Imagem de fundo do header
Caçador de pragas
Home  >  Review
REVIEW

Caçador de pragas

Ativar o NOD32 edição 2006 dá uma canseira, mas seu trabalho de verificação de vírus é rápido e eficiente

Daniel dos Santos

Foto:

Ativar o NOD32 edição 2006 dá uma canseira, mas seu trabalho de verificação de vírus é rápido e eficiente

nod32- 199x138Escolher um bom antivírus é o primeiro passo para quem pensa em conectar seu computador à internet. Afinal, alguns minutos de navegação na rede mundial é tempo suficiente para que um equipamento desprotegido seja contaminado por todo tipo de praga virtual. Avaliado por PC WORLD, o NOD32 edição 2006, da Eset, mostrou ser uma boa opção para o combate a essas ameaças.

A instalação do software, que tem interface em português, é um procedimento fácil e rápido. Só fica complicado na hora de ativar o produto. O processo não poderia ser mais burocrático.  É preciso entrar em uma página na internet e deixar o endereço de e-mail. Depois, aguardar nesse e-mail uma mensagem com um link.  Ao acessar a nova página, o novo usuário encontra um formulário no qual precisa informar dados como o número de série do produto, nome da loja onde foi adquirido, telefone, cidade, CEP, estado... Feito tudo isso, finalmente recebe um nome de usuário (com mais de 10 caracteres) e uma senha, que devem ser digitados quando solicitado. Quem não passar por essas etapas não consegue atualizar a lista de vírus.

Todas as funções do NOD32 edição 2006 são agrupadas no Control Center. O módulo Amon é o componente mais importante do programa e funciona como um monitor residente. O NOD32, por sua vez, rastreia o disco e pode ser acionado manualmente ou programado para agir em datas específicas. O Imon monitora o tráfego de internet; enquanto o Dmon funciona como proteção contra vírus de macro em programas como o Office; e o Emon cuida de pragas virtuais que chegam por email em clientes compatíveis com MAPI. Apesar de a interface ser bem enxuta, o uso de vários módulos com nomes parecidos pode causar um pouco de confusão.

Nos testes com um computador equipado com chip Pentium 4 de 2,4 GHz, 512 MB de memória e sistema operacional Windows XP Professional com Service Pack 2 e todas as atualizações, o programa mostrou bom desempenho na identificação de pragas virtuais. Confrontado com 87 ameaças, identificou 72 delas. Já nos testes com mensagens de phishing scam (e-mails fraudulentos destinados a roubar senhas de bancos) com temas como “Piadas do Humortadela”, “Patch do Orkut”, “Fotos da traição” e “Vídeo da Sandy”, o NOD32 teve uma performance razoável: brecou 75% das investidas.

O programa da Eset também revelou-se uma ferramenta rápida na verificação do computador. Levou apenas nove minutos para checar 42.031 arquivos, tempo e volume de arquivos verificados que o deixariam em segundo lugar nesses quesitos se fosse confrontado com os pacotes de segurança avaliados por PC WORLD na edição de fevereiro.  E o melhor: fez tudo isso sem deixar o equipamento lento. O programa também permite o agendamento de atualizações, além de oferecer programação de verificações completas do sistema ou mesmo dos arquivos de iniciação. Essas rotinas podem ser repetidas, por exemplo, diariamente.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site