Imagem de fundo do header
Sua foto em 24 segundos
Home  >  Review
REVIEW

Sua foto em 24 segundos

Impressora fotográfica Shinko preenche o vácuo entre as jato de tinta e os minilabs digitais

Mário Nagano

Foto:

Impressora fotográfica Shinko preenche o vácuo entre as jato de tinta e os minilabs digitais

Impressora Shinko - 220xMarca ainda pouco conhecida no Brasil, a Shinko é uma empresa especializada em impressoras fotográficas para negócios que procura preencher o vácuo que existe hoje entre as jato de tinta e os minilabs digitais.

Entre os primeiros modelos a chegar no Brasil está a CHC-S9045, um equipamento relativamente pequeno (26,5 x 26,2 x 31,9cm) e leve (11 kg), capaz de imprimir uma foto 10x15cm com qualidade de minilab fotográfico em menos de 40 segundos.

Se comparado com uma jato de tinta, a CHC-S9045 oferece algumas vantagens, como boa apresentação final, resistência à água e, principalmente, ótima produtividade, já que depois de impressa, a foto não precisa secar, como nas jato de tinta.

A tecnologia utilizada é a dye sublimation, uma técnica de impressão em cores até mais antiga que a jato de tinta, mas que nunca teve sucesso entre os usuários finais, devido ao seu alto custo por página impressa.

No caso da Shinko, seu kit de impressão para 500 fotos em 10x15 cm custa em torno de 280 reais, o que dá em torno de 56 centavos por cópia. Nada mal, se levarmos em consideração que um trabalho semelhante feito numa jato de tinta fica em torno de 1 real.

Seu desenho simples e funcional lembra uma pequena laser monocromática, com duas portas frontais onde são colocados o rolo de papel fotográfico e o ribbon de impressão. Na parte de trás ficam a entrada de força (bivolt), chave liga/desliga e a porta USB que se conecta com o PC.

Seu pequeno painel de controle se limita a cinco LEDs indicadores de estado e um botão para rebobinar o rolo de papel fotográfico. Todos esses elementos combinados mostram um dos principais atrativos desse produto, ou seja, sua simplicidade de operação e facilidade de uso.

Para colocar a CHC-S9045 em operação, basta colocar os suprimentos nos seus respectivos compartimentos que a impressora se encarrega do resto. Seu driver de impressão possui opções mínimas de configuração e funciona praticamente com qualquer programa gráfico capaz de adequar sua saída de impressão para o formato da impressora (nesse caso 10x15 cm).

Ao contrário de outras impressoras fotográficas, a CHC-S9045 não possui entrada para cartão de memória flash, interface PictBridge ou mesmo gerenciador de impressão residente. Seu foco se concentra na impressão de imagens pelo computador, o que pode ser algo positivo, já que a CHC-S9045 também foi pensada para ser parte de aplicações mais sofisticadas, como uma estação de auto-serviço fotográfico para lojas de conveniência ou mesmo ligado num equipameto médico, imprimindo imagens de alta definição.

Uma das curiosidades desse produto é seu kit de impressão, formado pela bobina de papel, ribbon de impressão (que mais parece uma fita de celofane colorida) e um cartão RFID, que deve ser colocado em um slot na impressora a cada recarga de suprimentos. Esse cartão troca informações com a impressora e o ribbon (que têm seu próprio chip RFID) verificando sua autenticidade e procedência, impedindo assim a troca de componentes ou mesmo o uso de suprimentos não-autorizados. Esse sistema também conta o número de impressões. Assim, a CHC-S9045 pára de trabalhar após as 500 impressões.

Nos testes realizados, a CHC-S9045imprimiu 100 fotos 10x15 cm em aproximadamente 40min40s, o que dá uma foto a cada 24 segundos. Com a impressora em repouso, ela pode levar até 40 segundos para imprimir apenas uma foto. E a qualidade é tão boa que não foi possível diferenciar uma impressão feita com a CHC-S9045 de uma foto de minilab. Mas, para se obter um bom resultado,  também é necessário que a imagem impressa tenha resolução mínima em torno de 1.200 x 1.800 pixels. Abaixo disso, alguns efeitos de pixelização podem ser notados. Também surpreendeu o fato das impressões serem bastante resistentes a dobras e riscos, não descascando na área do vinco, como já vimos em outras impressões com dye-sublimation. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A PCWorld usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site