Imagem de fundo do header
Muuuuito espaço em disco
Home  >  Review
REVIEW

Muuuuito espaço em disco

HD externo da Iomega armazena até 1 TB, mas não oferece conexão direta a redes

Mário Nagano

Foto:

HD externo da Iomega armazena até 1 TB, mas não oferece conexão direta a redes

iomega 1 TB -  250x243Aproximadamente 18,5 mil horas de música em MP3, 4 milhões de fotos em JPEG de 250 KB cada uma ou até 1,5 mil horas de vídeo. É o que você pode armazenar, segundo a Iomega, no novo disco rígido externo Desktop Hard Drive de 1 TB – isso mesmo, 1 terabyte, ou seja, um trilhão de bytes. Para chegar a essa capacidade de armazenamento, a empresa agrupou quatro discos de 250 GB em um gabinete, montados em RAID 0 e gerenciados por uma controladora interna que se comunica com o computador por meio de porta FireWire 400, FireWire 800 ou USB 2.0. Os discos utilizados nessa montagem são os Deskstar, da Hitachi, de 7.200 rpm, buffer de 8 MB e interface SATA 150, formatados em FAT 32, o que garante compatibilidade com os equipamentos da Apple.

O gabinete metálico e de construção sólida do Desktop Hard Drive lembra um PC minitorre com 17,8 centímetros de largura por 20,3 de altura e 33 de profundidade e nada menos do que 7,8 quilos – dimensões e peso que não o classificam como um dispositivo portátil, apesar de ele funcionar sem problemas em notebooks. O sistema já vem pronto para uso e seu processo de instalação é muito simples: basta ligar o disco à tomada e conectá-lo a um PC ou Mac com o uso dos cabos USB ou FireWire. O reconhecimento como um disco adicional é automático.

Foram necessários 2min5s para a transferência de um volume de dados de 100 MB do computador para o disco e 1min53s para que fosse completado o caminho de volta nos testes com o disco conectado ao computador de referência do PC World Test Center pela porta USB 2.0. Esse mesmo total de dados agrupado em um arquivo ZIP levou pouco menos tempo: 1min25s para ir e 1min27s para voltar. É um desempenho modesto quando confrontado com a performance apresentada por outros discos externos avaliados por PC WORLD, mas nenhuma dessas unidades é comparável ao disco da Iomega em capacidade de armazenamento.

Podemos afirmar, sem dúvida, que nunca vimos uma solução RAID tão simples como um pen drive. Por outro lado, esperávamos que a unidade oferecesse condições para que se tirasse proveito de tamanha capacidade de armazenamento, incluindo a conexão direta a redes locais para compartilhamento entre vários computadores, como uma solução NAS (Network Attached Storage). E esse não é o único inconveniente. Devido às características do RAID 0, que espalha os dados por vários discos para emular ganho de espaço e de desempenho, qualquer problema com um dos drives pode acarretar a perda de todos os dados.

Outro ponto negativo na unidade da Iomega é a porta que dá acesso aos discos. Por questão de segurança, a porta possui um sensor que desliga automaticamente os discos quando aberta. O problema é que, caso isso ocorra (e não é muito difícil), a conexão com o computador é interrompida, o que pode levar à perda de dados. Uma trava simples ou uma tranca com chave resolveriam o problema. Em vez disso, a Iomega limita-se a colocar uma etiqueta do tipo lacre na porta com o aviso sobre o risco.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site