Imagem de fundo do header
iMac ganha e perde com chip Intel
Home  >  Review
REVIEW

iMac ganha e perde com chip Intel

Os programas da própria Apple rodam mais rapidamente, mas a perda é sensível na execução de aplicativos de terceiros

Narasu Rebbapragada - PCW/EUA

Foto:

Os programas da própria Apple rodam mais rapidamente, mas a perda é sensível na execução de aplicativos de terceiros

imac - 200x216O iMac com monitor de 20 polegadas com processador Core Duo de 2 GHz é idêntico ao iMac G5 de 2,1 GHz. A principal diferença é que, enquanto os aplicativos da própria Apple rodam mais rapidamente na nova máquina, os programas de terceiros que ainda não foram otimizados para o processador Intel podem trabalhar muito mais lentamente do que antes.

Até o momento, a maioria dos softwares Intel-friendly foram escritos pela Apple. E, é fato, os programas da série iLife (iMovie, iPhoto, iTunes e iDVD) são mais eficientes sobre Intel do que eram sobre os computadores equivalentes com PowerPC em testes conduzidos pela Macworld, outra publicação do IDG. Os testes da Macworld mostraram também que os iMacs com Intel entram em ação duas vezes mais rapidamente que os iMacs G5 anteriores. Nos meus testes informais, constatei que usar o iTunes e navegar na web com o Safari foram tarefas muito mais ágeis. Em compensação, o Firefox levou, no novo iMac, até duas vezes mais tempo para fazer as mesmas coisas.

No pior cenário, software que ainda não está otimizado para o processador Intel, como o VirtualPC, da Microsoft, não poderão ser executados. A maioria dos programas, no entanto, apenas roda mais lentamente, uma vez que o Apple Rosetta precisa traduzir o software baseado em PowerPC para o processador Intel. Nos testes da Macworld, o Photoshop levou duas vezes mais tempo – e o Microsoft Word quase duas vezes – para finalizar, no novo iMac, a mesma tarefa que executava nas máquinas antigas. A Apple acrescentou uma porta miniDVI com capacidade para suportar um segundo monitor.Entretanto, você terá de comprar um adaptador para tirar vantagem desse adicional.

Em função da lentidão das aplicações não otimizadas, o novo computador da Apple não teve uma pontuação excelente. Apesar de o movimento em direção à plataforma Intel acelerar programas escritos nativamente e abrir a possibilidade de que os Mac façam dual boot com o Windows Vista no futuro, no momento, as aplicações não desenvolvidas para Mac Intel – e elas são muitas – perdem muito com a migração.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site