion b1010br, b1020br, b1030br e b1040br utilizam processadores Celeron D 336 (2,8 GHz) ou Pentium 4 516 (2,93 GHz), já preparados para o sistema operacional de 64 bits, como o Windows Vista. Os novos modelos têm a mesma plataforma (gabinete, fonte, placa-mãe e monitor). A opção mais em conta, o Pavilion b1010br, segue as especificações do PC Para Todos e custa 1.500 reais (mas deve cair para 1.400 em breve, assim que seu projeto for certificado pelo programa).

PC WORLD avaliou o modelo mais avançado, o b1040br. O produto de 2.900 reais tem desenho simples, construção sólida e está preparado para agüentar longas jornadas de trabalho em ambientes pouco confortáveis para um computador comum. Sua placa-mãe é a GA-8S661FXM-775, da Gigabyte, com chipset SIS 661FX. Essa estrutura combina recursos novos, como soquete LGA 775, porta SATA com RAID e saída de som de seis canais, com outros nem tanto, como portas IDE e slot AGP 8x – o que permite fazer upgrades sem muitos gastos.

ChipPentium 4 516, o b1040br traz 512 MB de memória DDR 400 (expansível até 2 GB), CD-ROM de 48x, gravador de DVD dual layer, HD SATA de 160 GB e monitor CRT de 17 polegadas. Assim como no caso do b1030br, o monitor do b1040br pode ser dispensado do pacote, o que reduz o preço em 400 reais. Os outros modelos Pavilion vêm com monitor de 15’’.

O Pavilion b1040br obteve média de 77,7 pontos nos testes com PC World-Bench 5, 137 no Sysmark 2004 e 3.040 no PCMark’04. Seu desempenho em gráficos foi bom, mas nada surpreendente: 1.584 pontos no 3DMark 2001 SE. E a aceleradora onboard do b1040br não é compatível com as novas extensões do DirectX 9. Esses números mostram que a performance do b1040br é bem superior à do dx2090, também da HP, equipado com Celeron de 2,66 GHz, analisado na edição de setembro, mas nada excepcional.

Há, no entanto, algumas questões a considerar em um produto para uso doméstico. Em primeiro lugar, entretenimento tem um papel forte nesse tipo de equipamento. Para alguns, isso é sinônimo de internet, manipulação e reprodução de mídia. Para outros, quer dizer jogos em 3D. O b1040br atende plenamente às necessidades do primeiro grupo. Mas os gamers ficarão desapontados com seu desempenho em 3D. Neste caso, é necessário adquirir à parte uma placa de vídeo AGP. O problema é que esse padrão chegou ao limite tecnológico e tende a sair do mercado com a popularização do formato PCI-Express. Além disso, o equipamento da HP utiliza o chip Pentium 4 516. Apesar de incluir as extensões de 64 bits, esse processador não oferece Hyper-Threading, recurso que melhora o desempenho e do qual qualquer usuário (seja jogador ou não) poderia tirar proveito.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site